Aula1
3 pág.

Aula1

Disciplina:introdução à economia1.133 materiais32.730 seguidores
Pré-visualização1 página
Introdução a Economia I
Relações Internacionais

ECO1101 9/08/2012

Montchrestien (1632)
 França

↓ Toda riqueza provem da terra
 Fisiocrata

• A economia é a área do conhecimento que investiga a formação da riqueza
nacional

Observação: Como bom fisiocrata admitia que essa riqueza derivava exclusivamente
do uso da terra.

PETTY (164x)
 Inglaterra

↓
 Absolutista

• Influenciado pela reforma dizia que o Montch estava coberto de razão, porem
ele não associa a agricultura como fonte de geração de riqueza.

• Agricultura é apenas uma das condições necessárias para a formação da
riqueza nacional, mas outro determinante transcende a importância da
agricultura como fonte geradora de riqueza nacional, o trabalho.

• É a partir do exercício do trabalho que se cria valor. Porque através do trabalho
que o homem transforma matéria bruta em algo passível de ser
comercializado.

• Se o trabalho é fundamental para criação do valor, a economia deverá também
apresentar em sua definição qual a importância do valor/trabalho.

Define economia como Month + a importância do valor do trabalho

Trabalho é fundamental para a geração da riqueza nacional

Smith (1766)
• Publicação da Riqueza das Nações- homo econômicos é extremamente

influenciado pelas ideias iluministas (Frances e escocês) John Hutchson e
David huilm.

• Na teoria dos sentimentos morais, Smith cita pela primeira vez o homo
econômicos, ele é individualista e sua racionalidade decorre do individualismo,

é enaltecido pelo iluminismo, a satisfação do interesse próprio é capaz de gerar
a uma determinada sociedade: progresso, harmonia, benefícios públicos, etc.

• O liberalismo politico(econômico)
• O sistema econômico é guiado por uma mão invisível, que é o agente que

garante o contrato social.

• “ A economia investiga não só a formação da riqueza nacional, mas
também sua distribuição e consumo”

Segunda escola do pensamento econômico (neoclássicos XIX):

• Agregam a utilidade na equação Trabalho � Valor, + utilidade.
Se algo é útil, tem valor

Hayek & Von Mises( Escola Austríaca) XX

• A economia é a ciência da praxeologia (ciência do cotidiano, ação humana)

Robbins XX

• “A ciência econômica tem por objetivo identificar forças responsáveis por
minimizar o hiato ou GAP existente entre as necessidades ilimitadas de
consumo e o problema da escassez”

• Versão Diet: “A economia é a ciência da escassez” ou “A economia é a ciência
da escolha”

II O Grande Problema Econômico (O problema da Escassez):
Economia de mercado ou de planejamento central

O Problema da Escassez: Passa pela tentativa de se solucionar três grandes
perguntas

� O que produzir? I Economias de Mercado
� Como produzir? Solução ���� II Economias Planificadas
� Para quem produzir?

• As economias de mercado delegam ao mercado as perguntas, e cabe o
Estado responder as perguntas.

• As economias de estado alcançaram maior sucesso na resolução das 2
primeiras perguntas

• As economias planificadas obtiveram mais sucesso na ultima pergunta
e pecaram nas 2 primeiras

• O estado define o que deve ser produzido, como e para quem.
• Ele distribuía o PIB da economia de acordo com o que o Estado admitia

ser a distribuição mais eficaz, na economia de Estado a solução da

terceira pergunta necessariamente esbarra em um dilema: Os agentes
econômicos enfrentam Trade off Se a distribuição das fatias do bolo, de
que forma as fatias deveram ser distribuídas¿ esse distribuição devera
priorizar a eficiência econômica ou devera priorizar a equidade

• As economias de mercado tenderam a priorizar mais a eficiência do que
a equidade as planificadas procuraram solucionar esse trade off
privilegiando a equidade

A eficiência economia se traduz em duas definições:

� Alocativa: Mercados livres direcionam a oferta dos produtos para aqueles
indivíduos com maior disposição para pagar. Quem paga mais tem o maior
pedaço

�Produtiva: Mercados livres direcionam a demanda pelos produtos para o
competidor mais eficiente, ou seja, para as firmas que são mais eficientes na
solução do problema de maximização de lucros e minimização de custos.

*O trade-off entre eficiência econômica e equidade:

• Dada a tecnologia vigente ( Estado das Artes) e o total da produção
fatias do bolo), de que forma deverá se dar a distribuição dessa
produção?

1º Modelo:

Fronteira de possibilidade de bem estar: É o lugar geométrico de todas as
combinações entre eficiência e equidade que esgotam o nível de satisfação,
dado naquele momento de tempo o paradigma tecnológico e as fatias do bolo

Situações Hipotéticas:

0 eficiência 0 equidade = Acumulo
Total eficiência 0 equidade =
0 eficiência Total equidade = Bom selvagem

Custo de Oportunidade: Tg = - ∆ EQ
 + ∆ EF

Pedro Bertacchini