A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
ATIVIDADE_CALOR_

Pré-visualização | Página 1 de 1

ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO 
 
 
 
 
HIGIENE DO TRABALHO - 1 
 
 
 
ATIVIDADE - 2 
 
Calor 
 
 
 
 
 
Aluno: Karlmarx Gomes Bezerra - Matrícula: 202013173 
 
Aluno: José Augusto da Silva Filho - Matrícula: 202014392 
 
Turma: 3DK 
 
Professor: Joeldes Matias 
 
 
 
 
Mossoró-RN, 2020. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
QUESTÃO - 1 
 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
REGIME (T OU D) TRABALHO DESCANSO
ATIVIDADE (L, M OU P) LEVE LEVE
IBUTG 29,7 26,3 0 0 0 0 0 0 0 0 ºC
M 153 153 kCal/h
t 23 37 minutos
IBUTGmédio = (IBUTG1 * t1 + IBUTG2 * t2 + IBUTG3 * t3 + IBUTG4 * t4 + IBUTG5 * t5 + IBUTG6 * t6+ IBUTG7 * t7 + IBUTG8 * t8 + IBUTG9 * t9 + IBUTG10 * t10)/60
27,60 ºC
Mmédio = (M1*t1+M2*t2+M3*t3+M4*t4+M5*t5+M6*t6+M7*t7+M8*t8+M9*t9+M10*t10)/60
Mmédio = 153,00 kCal/h
PARA:
M = 153 kCal/h
IBUTG máximo = 31,5 ºC
Para as condições ambientais e atividade física o LT NÃO foi ultrapassado, ou seja, o ciclo de trabalho está adequado para o tipo de atividade e condições térmicas do ambiente analisado.
DESCRIÇÃO:
Em uma pequena lavanderia com IBUTG = 29,7 trabalha um funcionário que passa 8 minutos colocando a roupa na lavadora, e durante o tempo de lavagem que é de 12 minutos, o funcionário vai entregar com um carro as roupas já 
lavadas. Para retirar a roupa da lavadora e colocar na centrífuga o funcionário passa 7 minutos, e durante o tempo de centrifugação que é de 10 minutos, o funcionário vai coletar com um carro as roupas sujas. Para retirar as roupas 
da centrífuga e colocar no secador o funcionário passa 8 minutos, e durante o tempo de secagem que é de 15 minutos, o funcionário vai ao almoxarifado com um carro estocar a roupa excedente. No almoxarifado e nos demais 
setores o IBUTG = 26,3. A exposição está acima do limite de tolerância?
RESULTADO DE AVALIAÇÃO DO AMBIENTE:
AMBIENTE
Unidade de medida
ANÁLISE DO LOCAL DE TRABALHO
CÁLCULO IBUTG MÉDIO
IBUTGmédio = 
CÁLCULO "M" MÉDIO
LIMITE DE TOLERÂNCIA
CONCLUSÃO
OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS
ANÁLISE DO REGIME DE 
TRABALHO:
Regime de trabalho-descanso, com descanso em outro local. 
CICLO DE TRABALHO: Em 1 hora de trabalho, o ciclo se repete 1 vezes, assim: 23 minutos de trabalho e 37 minutos de descanso.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
QUESTÃO - 2 
 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
REGIME (T OU D) TRABALHO DESCANSO
ATIVIDADE (L, M OU P) PESADO MODERADO
IBUTG 32,6 27,1 0 0 0 0 0 0 0 0 ºC
M 198 180 kCal/h
t 33 27 minutos
IBUTGmédio = (IBUTG1 * t1 + IBUTG2 * t2 + IBUTG3 * t3 + IBUTG4 * t4 + IBUTG5 * t5 + IBUTG6 * t6+ IBUTG7 * t7 + IBUTG8 * t8 + IBUTG9 * t9 + IBUTG10 * t10)/60
30,13 ºC
Mmédio = (M1*t1+M2*t2+M3*t3+M4*t4+M5*t5+M6*t6+M7*t7+M8*t8+M9*t9+M10*t10)/60
Mmédio = 189,90 kCal/h
PARA:
M = 189,9 kCal/h
IBUTG máximo = 30,4 ºC
OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS
ANÁLISE DO REGIME DE 
TRABALHO:
Regime de trabalho-descanso, com descanso no local. 
CICLO DE TRABALHO: Em 1 hora de trabalho, o ciclo se repete 1 vezes, assim: 33 minutos de trabalho e 27 minutos de descanso.
Para as condições ambientais e atividade física o LT NÃO foi ultrapassado, ou seja, o ciclo de trabalho está adequado para o tipo de atividade e condições térmicas do ambiente analisado.
DESCRIÇÃO:
Um operador de forno opera um forno para sucata de alumínio em um galpão com IBUTG = 32,6. Ele gasta 12 minutos para abastecer o forno. Para fundir todo material o forno gasta 27 minutos e o operador realiza a atividade 
preparo de moldes neste período em outro ambiente com IBUTG = 27,1. Após a fusão do material o operador passa 17 minutos para esvaziar o forno e mais 4 minutos para limpá-lo. Dizer se estar acima do limite de tolerância.
RESULTADO DE AVALIAÇÃO DO AMBIENTE:
AMBIENTE
Unidade de medida
ANÁLISE DO LOCAL DE TRABALHO
CÁLCULO IBUTG MÉDIO
IBUTGmédio = 
CÁLCULO "M" MÉDIO
LIMITE DE TOLERÂNCIA
CONCLUSÃO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
QUESTÃO - 3 
 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
REGIME (T OU D) DESCANSO DESCANSO TRABALHO
ATIVIDADE (L, M OU P) LEVE LEVE MODERADO
IBUTG 27,6 26,4 39,3 0 0 0 0 0 0 0 ºC
M 153 153 180 kCal/h
t 25 3 32 minutos
IBUTGmédio = (IBUTG1 * t1 + IBUTG2 * t2 + IBUTG3 * t3 + IBUTG4 * t4 + IBUTG5 * t5 + IBUTG6 * t6+ IBUTG7 * t7 + IBUTG8 * t8 + IBUTG9 * t9 + IBUTG10 * t10)/60
33,78 ºC
Mmédio = (M1*t1+M2*t2+M3*t3+M4*t4+M5*t5+M6*t6+M7*t7+M8*t8+M9*t9+M10*t10)/60
Mmédio = 167,40 kCal/h
PARA:
M = 167,4 kCal/h
IBUTG máximo = 31,1 ºC
Para as condições ambientais e atividade física o LT foi ultrapassado, ou seja, o ciclo de trabalho não está adequado para o tipo de atividade e condições térmicas do ambiente analisado.
DESCRIÇÃO:
Na Padaria “BOM QUE SÓ”, o padeiro Sr. Gegê realiza suas atividades de preparo de massas durante 20 minutos, exposto ao IBUTG=27,6ºC. Após esta atividade, o padeiro corta a massa durante 3 minutos, exposto a um 
IBUTG=26,4ºC. Para abastecer e retirar do forno as bandejas o padeiro gasta 2 minutos, exposto a um IBUTG=39,3ºC. Cada porção de massa, produz 8 fornadas. A exposição está acima do limite de tolerância?
RESULTADO DE AVALIAÇÃO DO AMBIENTE:
AMBIENTE
Unidade de medida
ANÁLISE DO LOCAL DE TRABALHO
CÁLCULO IBUTG MÉDIO
IBUTGmédio = 
CÁLCULO "M" MÉDIO
LIMITE DE TOLERÂNCIA
CONCLUSÃO
OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS
ANÁLISE DO REGIME DE 
TRABALHO:
Regime de trabalho-descanso, com descanso no local 
CICLO DE TRABALHO:
• O ciclo de 1 porção de massa é realizado em menos de 1 hora, sendo 23 minutos de descanso e 16 minutos de trabalho, totalizando apenas 39 minutos para o ciclo de 1 porção de massa. 
• Como precisamos analisar no mínimo 60 minutos, Logo: para completar 1 ciclo necessário de uma 1 hora, vamos considerar duas porções de massa, assim teríamos mais 23 minutos de descanso e 16 
minutos de trabalho, tempo suficiente para realizar a análise de 1 hora. 
• Diante do ciclo da segunda porção de massa, vamos considerar utilizar 16 minutos de trabalho e apenas 5 minutos dos 23 minutos de descanso. 
• Portanto, temos 25 + 3 = 28 minutos de descanso e 16 + 16 = 32 minutos de trabalho.