A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
APOSTILA

Pré-visualização | Página 1 de 5

COMUNICAÇÃO 
E ORATÓRIA
DEMÓSTENES, UM EXEMPLO 
A SER SEGUIDO!
Caro acadêmico(a)! 
Há um exemplo de determinação e coragem na história da Oratória que 
merece ser lembrado: trata-se de Demóstenes (384 a.C. - 322 a.C), orador da 
antiga e culta Grécia. Ele era um escritor extraordinário. Tinha tanta habilidade 
para escrever discursos que chegava a ser convidado pelas partes adversárias 
para escrever as peças de acusação e de defesa. E produzia ambas com a 
mesma competência.
Contudo, para falar, Demóstenes não tinha a mesma competência que 
possuía para escrever: sua voz era fraca, não pronunciava bem as palavras 
e era motivo de zombaria por causa do vício de levantar seguidamente um 
dos ombros enquanto falava. Essas dificuldades naturais poderiam fazer com 
que qualquer outra pessoa desistisse de ser orador. Mas Demóstenes era 
determinado e não se conformou com a condição que a natureza lhe havia 
imposto. 
Para fortalecer a voz, passou a fazer longas caminhadas na praia, falando 
diante do mar, procurando desenvolver um volume que superasse o bramido 
das ondas. 
Com o objetivo de aperfeiçoar a dicção, chegava a colocar pedacinhos 
de pedra na boca para dificultar a fala, aprimorando a pronúncia das palavras.
O vício do ombro foi corrigido com um recurso muito curioso: colocava 
uma espada pendurada no teto, com a ponta voltada para baixo, e, ao exercitar 
os discursos na frente de um espelho, era ferido violentamente sempre que 
produzia o movimento involuntário. 
Determinado a se concentrar nos exercícios e não desistir, raspou metade 
do cabelo e metade da barba e, com essa aparência ridícula, ficou impedido 
de aparecer em público e se obrigou a continuar seu treinamento.
APRESENTAÇÃO
Depois de todo esse sacrifício e com atitude sempre determinada, 
Demóstenes não apenas pôde falar em público, como se tornou o maior 
orador da antiguidade. 
Caro(a) acadêmico(a)! Que belo exemplo de obstinação e disciplina, hein?
Às vezes, nos sentimos incompetentes para executar determinadas 
tarefas que parecem ser maiores que nossas forças. Desistir, antes de tentar, 
é um erro que jamais devemos cometer. Se estivermos verdadeiramente 
envolvidos com o resultado que desejamos conquistar, encontraremos forças 
que nunca imaginávamos possuir.
Vamos em frente!
Organização
Gecelene Cíntia Lopes
Reitor da 
UNIASSELVI
Prof. Hermínio Kloch
Pró-Reitora do EAD
Prof.ª Francieli Stano 
Torres
Edição Gráfica 
e Revisão
UNIASSELVI
 CURSO LIVRE - COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA
DEMÓSTENES, UM 
EXEMPLO A SER 
SEGUIDO!
.01
ORATÓRIA DE ALEXANDRE IV
FONTE: Disponível em: <http://osreisdamacedonia.blogspot.
com/2010/09/alexandre-iv-323-309-ac.html>. Acesso em: 26 jul. 2011.
1 COMUNICAÇÃO É TUDO!
“Faça de si um artesão da palavra, pois isto lhe proporcionará o 
domínio.”
Inscrição egípcia
 CURSO LIVRE - COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA
O TESOURO AFUNDANDO
FONTE: Lopes (2007)
Um tesouro valiosíssimo está sendo transportado de um navio de um 
continente para o outro. Milhares de barras de ouro, enormes diamantes, 
esmeraldas e rubis. De repente, o tempo dá uma virada forte, radical. As ondas 
crescem, os ventos se agitam num tufão incontrolável e o tesouro afunda. 
Não se sabe onde, nem quando, nem como. Agora aquela fortuna incalculável 
está lá, no fundo do oceano. Inacessível. Quanto vale? Nada!
Com o nosso conhecimento também pode acontecer o mesmo que 
houve com o tesouro: anos e anos estudando, com garra e dedicação, 
um sem-número de livros lidos, intermináveis horas na sala de aula ou na 
biblioteca... E daí? Se esses conhecimentos ficarem sem uso, de nada terá 
adiantado todo o esforço. Serão como os livros cheios de poeira trancados 
num porão, consumidos pelas traças.
 
Nossos conhecimentos, por mais abstratos ou práticos que sejam, só 
têm valor se soubermos expressá-los no mundo. E de que forma podemos 
expressá-los? É claro, pela comunicação!
Em todos os tempos, desde a pré-história, o ser humano tem usado 
essa habilidade de se comunicar para satisfazer suas necessidades vitais. Sem 
a comunicação a nossa espécie não sobreviveria. Até para se alimentar, os 
homens precisaram se entender e cooperar uns com os outros. 
Isso vale até hoje. Se você gosta de alguém ou necessita de algo, precisa 
saber transmitir esse sentimento. O que você sabe precisa ser, de alguma 
forma, compartilhado com as outras pessoas – precisa ser comunicado ao 
universo e transformado em ação!
 CURSO LIVRE - COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA
2 COMUNICAÇÃO: NECESSIDADE OU PRIVILÉGIO?
Conseguir o emprego desejado, alcançar a sonhada promoção, conquistar 
o respeito e admiração dos colegas, eis o desafio que depende de uma boa 
apresentação e de uma eficaz comunicação. Para isso, além da credibilidade 
e da naturalidade, a mensagem deve revestir-se de convicção e entusiasmo. 
Vivemos em uma sociedade de bites sonoros, em que a comunicação 
é a moeda circulante de maior valor e requisito fundamental para o sucesso 
pessoal e profissional. Foi-se o tempo em que se podia chegar ao topo apenas 
por ser bom na profissão. Hoje, os conselhos de diretores, comitês executivos 
e os próprios clientes querem e exigem mais. 
É preciso, portanto, saber dar o seu recado e transmitir com clareza e 
objetividade as suas ideias. Daí a necessidade que as pessoas sentem em 
desenvolver aquela que é considerada a mais importante das competências: 
a comunicação. Aos que perseguem este objetivo e, que em sua maioria 
desistem, dominados pelo medo e pavor na hora de se expressar, cabe alertar 
que existe um grande mito (portanto, uma grande mentira) de que o “bom 
comunicador já nasce feito!” Nada mais longe da verdade. A história nos revela 
que os maiores comunicadores não nasceram “feitos” e lutaram contra muitos 
obstáculos até se notabilizarem. Como vimos anteriormente, Demóstenes, 
o maior orador da antiga Grécia, é um exemplo significativo, pois além da 
gagueira, ele lutou contra vários cacoetes. 
Atualmente, existem muitas ferramentas disponíveis para dominar o medo 
que, inclusive, é comum a todos nós. Pesquisa recente feita por um grupo de 
psicólogos envolvendo três mil pessoas, nos Estados Unidos, revelou que o 
maior medo do homem, curiosamente, é o de falar em público. Superou até 
os medos mais comuns, como de altura e da morte. Não é por acaso que lá 
nos EUA, como aqui no Brasil, instituições e literaturas especializadas sobre o 
assunto vêm ganhando espaço, até porque o uso da palavra deixou de ser um 
privilégio de professores, religiosos, políticos, advogados etc. (LOPES, 2005).
Não são poucas as pessoas que nessa era da informação têm ido ao 
encontro desses recursos para satisfazer os seus reais desejos de ver ampliados 
os horizontes da sua vida pessoal e profissional.
3 POR QUE COMUNICAÇÃO É IMPORTANTE?
Saber se comunicar, em todos os níveis, sob os mais diversos canais, 
deixou de ser um diferencial e se tornou fundamental. A comunicação é uma 
das mais desejadas competências do profissional atual. Independentemente 
do cargo e do perfil que o profissional apresente, é essencial que saiba 
comunicar-se e relacionar-se bem, em qualquer circunstância.
 CURSO LIVRE - COMUNICAÇÃO E ORATÓRIA
 Alguns exemplos de contextos em que é fundamental comunicar-se 
bem: 
• ministrar aulas, palestras, conferências, debates;
• motivar equipes;
• liderar;
• apresentar ideias, produtos, serviços, projetos etc.;
• reuniões de negócios;
• contatar clientes;
• vender;
• entrevistar;
• negociações, fazer palestras, network etc.
A boa notícia é que todas as pessoas podem (e devem) comunicar-
se bem, inclusive aquelas que se julgam mais introspectivas e tímidas. É 
claro que algumas pessoas vão apresentar mais dificuldades do que outras, 
mas isso é esperado. Qualquer ser humano pode desenvolver habilidades 
de comunicação. (POLITO, 2010). Quem se comunica eficazmente vende, 
produz e rende mais. Durante esse capítulo vamos demonstrar, por meio de 
evidências e ilustrações, porque a comunicação é tão fundamental para um 
profissional