Sociologia J. - Anotação (5)
20 pág.

Sociologia J. - Anotação (5)

Disciplina:Sociologia Jurídica E Judiciária1.407 materiais13.019 seguidores
Pré-visualização8 páginas
de 2004, art. 6º.
24Cfr. Lei nº 10.865, de 2004, art. 28, V, com a redação dada pelo art. 6º da Lei nº 10.925, de 2004

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A
violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”

www.r2direito.com.br

Gás natural canalizado: Ficam reduzidas a zero por cento as alíquotas da Contribuição para o PIS -
Faturamento e da COFINS, incidentes sobre a receita bruta decorrente da venda de gás natural canalizado,
destinado à produção de energia elétrica pelas usinas integrantes do Programa Prioritário de
Termoeletricidade, nos termos e condições estabelecidas em ato conjunto dos Ministros de Estado de Minas e
Energia e da Fazenda.

[Lei nº 10.312, de 2001, art. 1º]

 Carvão mineral:Ficam reduzidas a zero por cento as alíquotas da Contribuição para o PIS - Faturamento e
da COFINS, incidentes sobre a receita bruta decorrente da venda de carvão mineral destinado à geração de
energia elétrica.

[Lei nº 10.312, de 2001, art. 2º]

Produtos químicos e farmacêuticos: Fica o Poder Executivo autorizado a reduzir a 0 (zero) e a restabelecer
as alíquotas da Contribuição para o PIS - Faturamento e da COFINS, incidentes no regime da não-
cumulatividade sobre a receita bruta decorrente da venda de produtos químicos e farmacêuticos,
classificados nos Capítulos 29 e 30, sobre produtos destinados ao uso em laboratório de anatomia
patológica, citológica ou de análises clínicas, classificados nas posições 30.02, 30.06, 39.26, 40.15 e
90.18, todos da Tipi.

[Lei nº 10.637, de 2002, art. 2º, § 3º; Lei nº 10.833, de 2003, art. 2º, § 3º; Decreto nº 5.127, de 2004]

Livros: Fica reduzida a 0 (zero) as alíquotas da Contribuição para o PIS - Faturamento e da COFINS
incidentes sobre a receita de venda, no mercado interno, de livros, conforme definido no art. 2º da Lei nº
10.753, de 30 de outubro de 2003.

[Lei nº 10.865/2004, art. 28, VI]

Combustíveis, bebidas e embalagens: O Poder Executivo pode reduzir e restabelecer as alíquotas ad rem
da Contribuição para o PIS - Faturamento e da COFINS previstas nos arts 23 da Lei nº 10.865, de 2004, e
nos arts. 51 e 52 da Lei nº 10.833, de 2003.

[Lei nº 10.865, de 2004, art. 23, § 5º; Lei nº 10.833, art. 53; Decreto nº 4.965, de 2004; Decreto 5.062, de
2004; Decreto nº 5.059, de 2004; Decreto nº 5.162, de 2004]

Receitas financeiras: O Poder Executivo poderá reduzir e restabelecer as alíquotas da Contribuição para o
PIS - Faturamento e da COFINS incidentes sobre as receitas financeiras auferidas pelas pessoas jurídicas
sujeitas ao regime de não-cumulatividade das referidas contribuições, nas hipóteses que fixar.

17

18

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A
violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”

www.r2direito.com.br

De acordo com o Decreto nº 5.442, de 2005, estão reduzidas a 0 (zero) as alíquotas da Contribuição para o
PIS - Faturamento e da COFINS incidentes sobre as receitas financeiras. A redução não se aplica aos juros
sobre capital próprio.

[Lei nº 10.865, de 2004, art. 27, § 2º; Decreto nº 5.442, de 2005]

Em suma, usufruem de alíquotas reduzidas as receitas advindas dos seguintes
produtos:

Nafta petroquímica; papel imune destinado à impressão de periódicos; papel
destinado à impressão de jornais; papel destinado à impressão de periódicos;
produtos hortícolas e frutas; aeronaves, suas partes, peças etc; sêmens e embriões;
determinados produtos intermediados na Zona Franca de Manaus (ZFM; veículos
por meio de concessionárias; fertilizantes, defensivos agrícolas e outros; gás natural
canalizado; carvão mineral; produtos químicos e farmacêuticos; livros;
combustíveis, bebidas e embalagens.