ENDEREÇAMENTO IP E MÁSCARAS DE REDE
8 pág.

ENDEREÇAMENTO IP E MÁSCARAS DE REDE

Disciplina:REDES DE COMPUTADORES4.721 materiais121.424 seguidores
Pré-visualização3 páginas
0 1 0 0 0 0 0 0 . 0 0 0 0 0 0 0 1 = Subrede 172.16.64.0
----
1 0 1 0 1 1 0 0 . 0 0 0 1 0 0 0 0 . 0 1 1 1 1 1 1 1 . 1 1 1 1 1 1 1 1 = Broadcast 172.16.127.255

Isto traduz-se da seguinte forma:

Primeira subrede (válida) Endereço de subrede: 172.16.64.0

Endereço de broadcast: 172.16.127.255

Próxima subrede (válida): 172.16.128.0

Endereço de broadcast: 172.16.191.255

Quantidade de hosts por subrede (2 ^ 14 - 2): 16.382

	Simples, certo? Basta seguir o mesmo conceito para as demais classes de endereços IP, quando planejando construir subredes com estes endereços. Lembre-se sempre das regras All'0s e All 1's, e você jamais terá problemas. Caso você queira dimensionar uma rede para uma quantidade específica de subredes e hosts por subrede, começe calculando a quantidade de bits para a porção host, pois assim você chegará mais rápido!

	Agora mostrarei uma forma muito mais simples para atingir os mesmos resultados e, melhor ainda, sem precisar trabalhar tanto com a conversão binária --> decimal. Alguns exemplos:

	Endereço IP 192.168.10.200, máscara 255.255.255.0 . Qual seria o seu endereço de rede? Qual seria o seu endereço de broadcast? Este exemplo está bem fácil, pois utiliza uma máscara terminando com "0", o que simplifica muito. Enfim, evoluiremos no processo mais a frentre. Basta olhar para a máscara de subrede, e convertê-la para binário: 255.255.255.0 é tudo "1" nos três primeiros octetos, e o nome "octetos" significa o quê (8) ? Temos 24 bits para a porção rede e, verificando que o endereço IP proposto pertence à classe C, não temos um cenário de subrede neste caso. Vamos lá:

24 bits para a porção rede, menos 3 bits utilizados para identificar a classe (bits "110"): 2.097.152 redes.

8 bits para a porção host, menos os endereços de rede e broadcast: 254 hosts.

Não há bits da porção host emprestados para a porção rede (subrede), portanto não trata-se de uma subrede.

O endereço da rede é 192.168.10.0, o de broadcast é 192.168.10.255, e os hosts começam por .1 e terminam em .254.

	Agora utilizaremos um outro endereço IP para a máscara 255.255.255.0, só que desta vez será um endereço pertencente à classe B. Aí sim teremos condições de encontrarmos subredes com esta máscara. Utilizaremos o IP 172.16.10.200 para determinarmos o endereço de rede e broadcast para este IP:

A classe B possui 16 bits, menos 2 bits para a identificação da classe.

Ao empregar a máscara de subrede 255.255.255.0, sabemos que estaremos pegando "emprestado" 8 bits da porção host para a porção subrede. Uma vez que o endereço IP possui 32 bits, sobram 8 bits para porção host  (neste exemplo, 16 bits = rede, 8 bits = subrede, 8 bits = host).

Quantidade de subredes (2 ^ 8 - 2): 254; quantidade de hosts por subrede (2 ^ 8 - 2): 254.

Subtraia 254 de 254 (254 - 254 = 0). Portanto "0" é a primeira subrede. A próxima subrede seria 254 hosts à frente, e como o endereço IP não permite mais de 254 hosts no último octeto, sabemos que a próxima subrede será 172.16.11.0/24.

A faixa de endereços nesta (.10) subrede: 172.16.10.1 à 172.16.10.254, broadcast 172.16.10.255.
	Esta foi fáci.l. Agora um exemplo 1% mais difícil, com o mesmo endereço IP só que com a máscara 255.255.255.224. Pularemos as informações consideradas "excesso".

Temos 11 bits emprestados da porção host para a subrede, e 5 bits representando a porção host. 2 ^ 5 - 2 = 30 hosts na subrede.

Subtrairei 254 - 30 = 224. Note que 224 é o mesmo valor representado pelo último octeto/byte (valor decimal) da máscara utilizada neste exemplo (255.255.255.224). Este será o nosso "limitador". Como temos o valor "30" hosts para cada subrede, basta ir contando blocos de 30 endereços IP para cada subrede, que logo chegaremos à nossa última subrede dentro de 172.16.10.*.

Primeira subrede:

172.16.10.0 255.255.255.224: De 172.16.10.1 à 172.16.10.30. Broadcast: 172.16.10.31

Segunda subrede:

172.16.10.32: De 172.16.10.33 à 172.16.10.62. Broadcast 172.16.10.63

Terceira subrede:

172.16.10.64: De 172.16.10.65 à 172.16.10.94. Broadcast 172.16.10.95

Quarta subrede:

172.16.10.96: De 172.16.10.97 à 172.16.10.126. Broadcast 172.16.10.127

Quinta subrede:

172.16.10.128: De 172.16.10.129 à 172.16.10.158. Broadcast 172.16.10.159

Sexta subrede:

172.16.10.160: De 172.16.10.161 à 172.16.10.190. Broadcast 172.16.10.191

Sétima subrede:

172.16.10.192: De 172.16.10.193 à 172.16.10.222. Broadcast 172.16.10.223

Oitava subrede:

172.16.10.224: De 172.16.10.225 à 172.16.10.254. Broadcast 172.16.10.255

	Conclusão: O IP 172.16.10.200 pertence à (sub)rede 172.16.10.192, broadcast 172.16.10.223. Basta seguir a mesma linha de conduta para obter as informações desejadas, quando determinando endereços de rede, broadcast, quantidade de subredes e hosts por subredes, etc.

	Existe uma forma bem mais prática para conseguir tudo isto, mas é muito importante para que você saiba fazer isto "na mão", pois chega ser vergonhoso ver alguém trabalhando com redes e não saber calcular uma máscara de subrede! Enfim, você poderá optar por calculadoras facilmente encontradas pela Internet. Uma dica? Clique na figura abaixo e faça o download agora mesmo.

��
Esta calculadora para subredes é uma mão-na-roda, sem dúvida alguma. Entretanto, procure conhecer o procedimento "manual" para o cálculo de subredes, pois isto é um must have para qualquer um atuando na área de redes.