A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Anamnese psiquiátrica - SEMIOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

SEMIOLOGIA: PSIQUIATRIA 
1 
 
Anamnese Psiquiatra 
Relação médico paciente 
 A relação médico-paciente na psiquiatria 
apresenta diversas variáveis. Com relação ao 
paciente e ao médico; elas são: medo, crenças, 
ansiedade, vergonha, preconceito, raiva e entre 
outros. 
 
Pilares da psiquiatria 
• Empatia: conseguir fazer com que o paciente 
tenha confiança e consiga se expressar melhor 
• Psicopatologia: identificar os sinais e sintomas 
para a formulação de um diagnóstico 
• Psicoterapia e psicofarmacologia: dar uma melhor 
escolha terapêutica 
 
Anamnese psiquiátrica 
1. Identificação 
2. Queixa principal 
3. História mórbida atual 
4. História mórbida pregressa 
5. História mórbida familiar 
6. Condições e hábitos de vida 
7. Personalidade pré-mórbida 
8. História do desenvolvimento 
 
Exame do estado mental 
1. Aparência e atitude: diz muito sobre como o 
paciente está; ex: pessoas deprimidas ficam 
desarrumadas, não tomam banho, são mais 
introspectivas e etc. 
2. Consciência: o quanto de consciência que o 
paciente está; todo o paciente que está em 
situação de consciência rebaixada do ponto de 
vista quantitativo (obnubilado ou em coma), 
apresenta uma causa somática (quadros 
psiquiátricos não diminuem a consciência) 
3. Atenção: dividido em vigilância (observa a 
situação ao seu redor) e tenacidade (focado em 
determinada tarefa); pessoas com hiperatividade 
são hipotenaz por exemplo (pouca atenção) 
4. Memória: geralmente, a maioria das alterações 
psiquiátricas levam a problemas de memória 
5. Sensopercepção: relacionado aos órgãos dos 
sentidos e, algumas vezes, podem estar alterados 
em situações psiquiátricas → a maior frequência 
de alterações ocorre na audição, seguido da visão 
6. Inteligência: varia de acordo com alguns 
distúrbios psiquiátricos; importante saber a 
inteligência do indivíduo para ajudar na proposta 
terapêutica 
7. Afetividade: os níveis e tipos de afeto do paciente 
podem estar relacionados aos determinados 
transtornos psiquiátricos 
8. Linguagem: perceber se o paciente apresenta 
uma linguagem muito diferente; ex: linguagem 
muito rápido é sinal de ansiedade; falas dislexas 
são comuns de esquizofrênicos e etc 
9. Pensamento: analisar a organização do 
pensamento do paciente e se apresenta delírio 
10. Imaginação: em quadros de alteração de humor, 
a imaginação diminui muito 
11. Vontade: determinar a vontade do paciente; ex: 
em quadros de depressão a vontade está 
diminuída; hiperatividade apresenta vontade 
muito aumentada 
12. Pragmatismo: é a capacidade de organizar, 
planejar e fazer as ideias; ex: pacientes ansiosos 
apresentam pouca capacidade de pragmatismo, 
esquizofrenia do tipo catatônica apresenta 0 
pragmatismo 
13. Psicomotricidade: diferentes tipos de doenças 
psiquiátricas podem causar mudanças de 
psicomotricidade 
14. Orientação: analisar se o paciente sabe tempo, 
identificação e espaço localizado 
15. Consciência do Eu: capacidade de perceber que 
somos indivíduos únicos e que somos 
responsáveis por pensamento, ações e que temos 
limitações físicas; transtornos psiquiátricos podem 
alterar essa questão e fazer com que o paciente 
ache que pode ser 2 pessoas (ex: esquizofrenia) 
16. Prospecção: capacidade de planejar e programar 
o que vamos fazer no futuro; analisar se o paciente 
tem alguma prospecção, pouca ou muita. 
17. Juízo crítico: é dividido em: 
a. Consciência de morbidade: capacidade do 
paciente se perceber doente ou não; ex: na 
demência o paciente não percebe que está 
doente. 
b. Consciência da realidade: quando o paciente 
não percebe que está delirando

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.