flebotomineos (1)

Disciplina:PARASITOLOGIA HUMANA F28 materiais656 seguidores
Pré-visualização1 página
*
*

Flebotomíneos
Qual é a importância parasitológica dos flebotomíneos?

*
*

Quem são os Flebotomíneos?
Classe Insecta

*
*

Subfamília Phlebotominae
Vetores do Velho Mundo (África, Europa, Ásia) Gênero: Phlebotomus

Vetores do Novo Mundo (América)
	Gênero: Lutzomyia (+450 espécies, +30 vetoras)	

*
*

Aspecto geral dos flebotomíneos
Subfamília Phlebotominae
 (hematófagos)
Corpo coberto de cerdas: característica da família Psychodidae

*
*

Alimentação em adultos

*
*

Dois conceitos importantes!!!

*
*

As leishmanioses, seus vetores, agentes etiológicos e reservatórios
(no Brasil)
O homem é mal reservatório tanto para a forma visceral quanto para a cutânea!

*
*

Formas amastigotas
Parasitam células do sistema mononuclear
fagocitário (macrófagos e células semelhantes)
Hospedeiros mamíferos
Hospedeiros invertebrados (flebotomíneos)
Formas promastigotas
Vivem no interior do intestino dos flebotomíneos
de onde são regurgitadas nos hospedeiros
mamíferos durante a picada
Amastigota
Macrófago
Vacúolo parasitário

*
*

Roedores silvestres como reservatórios: leishmaniose cutânea

*
*

Canídeos como reservatórios: leishmaniose visceral
Os canídeos possuem muitos
parasitos sob a pele.

É por isso que são bons
reservatórios.

*
*

Úlcera típica de leishmaniose cutânea
Criança com leishmaniose visceral

Reparem que não há lesões na pele
(poucos parasitos sob a pele)
O homem como hospedeiro (não como reservatório)

*
*

Ciclo Biológico
Ovo
Larvas
L1 – L4
Pupa
Adulto

*
*

Ovos de flebotomíneos
Lutzomyia longipalpis

*
*

Larva: Lutzomyia longipalpis

*
*

Pupa
espiráculo
exúvia
Apêndices em formação
(pernas, antenas, palpos, etc.)