A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Avaliação

Pré-visualização | Página 1 de 2

Avaliação da Disciplina
Disciplina: Leitura e Produção de sentidos em Artes Visuais (ARE04)
Nota: 10
Prova: 35404629
1
- O psicanalista Sigmund Freud analisou um quadro de Leonardo da Vinci e fez algumas considerações acerca da vida do pintor a partir de sua obra. Em contato com a pintura Santa Ana, a Virgem e a Criança e saber de uma recordação da infância de Leonardo, Freud fala de um animal, que estaria representado no manto da Santa Ana fazendo alusão a uma possível homossexualidade do artista. Este animal representado, na visão de Freud, é um:
	
	A) Abutre
	
	B) Tucano
	
	C) Pavão
	
	D) Gavião
2
Em nosso dia a dia nos comunicamos através de várias e diferentes maneiras: falamos, escrevemos, pintamos, fazemos gestos, sorrimos, escutamos música, etc. Essas são apenas algumas formas de linguagens que utilizamos para nos relacionar com os outros e com o mundo. Grosso modo, podemos dividir essas linguagens em dois grandes grupos, que são:
	
	A) Linguagem sonora e silenciosa
	
	B) Linguagem visual e sonora
	
	C) Linguagem primária e secundária
	
	D) Linguagem verbal e não-verbal
3
Grosso modo, dizemos que existem a linguagem verbal e a não verbal. Porém, como o mundo da comunicação ultrapassa esses dois tipos de linguagens, podemos verificar que isso se expande. Dentro desta perspectiva, uma placa de trânsito seria classificada como uma linguagem de natureza:
	
	A) Complexa, pois há vários elementos na construção da mesma.
	
	B) Não-verbal, pois possui figuras na maior parte do conjunto.
	
	C) Mista, se ela for construída com imagens e letras.
	
	D) Verbal, pois aparece letras em grande maioria.
4
Em 1950 foi fundado, em Moscou, o Instituto de semiótica da URSS. Antes o grupo de estudos deste assunto ficou impossibilitado de se reunir, pois o governo de Stalin desconfiava de cada grupo que se reunia. A partir de 1970, a entidade começou a intensificar os estudos dos sistemas de signos com enfoque com determinado enfoque e que leva no seu nome o próprio objetivo do grupo. Por conta disso, a semiótica russa também passou a ser chamada de:
	
	A) Semiótica da Cultura 
	
	B) Semiótica da imagem
	
	C)  Semiótica Peiceana
	
	D) Semiótica Saussureana
5
Com relação às três categorias que enquadram os fenômenos da natureza e da cultura, de acordo com Peirce, relacione as colunas:
A – Primeiridade
B – Secundidade
C – Terceiridade
( ) reação humana aos fatos concretos, capacidade de distinguir, de aceitar ou rejeitar as diversas experiências. Estar em relação a algo ou alguém. Compreensão do mundo.
( ) a capacidade humana de contemplar, a visão espontânea, o simples ato de ver os fenômenos. Algo que não é analisável, impressão imediata, livre, original e que precede a toda síntese e diferenciação.
( ) Capacidade de classificar as experiências em categorias. É neste nível que se dá a mediação e o crescimento. Inteligibilidade e interpretação do mundo.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
	
	A) A sequência correta é  A – B - C
	
	B) A sequência correta é C – B - A
	
	C) A sequência correta é  B – A - C
	
	D) A sequência correta é A – C - B
6
Sobre a produção de sentidos que a arte de Cézanne causou em Merleau-Ponty, leia atentamente as frases a seguir e assinale a alternativa correta:
I- A pintura de Cézanne causou um profundo impacto no pensamento de Merleau-Ponty, pois o filósofo viu que o pintor fazia na prática aquilo que ele queria fazer na teoria.
II- A pintura de Cézanne serviu para ilustrar as teorias do filósofo Merleau-Ponty.
III- Cézanne, ao pintar a natureza em sua origem, mostrou ao filósofo como “habitar” o mundo pré-humano, o solo comum de todas as ciências e teorias.
 
	
	A) As alternativas II e III estão corretas.
	
	B) As alternativas I e II estão corretas.
	
	C) As alternativas I, II e III estão corretas.
	
	D) As alternativas I e III estão corretas.
7
Peirce elaborou algumas trilogias para dar conta do aparato teórico do estudo dos signos. Uma delas é a relação do signo com o seu objeto. Dentro desta teoria, um sinal de fumaça é um exemplo de:
	
	A)  Símbolo
	
	B)  Índice
	
	C) Rema
	
	D)  Ícone
8
A pintura e a escultura são as formas mais comuns e mais conhecidas de arte. Estas, estão contidas naquelas que denominamos artes visuais. No entanto, para poder ler bem uma imagem e poder aprofundar os estudos é necessário, além de um bom treino do olhar, estudar alguns elementos básicos, tais como: tema, técnica, simbolismo, estilo histórico, interpretação pessoal, espaço e luz. Dentro deste contexto, um dos exemplos que com freqüência é fácil de identificar; mas em muitos casos e em especial nas pinturas mais antigas, as obras retratavam histórias da Bíblia ou mitológicas, refere-se ao elemento:
	
	A)   Técnica
	
	B)  Interpretação pessoal
	
	C)  Espaço
	
	D)  Tema
9
Após o surgimento da fotografia e as descobertas feitas pela pintura do final do século XIX e início do XX, os pintores partiram em busca de um novo cânone estético para a arte. É dessa forma que alguns artistas se aproximaram das idéias do pai da Psicanálise Sigmund Freud. Buscando a expressão revolucionária que irromperia do inconsciente, este grupo de artistas ficou conhecido como:
	
	A)   Fauvistas
	
	B)  Surrealistas 
	
	C) Modernistas
	
	D) Abstracionistas
10
Com relação aos elementos fundamentais de como se deve olhar uma pintura, relacione as colunas:
A – Tema
B – Técnica
C – Simbolismo
D – Estilo histórico
(   ) Cada período histórico desenvolve um estilo próprio, que se pode perceber nas obras de seus artistas principais. Os estilos não existem isoladamente, mas se refletem em todas as artes.
(   ) Com frequência o tema é fácil de identificar; mas em muitos casos e em especial nas pinturas mais antigas, as obras retratavam histórias da Bíblia ou a mitologia da antiguidade, como a grega e a romana.
(  ) Muitas obras possuem extensamente uma linguagem de simbolismo e alegoria que na época era compreendida tanto pelos artistas como pelo público.
(   ) Cada pintura deve ser criada fisicamente, e a compreensão das técnicas utilizadas, como o emprego da tinta a óleo ou o uso do afresco, aumenta muito nossa apreciação da obra de arte.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:
	
	A) A sequência correta é  D – A – C - B
	
	B)  A sequência correta é  A – C – B - D
	
	C) A sequência correta é  D – B – C - A
	
	D) A sequência correta é  A – B – C - D
11
O psicanalista Jacques Lacan viu na pintura Os Embaixadores de Hans Holbein uma maneira de falar de uma de suas teorias. Basicamente o quadro mostra dois embaixadores pintados à maneira clássica, porém apresenta na base inferior do quadro um objeto estranho que nos chama a atenção. Para tanto, ele utiliza um recurso pictural específico – anamorfose – para pintar uma caveira torcida. Com isso Lacan chama nossa atenção para um dos nossos sentidos, a saber:
	
	A) Visão
	
	B) Olfato
	
	C)  Paladar
	
	D) Tato
12
Uma das grandes especialistas da teoria de Peirce no Brasil é Lúcia Santaella. De acordo com ela ao entrarmos em contato com uma determinada obra devemos ter uma experiência fenomenológica com a obra. Isto é, devemos olhá-la sem nenhum juízo de valor ou conceito previamente formado. Desse modo, teremos uma experiência com ela tal como nos aparece ao olhar imediato. A autora cita três fases desta experiência, que são:
	
	A) Observação atenta da comunicabilidade da obra; Contemplação efetiva e Dialética específica.
	
	B) Disponibilidade contemplativa, Observação atenta da comunicabilidade da pintura e Generalizar o específico dentro da classe a que pertence.
	
	C) Observação do movimento artístico a que pertence, Dialética específica e Apreciação estética.
	
	D) Dialética específica, Disponibilidade contemplativa e Lógica propriamente dita.
13
Os psicanalistas Freud e Lacan diferiam no modo de ver e lidar com a arte de seu tempo. Um dos exemplos é o sorriso discreto retratado por Leonardo da Vinci em suas obras femininas, como por exemplo, em Monalisa. Freud analisa como a representação

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.