Prát V_Aula 13
6 pág.

Prát V_Aula 13

Disciplina:Prática Simulada Iv (Cível)174 materiais855 seguidores
Pré-visualização3 páginas
1o Acompanhará a petição o comprovante do pagamento das respectivas custas e do porte de retorno, quando devidos, conforme tabela que será publicada pelos tribunais.
§ 2o No prazo do recurso, a petição será protocolada no tribunal, ou postada no correio sob registro com aviso de recebimento, ou, ainda, interposta por outra forma prevista na lei local.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR 1º VICE-PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (CODJERJ + RITJ/RJ)

(NOME DO AGRAVANTE), (qualificação completa), data venia, inconformado com a respeitável decisão de folhas ___, da lavra do eminente Doutor Juiz de Direito da __ Vara _____ da Comarca de ___, proferida nos autos da AÇÃO _____________________ movida por ou que move em face de (NOME DO AGRAVADO), (qualificação) vem, por seu advogado infra-assinado, com endereço profissional na rua _________ (art. 524, III, do CPC), com fundamento no art. 524 e segs. do CPC, dela interpor recurso de

AGRAVO DE INSTRUMENTO

a fim de ver (reformada ou anulada) a decisão atacada, pelas anexas razões, requerendo a Vossa Excelência que se digne em recebê-lo e processá-lo, distribuindo o presente a uma das Colendas Câmaras deste Egrégio Tribunal.

Outrossim, de acordo com o que dispõe o art. 525 do CPC, anexa os documentos abaixo relacionados para a devida formação do instrumento.

1. Cópia da decisão agravada.
2. Cópia da certidão da intimação da decisão agravada.
3. Cópia da procuração outorgada aos advogados do agravante e do agravado.
4. Cópia da petição inicial.
5. Cópia da guia de pagamento ou número do registro de pagamento.
6. Cópia (demais peças necessárias).

Termos em que espera deferimento.
Local e data.
nome do advogado / OAB
RAZÕES DE AGRAVO

Agravante: _____________
Agravado: ______________
Ação __________________
Processo n° _____________

(Nome do advogado do agravado, OAB, endereço. Cumprimento do art. 527, III CPC)
[Profº não coloca o nome e dados do advogado e não considera necessário colocar]

COLENDA CÂMARA, EGRÉGIO TRIBUNAL

Merece [REFORMA ou ANULAÇÃO] a decisão atacada, posto que proferida contrariamente à prova dos autos e sem qualquer amparo legal.

DA TEMPESTIVIDADE
DOS FATOS
Trata-se de AÇÃO _______ proposta por _____.

DOS FUNDAMENTOS
(EXPOR OS FUNDAMENTOS MOTIVADORES DA REFORMA DA DECISÃO)

DO EFEITO SUSPENSIVO e/ou ATIVO
Quando excepcionalmente pedirmos o EFEITO SUSPENSIVO ou o EFEITO ATIVO, devemos abrir um subtópico dentro do tópico “DOS FUNDAMENTOS” para desenvolvimento acerca do pedido de concessão desse efeito.

DO PEDIDO DE NOVA DECISÃO
Diante do exposto, requer seja conhecido e provido o presente Recurso de Agravo de Instrumento, para o fim de reformar a decisão ora agravada, no sentido de ____________ por ser medida de Direito e de JUSTIÇA.

Termos em que espera deferimento.
Local e data.
Nome do advogado
OAB

AULA 13

Maria Martins propôs Ação de Responsabilidade Civil em face da empresa de transporte coletivo, Transportes Coletivos Ltda., com sede em Duque de Caxias, por causa do atropelamento fatal de Ramon Santos, ocorrido no dia 13 de agosto de 2011, próximo à residência dele, em São João de Meriti. Na petição inicial foi afirmado que a autora foi companheira do de cujus desde novembro de 2005 até a data do acidente; que ele era arrimo de família e ganhava a quantia equivalente a dois salários mínimos por mês trabalhando como camelô; que a autora também era autônoma, mas parou de trabalhar em junho de 2006, em razão de doença grave; que o de cujus não possuía herdeiros necessários; que a ré tinha o dever de reparar os danos causados à autora independentemente de culpa. Como a ação foi distribuída a 2ª Vara Cível de São João de Meriti, a ré, regularmente citada e intimada, limitou-se a oferecer, em audiência, exceção de incompetência relativa, alegando que o Foro de Duque de Caxias é que teria competência para processar e julgar aquela ação, a teor do que dispõe o art. 100, IV, a, do CPC. Recebida a exceção, declinou-se incontinenti da competência em favor do juízo indicado e determinou-se a remessa dos autos à Comarca de Duque de Caxias. Na qualidade de advogado (a) da autora, apresente o recurso cabível, considerando que as partes foram intimadas da decisão acima.

Art. 100: É competente o foro (...)
IV - do lugar:
a) onde está a sede, para a ação em que for ré a pessoa jurídica

- O Réu recebeu a citação mas não contestou, limitando-se a apresentar uma exceção de competência (alegou que o Foro de Duque de Caxias era o competente) >> O juiz pegou essa exceção e, sem ouvir a parte autora, declinou para Duque de Caxias >> Está errado pois o juiz tem que ouvir a outra parte (tem que permitir a oitiva do excepto) >> Só depois de aberta vista à outra parte é que poderia o juiz ter decidido acerca da exceção de incompetência >> Violação do procedimento da exceção de incompetência (art. 308, CPC). Error in procedendo. É obrigatório que, 1x apresentada a exceção de incompetência, a outra seja intimada a se manifestar (violação ao contraditório, ampla defesa)

Art. 308. Conclusos os autos, o juiz mandará processar a exceção, ouvindo o excepto dentro em 10 (dez) dias e decidindo em igual prazo.

- ENDEREÇAMENTO: À 1ª VICE-PRESIDÊNCIA DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
- Não tem que colocar o nº do processo porque não se sabe. Na apelação nós sabíamos porque ela era interposto perante o juízo a quo.
- QUALIFICAÇÃO COMPLETA DO AGRAVANTE E AGRAVADO
- “respeitável decisão de fls. ... do eminente Juiz de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca de São João de Meriti
- Ação de Responsabilidade Civil
- Rito? Sumário, pelo fato da matéria ser de ACIDENTE DE TRÂNSITO (art. 275, d) >> CORRE PELO RITO SUMÁRIO INDEPENDENTEMENTE DO VALOR

 4 pontos imprescindíveis:
1) Razões em anexo

2) JG: O caso nos dá elementos para concluir que se trata de pessoa juridicamente necessitada

3) Efeitos: Analisar a decisão do juiz para poder interpretar os efeitos
Efeito devolutivo: Sempre tem
Efeito suspensivo:
O caso fala que o juiz recebeu a exceção de incompetência e entendeu por bem declinar da competência e remeter os autos para Caxias. O processo ainda não foi para Caxias, esse processo ainda está em São João de Meriti (como concluir isso? Porque temos que esperar a decisão publicar. Primeiro tenho que pensar em término do prazo recursal para só depois poder haver remessa dos autos).
A atribuição de efeito suspensivo impossibilita a remessa dos autos para Caxias?
Sim, o que atende ao Autor. Portanto, vamos requerer o EFEITO SUSPENSIVO
Efeito ativo para determinar, através do Tribunal, que os autos permaneçam em São João de Meriti

4) Documentos
RAZÕES DO AGRAVO

Merece ANULAÇÃO a r. decisão ...

DA TEMPESTIVIDADE
- Falar do prazo de 10 dias do AI na forma do art. 522
- Falar da contagem do prazo (art. 184, CPC)

DOS FATOS
- Sinopse processual
- Encerrar falando sobre a decisão recorrida

DOS FUNDAMENTOS

1. Confirmar a COMPETÊNCIA DO JUÍZO
- Art. 100 § único, CPC: Diz que “nas ações de reparação do dano sofrido em razão de delito ou acidente de veículos, será competente o foro do domicílio do autor ou do local do fato” >> Assim, tratando-se de ação que envolva delito ou acidente de veículo, não se aplica o art. 100, IV, a, do CPC mas, sim, o art. 100 § único >> Considerando que o foro do domicílio do autor = local do fato = São João de Meriti, a ação foi proposta no foro competente.

2. Violação ao procedimento do art. 308, CPC
- Necessidade de se ouvir o excepto

3. Violação aos princípios da ampla defesa e contraditório (art. 5º, LIV e LV, CF)

DO EFEITO SUSPENSIVO (art. 527, III, 1ª parte c/c 558, caput, CPC)

DO PEDIDO
	Diante do exposto, requer a V. Exª(s):
1. Conheça do recurso, atribuindo-lhe efeito suspensivo e lhe dê provimento para anular a decisão proferida pelo Juízo a quo, no sentido do prosseguimento do feito perante o Juízo de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca de São João de Meriti
2. A intimação da agravada para, querendo, oferecer suas contra-razões
3. A condenação