Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
ANALISE.CONTAINER_Pocket House

Pré-visualização | Página 1 de 1

A N Á L I S E PROJETUAL DE 
CONTAINER 
 
Container - Pocket House    
 Localizado em Belo Horizonte (MG)  
Arquiteta Cristina Menezes   
  
  
  
  
  
Universidade Estadual de Mato Grosso   
 Barra do Bugres  
  
Discente - Adrielly Silva Costa  
 
 
 
 
 
 
 
Container - Pocket House    
Cristina Menezes 
 
 
Sendo uma moradia projetada pela arquiteta Cristina Menezes, o projeto em  
container de 30m², localizado em Belo Horizonte - Minas Gerais BR, foi criado  
com estilo e muita integração com a natureza. Esta foi a proposta apresentada  
por Menezes e a sua equipe na Casa Cor MG 2013. A Pocket House apresentou  
o frescor de um design original sobre temas cuja importância não para de  
crescer: Sustentabilidade e Mobilidade.  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
 
  
1. Critérios importantes  
  
● Container de 30m².  
● O projeto teve como base um container naval de 40 pés que possui  
externamente as dimensões de 12,20m x 2,44m. Internamente, as medidas de  
11,80m x 2,34m.  
● A instalação do revestimento e do assoalho de madeira ipê certificada  
apresentava as medidas finais iguais a 11,80m x 2,34 m.  
● Usou lã de vidro para o conforto termoacústico  
● A única obra civil existente foi a base de sustentação do container e todo  
o restante foi montagem, sendo assim uma obra seca.  
● Tudo foi reutilizado após o término da mostra anual de arquitetura e  
decoração.  
● A infraestrutura, tanto elétrica quanto hidráulica foi inserida sob o deck,  
assim como as caixas-d’água.  
● Com 75 metros quadrados de área construída.  
● Nas paredes externas foi usada tinta especial que reflete até 70% da luz  
solar.  
● Divisórias feitas com vidro e espelho.  
● Foi reduzida a largura do container, levando à retirada da sua lateral  
longitudinal, onde foram inseridas as grandes portas deslizantes de  
vidro.   
● Criou um dos destaques do projeto: O seu alto grau de integração com a  
paisagem circundante.  
● A lateral de aço foi extraída do container para criar o deck.  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
 
2.Sobre a Execução da Obra  
Tudo do projeto foi reutilizado após o término da mostra anual de  
arquitetura e decoração e nada foi desperdiçado. Para o transporte da  
pocket foram retirados somente os móveis, louças, metais e adornos que  
foram transportados separadamente.  
De acordo com Cristina Menezes , arquiteta responsável pelo projeto, a  
escolha da madeira para revestir toda a casa foi proposital. “Para  
perdermos a referência do que é teto, piso e parede em um espaço com  
pé-direito pequeno, e aumentar a sensação de amplitude, instalamos  
assoalhos de madeira Ipê certificada – tanto para o piso quanto para as  
paredes e teto nas áreas secas –, e deck em madeira Ipê certificada nas  
nas áreas molhadas, como o banheiro e o deck superior”, explica. Ela  
também destaca o aproveitamento da lateral de aço , que foi extraída do  
container para criar o deck e, assim, estender as áreas social e de lazer.  
  
3. Programa móvel e funcional  
A arquiteta ressalta a importância da obra seca e sem resíduos, que  
garantiu maior mobilidade à residência. “Todos os materiais utilizados  
como revestimento foram parafusados na estrutura metálica soldada  
nas chapas do container. Isto garante futuras locomoções sem danos aos  
revestimentos durante o transporte”. 
4.Sustentabilidade e diferenciais  
A estrutura em madeira, por receber lã de vidro no espaço formado  
entre sua instalação e a parede do container, garante maior conforto  
termoacústico à residência. “Aplicamos também um anticorrosivo e uma  
base com tecnologia nano nas paredes externas de aço antes da pintura  
final”, frisa a arquiteta. A transparência proporcionada pelos vidros  
complementa esse diferencial sustentável com a entrada de ventilação e  
iluminação naturais.  
 
5. Topografia 
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
 
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
 
 
6.Planta Baixa  
 
 
 
7. Orientação Solar  
A orientação solar é encontrada na parte oposta da casa, ou seja, atrás da  
casa é localizado o norte onde normalmente nasce o sol.  
 
 
8.Imagens do Projeto  
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Referências 
 
https://designbh.wordpress.com/2014/03/09/pocket-house-por-cristina-menezes-pocket- 
house-by-cristina-menezes/ 
 
https://www.homify.com.br/livros_de_ideias/26738/chique-casa-conteiner-tem-apena 
s-30-m-mas-nao-falta-espaco 
 
https://www.otempo.com.br/interessa/a-vida-em-um-conteiner-a-opcao-por-uma-mor 
adia-sustentavel-1.2156773 
 
https://www.revistaencontro.com.br/canal/revista/2021/03/casas-feitas-com-conteine
r-tem-conquistado-cada-vez-mais-adeptos.html 
 
https://www.youtube.com/watch?v=RmjahuqRyeU&ab_channel=ShelterMode 
 
https://www.galeriadaarquitetura.com.br/projeto/cristina-menezes-arquitetura-decoracao-urb 
anismo_/pocket-house/2400 
 
https://www.youtube.com/watch?v=8yG4HRWlkTo&ab_channel=ContainerHouseFan 
s