Caderno de Estratégia Organizacional
68 pág.

Caderno de Estratégia Organizacional

Disciplina:ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA2.126 materiais25.139 seguidores
Pré-visualização23 páginas
• Estabelecer os objetivos e a organização do projeto.

2º) Sistemas de Informação Atual
• Situação do planejamento, organização e gerência.
• Recursos humanos atuais.
• Infraestrutura e instalações atuais.
• Hardware e software existentes.
• Infraestrutura de comunicação (rede).
• Serviços terceirizados existentes.
• Produtos e serviços realizados.

3º) Elaboração de Soluções
• Custos x benefícios das alternativas.
• Escolha da alternativa.

4º) Projeto de Sistemas de Informação
• Objetivos de curto, médio e longo prazo a serem alcançados.
• Recursos humanos necessários.
• Recursos tecnológicos.
• Gestão de tecnologia da informação.
• Serviços terceirizados.
• Estratégia de execução do Plano Diretor de Sistemas de Informação.
• Cronograma de implantação.
• Revisão periódica.

- 48 -

JULIO CESAR DE SOUZA
(Continuação do Caderno de Estratégia Organizacional..................................................................)

Texto II - Por quê acreditar em projetos socioambientais?

Administração Estratégica e Responsabilidade Social / Desenvolvimento Sustentável: Porque
Acreditar nos Projetos Socioambientais.

Introdução
Frases ditas por pessoas de boa fé impressionam pelo desconhecimento a respeito do tema
projetos sociais. Observe:

Entretanto, a questão fundamental sobre tais projetos nem sempre é abordada.

Acreditar em um Projeto Social
Projetos Sociais ganham notoriedade com maior transparência que os órgãos que os administram
passam ao público ou aos órgãos financiadores. Existem certificações governamentais que
creditam estas entidades, como os Conselhos Municipais, Estaduais e Federais de Ação Social,
com registros que necessitam de renovação anual e são fiscalizados pelos órgãos públicos.

Existem, também, a Filantropia e a Utilidade Pública Federal, que se estendem para a estadual e
Municipal, fora as certificações internacionais ou, ainda, os prêmios de grande confiabilidade
como o do Instituto Ethos (http://www.ethos.org.br), ONG criada para apoiar empresas nacionais
de grande porte e multinacionais que querem destinar recursos ao terceiro setor com maior
responsabilidade social.

Existem maneiras de conferir por premiações ou, ainda, participar deles e ver com seus próprios
olhos como podemos ajudar; assim, com certeza, iremos calar perguntas do tipo: “Para onde está
indo este dinheiro todo”? (outra frase bastante ouvida)

Projetos Sociais ou Projetos de Vida
Pode-se chamar um projeto social bem elaborado de UM PROJETO DE VIDA.

O que é um projeto de vida? Aquele que só termina quando a vida acaba.

Há tempos, alguém escreveu a sua própria missão: queria estar mais próximo da sua família,
relacionar-se mais com outras pessoas e ajudar o próximo.

Tudo aconteceu em dez anos. Esta pessoa aumentou seus relacionamentos, aproximou-se de pai e
mãe, além de filhos, e auxiliou muita gente.

Mas, a ansiedade atrapalhou este último ponto. Quis fazer tudo ao mesmo tempo: abraçou
diversas causas, desfocou em muitas questões e somente algumas foram bem sucedidas. Teve
sucessos e fracassos nos seus intentos sociais.

É bem possível que ele tenha misturado: empreendedorismo social e empreendedorismo privado.

Empreendedorismo social é coletivo, produz bens e serviços para a comunidade, tem o foco na
busca de soluções para os problemas sociais, sua medida de desempenho é o impacto social, visa
resgatar pessoas da situação de risco social e promovê-las.

- 49 -

JULIO CESAR DE SOUZA
(Continuação do Caderno de Estratégia Organizacional..................................................................)

Empreendedorismo privado é individual, produz bens e serviços para o mercado, tem foco no
mercado, sua medida de desempenho é o lucro, visa satisfazer necessidades dos clientes e
ampliar as potencialidades do negócio.

Fatores Motivacionais e Voluntariado
Em um estudo de Tamayo (2004), baseado nos dez valores motivacionais de Schwartz (1992), a
frequência com a qual a motivação da população aparece é dada na tabela. Observe.

Ainda, oriundos da pesquisa realizada por PEREIRA, FUNCKE e VILAS BOAS (PEREIRA, P.
R. F.; FUNCKE, A. L.; VILAS BOAS, A. A. Valores organizacionais relacionados ao trabalho
voluntário: estudo de caso em ONG’s do Rio de Janeiro, SEGET, Rio de Janeiro, 2007.), os
valores motivacionais identificados no grupo com maior frequência foram segurança (22% do
total), benevolência (19% do total) e universalismo (14% do total).

Foi possível verificar que a maioria dos entrevistados apresentou tipos de valores associados com
interesses coletivos, enquanto a minoria apresentou tipos de valores associados com interesses
individuais.

Destes, os fatores que demonstraram menor frequência da motivação pessoal (tradição, poder
social e estimulação) estão associados a fatores de pouca importância ao trabalho social
voluntário.

Responsabilidade Socioambiental
A responsabilidade socioambiental está correlacionada à administração estratégica, da mesma
forma que as etapas do planejamento estratégico podem estar associadas à sustentabilidade.
Conheça as definições que melhor conceituam este tema.

PROJETO CORPORATIVO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL
Plano estratégico na comunidade interna e externa para transmitir os valores para a promoção do
bem-estar do público interno e externo, levando o produto ou serviço a ser visto não somente
pelo que contém intrinsecamente, mas, também, pela preocupação com as questões humana,
social ou ambiental.

- 50 -

JULIO CESAR DE SOUZA
(Continuação do Caderno de Estratégia Organizacional..................................................................)

Veja um exemplo:
No relatório de 2001 para os acionistas da COPESUL (Central petroquímica, situada no Rio
Grande do Sul) aparece a seguinte introdução, de natureza estratégica:

“O desenvolvimento sustentável entrou definitivamente na agenda internacional a partir de
1987, quando a United Nations World Commission on Environment and Development (WCED)
publicou o relatório Nosso Futuro Comum (Our Common Future), propondo ao mundo a
adoção de um desenvolvimento que atenda às necessidades do presente sem comprometer a
capacidade das futuras gerações de atender a suas próprias necessidades”.

Desde então, muitas entidades empresariais estão empenhadas em adequar o conceito ao
ambiente das organizações, entre elas o World Business Council for Sustainable Development
(WBCSD), que congrega companhias de 30 países.

A construção de uma sociedade alicerçada nos princípios do desenvolvimento sustentável exige
novos compromissos. Cabe a cada um, do cidadão ao Estado, conhecer e compreender essas
premissas, assumindo a responsabilidade de alinhar a elas suas condutas presentes e futuras.

“As empresas têm um papel decisivo nesse processo. Afinal, a busca de um modelo que estimule
a convivência harmônica, o equilíbrio entre as dimensões econômico-financeira, social e
ambiental pelas organizações torna a sustentabilidade empresarial e o desenvolvimento
sustentável abordagens interdependentes”.

Baseando-se nas informações estudadas, podemos elaborar a lista a seguir, cuja pertinência ao
tema de sustentabilidade socioambiental é indiscutível.

✔ Valores sociais
✔ Forças sociais
✔ Dados e informações sociais
✔ Trajetórias sociais
✔ Missão social
✔ Agentes sociais

A tabela liga algumas das etapas do planejamento estratégico às características de
responsabilidade socioambiental.

- 51 -

JULIO CESAR DE SOUZA
(Continuação do Caderno de Estratégia Organizacional..................................................................)

Sustentabilidade Empresarial Socioambiental
As maiores contribuições que as empresas podem dar ao planeta não são seus produtos e
serviços, mas a manutenção das condições de sustentabilidade do próprio planeta.

Atualmente, após séculos de descasos que a sociedade recebeu de empresas altamente poluentes,
aquela