A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Resumo História - Revolução Russa

Pré-visualização | Página 1 de 1

Revolução Russa 
ANTECEDENTES 
Rússia, no século XIX, tornou-se um país 
verdadeiramente conservador participando 
ativamente do Congresso de Viena e da 
organização da Santa Aliança. 
Viviam em um regime absolutista (czarista) nas 
mãos da dinastia Romanov. 
No campo, existia a consolidação do latifúndio 
exportador, que gerava fortunas nas mãos da 
nobreza proprietária de terras. 
Mesmo com a abolição da servidão, não se 
observava mudanças na hierarquia social. 
Existiam algumas iniciativas industriais. As 
cidades de Moscou e São Petersburgo 
ganhavam um cinturão industrial com o rápido 
desenvolvimento da siderurgia e da 
prospecção do petróleo. 
Formava um crescente e miserável 
proletariado urbano com uma ambiciosa 
burguesia. 
REVOLUÇÃO DE 1905 
Guerra Russo-Japonesa (1904-1905): Russos 
sofreram sucessivas derrotas humilhantes. 
Perdeu territórios, influência no Oriente e 
também passou a viver em uma crise intensa. 
Em janeiro de 1905, ocorreu uma grande 
manifestação popular em São Petersburgo 
para expressar a insatisfação com a pobreza e 
reivindicar direitos, como a reforma agrária. 
Domingo Sangrento: Com as manifestações, o 
Czar Nicolau II autorizou uma violenta 
repressão atirando nos manifestantes. Tal 
episódio transformou-se no estopim da 
Revolução de 1905. 
Consequências desse episódio: 
Após esse episódio, iniciou-se a organização 
dos sovietes: conselhos de trabalhadores, 
camponeses e operários que funcionavam 
como uma forma de instância política. Eles 
indicaram a possibilidade de uma forma de 
organização política alternativa. 
Formou-se uma aliança entre revoltosos e as 
tropas de baixa patente (soldados e 
marinheiros). 
Episódio Potemkin: tripulação rebelou-se 
contra os maus-tratos, tomou o navio e 
colocou-se ao lado dos revoltosos. 
Após esses episódios o Czar Nicolau II realizou 
algumas concessões políticas de fachada: 
 Criação de um parlamento (Duma) que 
teria sua atuação fortemente limitada. 
 Liberdade de organizações partidárias, 
embora fossem submetidos a censura e 
vigilância. 
É inaugurado o Partido Operário Social 
Democrata, de orientação marxista. 
MENCHEVIQUE BOLCHEVIQUE 
Líder: Julius Martov 
Adepto da 
necessidade de uma 
revolução liberal 
burguesa para após 
liderar uma revolução 
socialista. 
Líder: Lenin 
Adeptos da 
necessidade de uma 
revolução socialista, 
sem etapas 
intermediárias. 
 
A Rússia e a Primeira Guerra Mundial: 
REVOLUÇÃO DE FEVEREIRO (1917) 
Em 1914, a Rússia envolveu-se na Primeira 
Guerra Mundial. 
Forças armadas russas passaram a sofrer 
expressivas derrotas. 
A grande mortalidade pela guerra foi 
acompanhada pela inflação e pelo 
desabastecimento. 
Czar é criticado. Rasputin (conselheiro da 
família imperial) é assassinato. 
Em 1917 houve uma articulação de um amplo 
movimento de oposição política ao Czar 
Nicolau II. 
Após a abdicação do Czar, foi instalado um 
governo provisório de caráter liberal que tinha 
Alexander Kerenski como ministro de Guerra. 
Ao mesmo tempo, reorganizavam-se sovietes 
por toda a Rússia. 
Enquanto a Duma apoiava o Governo 
Provisório, os sovietes davam voz à 
insatisfação popular. 
Nesse contexto, Lênin retornou à Rússia após o 
exilio. 
Em abril de 1917, Lênin divulgou as Teses de 
Abril – “paz, terra e pão”. 
 Paz: saída da Rússia da Primeira Guerra 
Mundial. 
 Terra: reforma agrária. 
 Pão: combate à fome. 
Trotski passou a organizar a Guarda Vermelha 
– força armada do partido. 
A oficialização do Governo Provisório de 
permanecer na Primeira Guerra (por conta das 
alianças com os países europeus) fragilizaram-
no ainda mais. 
Em outubro de 1917, a situação era 
insustentável, com o prosseguimento da crise 
econômica, a permanência da agitação popular 
e a deserção em massa dos soldados no front. 
REVOLUÇÃO DE OUTUBRO (1917) 
Lenin desencadeou um golpe: A Guarda 
Vermelha tomou os principais pontos 
estratégicos da cidade, fechando a Duma e 
provocando a fuga de Kerenski, ao mesmo 
tempo em que o soviete de Petrogrado passou 
a administrar a capital do país. 
Em 1918, Lenin assinou com a Alemanha o 
tratado de Brest-Litovski, que determinava a 
saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial, 
medida que teve grande alcance popular e 
ajudou a legitimar o novo governo. 
Iniciou-se um regime socialista. 
O Governo de Lenin 
GUERRA CIVIL (1918-1920) 
Violenta reação por parte de grupos 
conservadores ligados à antiga ordem 
(burguesia e aristocracia). 
Exército Branco (apoiadores do antigo regime) 
X Exército Vermelho (Bolcheviques). 
Os países aliados, da Primeira Guerra, 
apoiaram o Exército Branco. 
Estavam em jogo os vastos territórios que a 
Rússia havia cedido à Alemanha no Tratado de 
saída da guerra. 
Lenin transferiu a capital do país para Moscou 
e adotou uma série de medidas econômicas de 
emergência. 
Comunismo de Guerra: confisco de toda a 
produção do país a qual era distribuída por 
parte do Estado tomando como prioridade o 
armamento e o abastecimento do Exército 
Vermelho. 
Essas medidas geraram um saldo positivo para 
os bolcheviques que saíram vencedores, ainda 
que à custa de uma grande desorganização 
política. 
Centralização política para facilitar o 
enfrentamento da ameaça externa. 
Os sovietes passaram a ser enfrentados 
quando não acompanhavam as diretrizes do 
governo central. 
Confiscou terras dos nobres e deu aos 
camponeses. 
Separou Igreja do Estado. 
Calendário Gregoriano. 
NOVA POLÍTICA ECONÔMICA 
(NEP) 
Estimulava os lucros privados, como única 
forma de promover o crescimento da produção 
e a normalização do abastecimento em curto 
prazo. (“Um passo atrás para dar dois passos à 
frente”). 
Em 1922 o país passa se chamar União 
Soviética (União das Repúblicas Socialistas 
Soviéticas – URSS). 
A economia da URSS recuperou-se com a 
consolidação da pequena propriedade no 
campo e o surgimento de uma nova e próspera 
classe de empreendedores, chamados 
nepmen. 
SUCESSÃO DE LENIN 
Lenin morre por conta de acidentes vasculares 
cerebrais. 
Josef Stalin x Trotski – disputa pelo poder. 
STÁLIN – priorizava a implantação de fato do 
socialismo primeiramente na União Soviética a 
fim de buscar sua expansão mundial 
posteriormente. 
TROTSKI – priorizava sair em auxílio dos 
movimentos revolucionários em toda a 
Europa. 
Stálin ganha! 
 
O Governo de Stálin 
Implantação do socialismo de fato. 
Estatização dos bancos e grandes 
conglomerados industriais. 
Promoveu a coletivização da agricultura – 
resistência dos camponeses. 
Estado passa a dirigir os investimentos tendo 
em vista prioridades nacionais racionalmente 
estabelecidas. 
Planos Quinquenais – buscavam promover não 
apenas investimentos essenciais na área social 
como também na industrialização. 
URSS bate recorde de produção industrial e 
torna-se uma das maiores potências industriais 
do planeta. 
Setor de bens de consumo ficou quase 
paralisado. 
Usou a fome como arma. 
Sistema de partido único. 
Combateu o analfabetismo. 
DITADURA POLÍTICA – O GRANDE 
TERROR 
Emprego da força + endurecimento do regime. 
Promoveu grandes perseguições a seus 
adversários. 
Julgava e executava os “inimigos do regime” 
publicamente para causar um clima de 
insegurança e subordinação ao líder. 
Campos de trabalho forçado. 
Uso dos meios de comunicação para fazer 
culto à personalidade. 
Trotski, que passou a denunciar a crescente 
violência, é assassinado em 1940, no México, 
por um agente soviético.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.