A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
52 pág.
Análise do papel do centro de Acolhimento Menino Jesus da Manhiça no processo de reintegração social das raparigas de 18 anos de idade às famílias em 2020 a 2021

Pré-visualização | Página 3 de 12

falar de reintegração social numa primeira fase é pertinente retratar sobre a família que em 
normas gerais são pessoas que partilham laços de parentesco por consanguinidade e por 
afinidade, pessoas responsáveis pela educação das crianças e influenciam no comportamento dos 
mesmos no meio social, promovendo os valores morais, sociais que sirvam de base para o 
processo de socialização da criança bem como as tradições e os costumes preservados de geração 
a geração. 
Pensar na família como meio de intervenção e reintegração é uma tarefa complexa, pois está em 
constante transformação de significados. Tal como sustenta Sarti (1999:100) ao afirmar que, a 
família é o lugar onde se ouvem as primeiras falas com as quais se constrói a auto imagem e a 
imagem do mundo exterior. É onde se aprende a falar e, por meio da linguagem, a dar sentido às 
experiências vividas. A família, seja como for composta, vivida e organizada, é o filtro através 
do qual se começa a ver e significar o mundo. Este processo que se inicia ao nascer prolonga-se 
ao longo de toda a vida, a partir de diferentes lugares que se ocupa na família. Mas, por outro 
lado, (Oliveira, 1996) sustenta que, diante de arranjos familiares tão diversificados, não é mais 
viável pensar na família tomando como base apenas os laços biológicos, ou um modelo 
hegemónico vigente. Ela não segue um padrão único de organização, insere-se em uma classe ou 
camada social e organiza suas relações internas e externas mediante um repertório social. Que 
engloba a família como um grupo responsável pela reprodução social (Bourdieu, 1997; Durham, 
1983), que incluindo tanto o processo de reprodução biológica, quanto o de socialização. E 
assim, percebemos que a família não é responsável apenas por gerar novos seres humanos, cabe 
a ela zelar por sua sobrevivência, o que implica em cuidados como protecção e afecto 
(Romanelli, 2003). 
 
2 
 
Proteger os laços familiares e comunitários é fundamental e crucial para o desenvolvimento de 
crianças e adolescentes em centros de acolhimentos comunitários em que, o maior objectivo 
depois de integradas dar orientação sobre a convivência e, a preservação dos vínculos familiares 
e comunitários. Pelo facto de sua estadia ser de carácter provisório, é importante que haja 
empenho para o regresso às famílias de origem. Contudo, sabemos que as crianças e adolescentes 
retiradas do seio familiar, sofreram um tipo de violência, perpetuadas por ordem económica, 
social, emocional e abstracto, aquando das famílias não apresentaram meios cuidadosos para 
com a criança ou adolescente. Assim sendo, é necessário investir no processo de integração ou 
reintegração familiar, criando condições de forma que a receba e promova os cuidados 
necessários. 
Se por um lado reintegração significa integrar de novo, unir o que foi apartado, no caso de 
pessoas acolhidas, significa regresso às famílias de origem unidas por laço de afinidade ou 
consanguinidade, desde que reúnam condições e motivação para ampará-los (Oliveira, 2007). 
Por outro lado, seguindo a lógica do mesmo autor, antes de mais, é necessário ouvir a criança, 
perceber sua situação emocional, saber com quem ela prefere ficar e quais são os seus anseios. 
Por sua vez, a família deve garantir que as razões que levaram à separação sejam deliberadas. 
Ainda assim, a reintegração é feita de forma progressiva e planejada, acompanhadas por uma 
equipa de atendimento de estratégias gerais a fim de superar a vulnerabilidade e risco vividos por 
cada utente e dilatar de modo a auxiliar os recursos que contribuem para revigorar as relações. 
O nosso trabalho é composto por três capítulos, a saber: o primeiro capítulo diz respeito a 
introdução, a contextualização, a delimitação do tema, a abordagem do problema, a questão da 
pesquisa, a justificativa, a relevância social, a relevância científica, objectivos gerais, objectivos 
específicos, hipótese nula, hipótese alternativa e a revisão da literatura. No segundo capítulo, 
compete a metodologia onde traremos os tipos de pesquisa, a descrição do local do estudo, a 
população do estudo, critérios de inclusão, critérios de exclusão, amostragem e tamanho da 
pesquisa, tipo de estudo, técnicas e instrumentos de recolha de dados, variáveis, procedimentos, 
gestão e análise de dados, disseminação do estudo, limitações, e considerações éticas. A terceira 
parte diz respeito a apresentação de resultados. Por fim as referências bibliográficas. 
 
 
 
 
3 
 
1.2.Delimitação do Estudo 
O nosso tema circunda em volta de assuntos da psicologia humanista do qual, Abraham Maslow 
nos trás problemas enfrentados na infância, adolescência até a fase jovem dos 18 anos) na 
reintegração familiar e na comunidade no Centro de acolhimento do Menino Jesus da Manhiça. 
1.3.Abordagem do Problema 
O acolhimento institucional é um dos serviços sociais de protecção social provisória e 
extraordinária para crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social, cujas famílias 
ou responsáveis encontram-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de 
cuidado e protecção. Estas instituições foram firmadas a partir da Declaração Universal dos 
Direitos Humanos, consumada em 1948 à comunidade internacional por intermédio das 
Organizações das Nações Unidas que, apoiaram uma sequência de convicções internacionais, em 
que estabelecem estatutos comuns de cooperação mútua e mecanismos de controlo que garantem 
a não violação e o exercício pelo cidadão, de uma lista de direitos considerados básicos a vida 
digna aos chamados Direitos Humanos. Nestes acordos foram reconhecidos direitos humanos 
Universais no plano individual, colectivo e social, entre eles, o direito à saúde e o direito da 
criança à especial protecção do estado, da sociedade e da família comprometendo-se as nações 
signatárias a garanti-los e implementa-los (Brasil, 1990, p. 21). 
 Na concretização destes direitos universais para todos os seres humanos, foram criadas medidas 
específicas para atender segmentos que mais sofriam a violação de seus direitos, como: os 
negros, as mulheres, as crianças, os adolescentes, os idosos e deficientes. Nesta circunstância 
várias entidades realizaram mecanismos, sobretudo no contexto social, as diferenças e as 
vulnerabilidades para reduzir as desigualdades sociais e promover uma vida mais digna a esses 
sujeitos de direito. 
Moçambique, em conformidade com as leis dos direitos humanos universais adoptou medidas 
para reiterar os direitos das crianças e adolescentes, e a quem cabe garanti-los (família, 
comunidade, poder público e sociedade como um todo). Assim, o governo moçambicano criou 
políticas de atenção à infância e à adolescência, instituiu novos órgãos como o ministério da 
acção social, e redefiniu as atribuições das instituições governamentais e não-governamentais 
 
4 
 
que já actuavam na área. Para a materialização dos princípios da prioridade absoluta e da 
protecção integral dos direitos da criança e do adolescente. 
Uma das instituições não-governamentais que cuida de raparigas dos 03 aos 18 anos de idade é o 
Centro de Acolhimento Menino Jesus da Manhiça em Maputo, que trabalha com a integração e 
reintegração de crianças e adolescentes em caso de vulnerabilidade consumidores de produtos 
nocivos ao corpo humano, desde o consumo de drogas, álcool, portadores de doenças crónicas, 
que sofreram vários tipos de violência física, psicológica, violência sexual, abandono causadas e 
perpetuadas por desconhecidos e também pelos familiares, falta de condições financeiras, 
negligência por parte dos familiares entre outros aspectos. Suscitando grandes desafios para a 
reintegração das raparigas no seio familiar. Desde modo, como forma de melhor compreender o 
facto em inscrição, a pesquisadora busca replicar o seguinte problema: 
1.4.Questão de pesquisa 
 De que forma o centro Menino Jesus da Manhiça contribui no processo da reintegração

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.