Aula 8
3 pág.

Aula 8

Disciplina:Formação do Sistema Internacional106 materiais607 seguidores
Pré-visualização1 página
A Ordem de Vestfalia
Formação do sistema Internacional
Aula 8 Philpott e Watson

1. Aspectos Historicos:
Richelier
 internamente: Suprimia inimigos políticos e forças ligadas a reforma, reafirmava a autoridade do Rei, controlar a autoridade ,centralizar o poder na mão do Rei.
Externamente : Alimentava a oposição nas cidades protestantes no SIR.
Qualquer aliado era aceitável: PRICIPALMENTE SE FICAR ENCARREGADO DA LUTA(BUCKPASSING,BAIT AND BLEED)
Interesses do E francês: Sobrevivência e poder, RAZÃO DE ESTADO, qualquer meio e possível, pode ser utilizado, quando o objetivo e garantir a sobrevivência e bem estar do Estado.
1.1 A ordem de Vestfália:
Conjunto de tratados efetuados apos o fim da guerra de 30 anos.

a)Resultados especificos: Resultados específicos: Paz de munster e Osnabrück, reconhecimento da indp. da Holanda, Suécia incorpora regiões no norte da Alemanha, cidades estados do império sacro germânico ganharam mais liberdade com o enfraquecimento do Imperador(1648 MAIOR FRAGMENTAÇÃO),reconhecimento do calvinismo no Sacro Imp.
b)Resultados amplos:  Sistema Laico baseado na noção de soberania.Soberania se torna um principio que orienta a relações da sociedade n o Sist. Int. ate hoje
Vestefália foi anti-hegemonico: respeito da soberania de cada E
Novas regras e investimentos:
1.2 Hegemônica de Luís XIV:

Luís XIV trabalha p/ estabelecer ordem  hegemônica.
Porém compromisso c/ Europa de múltiplas independências era forte: Inglaterra e Holanda governados pelo mesmo monarca, Guilherme de Orange, fazendo frente a Franca(VER MAPA NO FINAL DO DOC.).

2. Aspectos políticos:

Vestfália e  a  questão da autoridade:

Sociedade Internacional: Normas e princípios que definem as prerrogativas de autoridades, quem detêm a autoridade e o poder dela

 E moderno tem soberania

Sist. Es soberanos exigia entidades estatais dentro das fronteiras que possam administrar e desaparecimento de autoridades que interferissem de fora(NAO INTERVENÇÃO SOBERANIA INVIOLAVEL)

soberania: autoridade suprema dentro do território(autoridade, autonomia e território)

a)legitimidade: Direito de controlar a autoridade e poderes, tem que ser reconhecida por dentro e por fora, a própria população tem que reconhecer a identidade.

b)territorialidade:

c)Indp. Politica e integridade territorial: Não haver nenhuma autoridade acima dela, autoridade suprema.

d)Soberania não e absoluta:

Vestfália como revolução constitucional:

a)Autonomia: E, autoridade principal que rejeita a intervenção e detêm o poder absoluto

b)Não intervenção: Principio basilar de Es soberanos

c)Garantias a novos Es quanto a adesão ao sistema: Governo viável, controle do seu próprio território, fazer e honrar tratados

Com expansão colonial séc. XIX e a descolonização no sex XX sistema de Vestfália adquire abrangência planetária(Ainda assim existem áreas sem soberania atualmente)

As condições de E e nação:

Norte e Oeste da Europa
Itália e Alemanha