A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
SEQUENCIA DIDÁTICA - PRIMEIRO ANO ENS FUNDAMENTAL

Pré-visualização | Página 1 de 2

SEQUÊNCIA DIDÁTICA
	I. Tema da aula: MEU LUGAR NO MUNDO 
	II. Dados de identificação:
Série: 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 
Duração: 100 minutos
	III. Objetivos: 
Identificar os diferentes lugares de vivência (casa, escola, praça) com as diferenças e semelhanças entre cada um, trabalhando coletivamente e de maneira cooperativa.
	IV. Conteúdos: 
Noções de direção, de espaços. Lateralidade e sentimento de pertença. Reconhecimento espacial. 
	V. Habilidade(s) da BNCC:
 (EF01GE01) Descrever características observadas de seus lugares de vivência (moradia, escola etc.) e identificar semelhanças e diferenças entre esses lugares.
	VI. Desenvolvimento - Etapas (detalhar etapas):
Plano de aula de Geografia com atividades para 1º ano do Fundamental sobre identificar os diferentes lugares de vivência (casa, escola, praça) com as diferenças e semelhanças entre cada um, trabalhando coletivamente e de maneira cooperativa.
Inicialmente previsto para ser realizada em 50 minutos, a atividade cresceu e ganhou dimensões de “série”, melhor desenvolvida em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF01GE01 de Geografia, que consta na BNCC. 
- No início da aula, pedir que os alunos se organizem em seus assentos. Através de computador e projetor, reproduziremos para os alunos o título da aula explicando que vamos conversar sobre os locais nos quais passamos a maior parte do nosso dia a dia, ou seja, os lugares em que vivemos (4’).
- Inicialmente, serão projetadas imagens de lugares como casas de sítios, parques, casa comum (que encontramos nos bairros de qualquer cidade), fotos de favelas, igrejas, escolas. Esta parte da atividade consiste em perguntar aos alunos o que eles identificam ao observá-las. Aqui, é o espaço para a fala dos alunos – permitir e incentivar que eles falem livremente (brainstorming) e depois direcionar a observação sugerindo que eles pensem qual o local que as imagens representam (casa, escola, parque). (6’)
- Pedir que os alunos descrevam estes lugares das fotos e depois questionar se também frequentam lugares parecidos – se vão aos parques, sítios na cidade, igrejas, escolas. Dar espaço para que eles possam descrever alguns lugares que frequentam e tentar com que indiquem algumas semelhanças e diferenças entre cada um, perguntando aos alunos se possuem estas mesmas percepções. (10’)
- Essa parte da atividade envolve exercitar uma escuta atenta sobre as concepções prévias dos alunos sem intervir com a proposição de conceitos que deverão ser construídos ao longo da aula.
- Após todas as fotos anteriores, é hora de deixar que conheçam o Gregório, o personagem de uma história que será contada pelo professor. Convidar os alunos a ficarem atentos na história deste menino que gosta muito de jogar bola e, após ter vencido o campeonato do bairro, ficou tão feliz e tão distraído que acabou se dando mal – se perdendo na cidade. Ler em voz alta e, se puder, tiver ou conseguir fantoches, utilizar os fantoches, brinquedos não estruturados, dentre outros recursos para dar mais vida e graça à contação. Enfatize os pontos de referência (prédio, padaria, supermercado, escola, etc), pois eles aparecerão na planta que os alunos utilizarão mais tarde.(10’)
- A história não tem fim, pois Gregório fica perdido em seu próprio bairro, portanto, convide os alunos a pensarem em uma solução para o menino. Sugerimos as seguintes questões: “E agora? Como podemos ajudar o garoto? (5’)
- Aguardar as possíveis respostas e sugerir que os alunos tracem (em casa) um caminho que ajude Gregório a retornar para seu ponto de partida (10’)
- Com o término dos 50 minutos da aula, dar a impressão do MAPA do GREGÓRIO para cada um levar para casa e trazer na próxima aula – com sugestões e roteiro de qual caminho Gregório pode fazer para voltar para casa.(5’)
......AQUI A AULA TERMINA E A ATIVIDADE RETOMA NA PRÓXIMA AULA.........
- Se os alunos já estiverem alfabetizados, o ideal seria que a história fosse impressa ou projetada para que eles possam ler em casa, reativando a memória.
- No início da atividade da segunda aula, após a leitura rápido do conto, conduzir os alunos ao trabalho em grupo. Sugerimos que seja solicitado que a turma se organize em duplas. Reforce o propósito de que eles ajudem Gregório a retornar para o parque/quadra. Peça que discutam com o companheiro de dupla as ideias que tiveram em casa (10’).
- O mapa (que foi entregue) será projetado no quadro para que relembrem o que devem fazer. Pedir então que eles pensem no melhor e mais seguro trajeto. Permitir que eles explorem o mapa visualmente ou, até mesmo usando os dedos.
- Ao passar pelas duplas incentive-os a usar as características dos estabelecimentos e pontos de referência (padaria, prédio, supermercado, etc) e as orientações espaciais (direita-esquerda-frente-trás). Por exemplo: ele passará em frente à padaria e seguirá pela rua das Rosas.
- Sugerir que eles registrem o trajeto no mapa e o escrevam ou desenhem (os pontos de referência) em folha sulfite ou no caderno. Este registro deverá ser incrementado pela explicação oral na hora em que eles contarem que trajeto escolheram. (20’).
- Finalizada a proposta, incentivar os alunos a compartilharem seus trajetos e o que discutiram nas duplas. (10’).
- Os minutos finais da atividade devem ser para explorar o que aprenderam, o que descobriram, etc.
	VII. Recursos didáticos utilizados:
Materiais necessários: Para esta aula, reservaremos computador, projetor, folha sulfite ou caderno, lápis preto, lápis de cor, quadro, giz, Imagens de casas, escolas e parques, a história “ONDE ESTÁ O GREGÓRIO?” e o “Mapa do Bairro do Gregório” (estes três últimos materiais estão disponíveis no item ‘Material Complementar’, descritos abaixo, no final, referências bibliográficas).
Imagens que os alunos irão ver:
 
O MAPA DO GREGÓRIO (créditos na Bibliografia)
Este mapa é uma saída pronta para quem precisar. MAS ele pode ser preparado de acordo com cada cidade e cada escola. O ideal seria ter um mapinha do centro da cidade para que as crianças reconheçam a padaria, a loja de bike, o parque, a estátua, a livraria, a biblioteca, a sorveteria. Desta forma, ficaria fácil reconhecer as ruas e os símbolos coletivos que fazem parte da vida dos alunos. 
Material complementar (anexado na Bibliografia).
Contextos prévios: É recomendável que, para este plano os alunos já possuam a noção de orientação espacial e lateralidade (reconhecer direita, esquerda, frente, atrás, acima, abaixo, dentro e fora, etc).
	VIII. Avaliação:
Esta avaliação será em duas etapas. A primeira, através de registros dos progressos de cada aluno, como ele foi nas atividades e se ele saiu de um patamar de conhecimento menor para um patamar de conhecimento maior. Ou seja, a avaliação vai depender dos seus avanços e conquistas. A segunda etapa de avaliação será através de prova (atividade avaliativa mesmo) que retome os objetivos propostos nas aulas e que comprove se os “saberes” pedidos estão claros para os alunos. 
 
	IX. Bibliografia: 
- BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.
- NOVA ESCOLA – Disponível em: https://novaescola.org.br/plano-de-aula/4869 /lugares-onde-vivemos#atividade-sistematizacao. Acesso em 10 abr 2021.
- Imagens aleatórias retiradas da internet, Google Imagens – para criação das imagens compartilhadas com os alunos (de domínio público, sem direitos autorais).
Material complementar :
Imagens da casa, parque e escola (Contextualização) - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/F2D6hSatY4wTMAUpJfwaqvW5AcAjCdCxSkjrujPvuYaRnDwkwCPH4hchPJcw/geo01-01und01-contextualizacao-imagens-casa-escola-e-parque.pdf
- História “Onde está o Gregório?” (Problematização) - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/duRhBABXhgHDeSZy9DcKA8V7xcNsh9SPdcESjxwChhgSAZSzXySGhSgzcKzq/geo01-01und01-problematizacao-historia-onde-esta-o-gregorio.pdf
- Mapa do Bairro do Gregório (a ser utilizado na Ação Propositiva) - existem duas opções (em apresentação ou em documento

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.