A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Os jogos e sua relação com a educação - redação

Pré-visualização | Página 1 de 1

Os jogos e sua relação com a educação
Atualmente 73,4% dos brasileiros jogam games, segundo a pesquisa Game Brasil (PGB)
realizada em 2020. Os jogos podem ser prejudiciais a partir do momento em que passam a
ser vistos como prioridade para o indivíduo, gerando uma espécie de dependência, no
entanto o uso equilibrado e assertivo desta plataforma, pode reunir benefícios imensuráveis,
um exemplo disso é a sua aplicação na área educacional.
Observa-se que ao longo dos anos as formas de ensino, foram se modificando e se
adaptando às novas realidades dos estudantes, novas estratégias vão sendo desenvolvidas
a fim de facilitar o aprendizado destes.
Verifica-se que os jogos educacionais demonstram ter alta capacidade para divertir e
entreter as pessoas ao mesmo tempo em que incentivam o aprendizado. Conseguem
provocar o interesse e motivam o jogador com desafios, curiosidades, interação e fantasia,
através dessa motivação proporcionada pelos jogos, é construído ambientes descontraídos,
onde estudandes ficam mais ativos durante as aulas e isso contribui para um aprendizado
mais rápido e eficaz, visto que, ao se deparar com desafios o aluno é instigado a querer
jogar bem e vencer o desafio proposto, ao lado disto, tem-se o aprendizado.
Apesar dos inúmeros benefícios que os jogos proporcionam, o educador precisa estar
atento, para que não ocorra o desvio da atenção no decorrer das atividades, pois pode ser
tentador para o aluno ter a internet disponível, e com isso perder o foco em sites que não
correspondem ao que foi proposto pelo professor.
Por isso tudo, os jogos manuais podem ser uma alternativa eficaz, pois não é preciso
acesso dos aparelhos eletrônicos para jogá-los, com isso se torna extremamente
necessário que professores estejam cada vez mais se renovando e aprendendo novas
táticas de inserir esses jogos na educação.