Buscar

Termos Médicos (trabalho P1 - PAPMI)

Prévia do material em texto

Trabalho papm 1 
Aluna: Bianca Ayumi Parreira Hayashida - 202011083 
Turma: 103 (MP) 
 
Termos Médicos: 
Sistema urinário 
• Disúria: Dificuldade em urinar que pode ser acompanhada de dor e ardor. 
• Polaciúria: Aumento do número de micções, com diminuição do volume da urina. 
• Nictúria: Eliminação frequente de urina durante a noite. 
• Poliúria: Eliminação de volumes excessivos de urina. 
• Oligúria: Eliminação de urina em volume inferior a 500 ml por dia. 
• Anúria: Estado clínico caracterizado pela completa ausência de drenagem da urina. 
• Hematúria: Expelir sangue juntamente com a urina. 
• Hemoglobinúria: Presença de hemoglobina ou de seus componentes na urina. 
• Bilirrubinúria: Presença de bilirrubina ou seus componentes na urina. 
• Piúria: Presença de pus na urina; urina purulenta. 
• Proteinúria: Presença de proteína na urina. 
• Pielonefrite: Infecção dos rins produzida em geral por bactérias. 
• Glomerulonefrite: Inflamação do glomérulo renal. 
• Cistite: Inflamação ou infecção da bexiga. 
• Uretrite: Inflamação da uretra de causa geralmente infecciosa. 
• Urografia: Método de diagnóstico radiológico que utiliza uma substância de contraste para visualizar a 
anatomia interna das vias excretoras do rim. 
• Cistografia: método de imagem, que utiliza raios X para estudo da bexiga. 
 
História clinica 
• Anamnese: conjunto de informações dadas ao médico pelo paciente, mediante interrogatório, sobre o seu 
passado e a história da sua doença. 
• Diagnóstico: Fase do ato médico em que o profissional procura a natureza e a causa. Determinação de uma 
doença pelos sintomas e/ou mediante exames diversos. 
• Prognóstico: Previsão da evolução de uma doença, considerando-se a natureza e os sintomas da mesma. 
• Somatização: Uma ou várias queixas físicas que uma investigação adequada não revele existência de 
patologia orgânica ou mecanismo patofisiológico que expliquem a intensidade da queixa física. Geralmente é 
considerada resposta à sofrimento psicológico. 
• Oligofrenia: uma doença que pode ser de origem hereditária, ou ser adquirida precocemente e que afeta o 
sistema nervoso central. 
• Disartria: Articulação imperfeita da palavra 
• Disfonia: Alteração ou enfraquecimento da produção normal de voz, dificuldade de fonação. 
• Afasia: Sintoma neurológico caracterizado pela incapacidade de expressar-se ou interpretar a linguagem 
falada ou escrita. 
• Adenite: Inflamação ou Ingurgitamento de uma glândula ou gânglio linfático. 
• Idiopática: Termo da medicina que designa o desconhecimento da origem e das causas de certa doença. 
• Idiossincrática: É a qualidade peculiar de certos indivíduos com suscetibilidade exagerada, fazendo com que 
reajam anormalmente a determinadas substâncias, medicamentosas ou não, perfeitamente toleradas pela 
grande maioria das pessoas. 
• Paraneoplásica: Síndrome Paraneoplásica refere-se a um conjunto de sinais e sintomas que antecedem ou que 
ocorrem concomitantes à presença de um câncer no organismo e que não são relacionados diretamente com 
invasão, obstrução ou efeitos metastáticos do tumor. Paraesternal: Que se localiza junto à borda do osso 
esterno. 
• Supraclavicular: Que se localiza acima da clavícula. 
• Interescápulo vertebral: Região compreendida entre as linhas vertebral e escapular. É limitada superior e 
inferiormente pelas linhas que passam pelas bordas superior e inferior da escápula. 
• Apraxia: Perda da compreensão do uso de objetos e coisas; cegueira psíquica. Disfunção neurológica 
caracterizada pela incapacidade de executar movimentos coordenados sem que haja paralisia muscular. 
• Insônia: Falta de sono, dificuldade prolongada e anormal para adormecer. 
• Anosmia: Diminuição ou perda absoluta do olfato 
• Somático: Condições que se referem ao corpo. Emprega-se em oposição à aquilo que é psíquico e que 
concerne ao espírito. 
 
Sistema respiratório 
• Epiglote: pequena cartilagem acima da laringe. 
• Sinusite: as cavidades em torno das vias nasais ficam inflamadas. 
• Rinite: Irritação e inchaço da membrana mucosa do nariz. Otite: Inflamação no ouvido. 
• Amigdalite: Inflamação nas amígdalas 
• Parotidite: Infecção viral que afeta as glândulas salivares, caxumba 
• Adenite: inflamação dos gânglios linfáticos ou de uma glândula. 
• Hemoptise: expectoração de sangue proveniente dos pulmões, traqueia e brônquios, mais comumente 
observável na tuberculose pulmonar 
• Hemoptóicos: pessoas que expelem sangue por meio da tosse 
• Vômica: cavidade de um órgão que contém pus, pode existir expectoração vômica Pneumotórax: presença de 
ar na pleura 
• Pneumomediastino: presença de ar no mediastino 
• Broncogênico: Que se origina nos brônquios. 
• Sopro tubário: Ruído respiratório observado nos brônquios quando o pulmão se acha ingurgitado ou 
comprimido por derrame 
• Intersticial: Tecido que preenche os espaços existentes no interior do tecido. 
• Cianose: Coloração azulada da pele e mucosas. 
• Paquipleuris: Espessamento de um ou ambos os folhetos pleurais. 
• Expectorar: Escarro; ação de tossir e expulsar substâncias provenientes dos pulmões. 
• Frêmito tóraco-vocal: Utilização das mãos para sentir as vibrações causadas pelos sons vocais do paciente. 
• Broncoespasmo: É o estreitamento da luz bronquial devido à contração do músculo liso bronquial. 
• Micetoma: Termo utilizado para designar uma síndrome clínica crônica caracterizada por aumento de volume 
da região acometida e pela presença de fístulas que eliminam pequenos grãos. 
• Bronquite: Inflamação, geralmente infecciosa, do revestimento interno dos brônquios. Bronquiectasia: 
Dilatação crônica dos brônquios ou dos bronquíolos, por processo inflamatório. 
• Traqueobrônquica: Relativo à traqueia e aos brônquios, conjuntamente. Hipóxia; hipoxemia: Diminuição da 
concentração de oxigênio nos tecidos e no sangue. 
• Dispneia: Sensação subjetiva de falta de ar. 
• Apneia: Ausência de ciclos respiratórios. 
• Platipnéia: Sensação de dispneia, que surge ou se agrava com a adoção da posição ortostática, particularmente 
em pé. 
• Ortopnéia: É o nome dado à sensação de dispneia, que surge ou se agrava com a adoção da posição horizontal. 
• Estetoscópio: Instrumento para auxiliar a escuta de ruídos internos do organismo, especialmente na ausculta 
cardíaca e respiratória. 
 
Sistema nervoso 
• Hiperestesia: Aumento da sensibilidade de uma região do corpo. 
• Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. 
• Hipoestesia: Diminuição da sensibilidade. 
• Anosmia: Ausência do olfato. 
• Anisocoria: Desigualdade no diâmetro pupilar. 
• Hipotrofia: Insuficiência nutritiva; em pediatria, representa estado leve de carência alimentar. Hemiplegia: 
Paralisia da metade sagital do corpo. 
• Paraplegia: Paralisia das pernas e da parte inferior do tronco. 
• Miose: Contração da pupila 
• Midríase: Dilatação da pupila. 
• Angiografia: Exame radiológico que permite visualizar a luz de um vaso sanguíneo e suas ramificações. 
• Mielografia: Registro radiográfico do espaço subaracnóideo 
• Meningoencefalite: inflamação que atinge o encéfalo e as meninges. 
• Meningite: inflamação das meninges, aguda ou crônica. 
• Proteinorraquia: taxa normal de proteína no líquido cefalorraquidiano. 
• Glicorraquia: taxa normal de açúcar no líquido cefalorraquidiano. 
• Citometria: medição e contagem de células, em especial glóbulos vermelhos. 
• Citologia: parte da histologia que estuda as células quanto à sua morfologia, estrutura e funções. 
 
Sistema hematopoiético 
• Hematopoiese: Formação, desenvolvimento e maturação dos elementos figurados do sangue (eritrócitos, 
leucócitos e plaquetas) a partir de um precursor celular comum e indiferenciado conhecido como célula 
hematopoiética pluripotente. 
• Leucocitose: Aumento da taxa sanguínea de leucócitos acima do limite (superior) da normalidade. 
• Leucopenia: Redução da taxa sanguínea de leucócitos abaixo do limite (inferior) da normalidade. 
•Trombocitopenia: Baixa quantidade de plaquetas no sangue – também chamadas de trombócitos. 
• Trombocitose: Número excessivo de plaquetas no sangue. 
• Linfocitose: Grande aumento do número de linfócitos no sangue. 
• Linfopenia: Redução do número de linfócitos no sangue. 
• Agranulocitose: A ausência de certos glóbulos brancos 
• Hiperesplenismo: Condição médica onde, pelo aumento do volume do baço (esplenomegalia), a sua 
capacidade de reter e armazenar células sanguíneas aumenta, levando à redução do número de eritrócitos, de 
leucócitos e de plaquetas circulantes (levando, respectivamente, à anemia, leucopenia e trombocitopenia). 
• Esplenomegalia: Aumento anormal do volume do baço 
• Adenomegalia: Hipertrofia (desenvolvimento ou crescimento excessivo) de uma glândula. 
• Coagulopatia: Perturbação patológica da coagulação de sangue devido a transtornos ou carência de fatores 
plasmáticos que intervêm na coagulação. Ou seja, refere-se, de uma maneira geral, à distúrbios da coagulação 
sanguínea. 
• Anemia: Estado em que o número de hemácias e o teor de hemoglobina nos glóbulos vermelhos do sangue se 
encontram abaixo do normal, fazendo com que o transporte de oxigênio às células não ocorra na quantidade 
necessária; estado de debilidade; fraqueza, abatimento. 
• Poliglobulia ou Policitemia: Alteração sanguínea caracterizada por grande aumento da quantidade de 
hemácias circulantes (glóbulos vermelhos) no sangue. 
 
Sistema digestivo 
• Pirose: Sensação de dor epigástrica semelhante a uma queimadura, acompanhada de regurgitação de suco 
gástrico para dentro do esôfago; azia. 
• Dispepsia: Sensação de desconforto digestivo que ocorre depois das refeições. 
• Aerofagia: É a deglutição de ar ao comer ou beber 
• Eructação: arroto; é o ato de expulsar o ar do estômago através da boca. 
• Tonsilite: Inflamação nas tonsilas palatinas (amígdalas). 
• Glossodínia: Sensação de queimação ou formigamento de toda a cavidade oral. 
• Macroglossia: Crescimento anormal da língua. 
• Xerostomia: Secura excessiva da boca. 
• Ageusia: é um distúrbio do paladar caracterizado pela sua perda. Pode ser localizada (como é o caso da 
hemigeusia) ou não. 
• Parageusia: sensação de mau paladar na boca. 
• Hipoguesia: Diminuição (congênita ou patológica) da sensação relacionada ao paladar, ao gosto. 
• Submentoniana: Consistem de uma cavidade formada por epitélio e preenchida por apêndices de pele. 
• Hemangioma: Pequeno tumor formado por vasos sanguíneos. 
• Lifangioma: Má formação da rede vascular linfática. 
• Disfagia: Sensação consciente da passagem dos alimentos através do esôfago. 
• Odinofagia: Deglutição dolorosa de alimentos. 
• Hematêmese: Eliminação de sangue proveniente do tubo digestivo, através de vômito. 
• Melena: Eliminação de fezes de coloração negra, alcatroada. 
• Pós-parandial: é um exame laboratorial feito preferencialmente duas horas após o almoço, mas também pode 
ser feito duas horas após o café da manhã, sendo esse, bem reforçado. O paciente deve ter se alimentado com 
pelo menos 50 gramas de carboidratos. 
• Hepatite: Inflamação do fígado, Pancreatite: Inflamação do pâncreas. 
• Sialorreia: Produção abundante de saliva. 
• Estomatite: Inflamação da mucosa oral produzida por infecção. 
• Hemoptise: expectoração de sangue proveniente dos pulmões, traqueia e brônquios, mais comumente 
observável na tuberculose pulmonar. 
 
Sistema cardiovascular 
• Taquicardia: É um aumento da frequência cardíaca, mais de 100 batidas por minuto, que pode tanto começar 
nas câmaras inferiores do coração (ventrículos) quanto nas câmaras superiores (átrios). 
• Taquisfigmia: Aceleração do pulso. 
• Bradicardia: É um termo utilizado na medicina para designar uma diminuição na frequência cardíaca. 
Convenciona-se como normal no ser humano uma frequência cardíaca entre 50 e 100 batimentos por minuto. 
Frequências abaixo de 50 constituem a bradicardia. 
• Cardiomegalia: É o crescimento do tamanho do coração em proporções anormais. 
• Cardite: Inflamação do pericárdio, miocárdio e endocárdio, separadamente ou em combinação. 
• Endocardite: é uma doença que provoca inflamação na membrana que reveste a parede interna do coração e as 
válvulas cardíacas. 
• Pericardite: é um processo inflamatório que afeta a membrana que recobre e protege o coração. A doença pode 
ser aguda ou crônica. 
• Cardiopatia: doenças do coração. 
• Hipertensão arterial: aumentos dos valores normais da pressão arterial. 
• Miocardiopatias: doenças no miocárdio. 
• Valvulopatia: Doença em alguma válvula do coração. 
• Hipertrofia; Aumento de células que causa crescimento nos tecidos ou órgãos. 
• Isquemia: diminuição ou perda da irrigação sanguínea em determinada parte do organismo. Pode ocorrer por 
obstrução da artéria ou vasoconstrição. 
• Aterosclerose: angiologia, tipo de arteriosclerose caracterizado pela formação de placas de ateroma sobre a 
parede das artérias. 
• Eletrocardiografia: Exame subsidiário que se utiliza da aplicação de método gráfico para o estudo das 
correntes elétricas que acompanham as contrações cardíacas. 
• Precordialgia: dor relativa à área torácica que corresponde ao coração. 
• Levocardia: é um termo médico que se refere à posição normal do coração humano, no qual a ponta do 
coração fica localizada na parte esquerda do peito. 
• Hipervolemia: patologia, aumento anormal do volume de sangue de um indivíduo. 
• Ortopnéia: dificuldade de respiração por certas doenças, quando se encontra deitado.

Continue navegando