Aula 9
2 pág.

Aula 9

Disciplina:Formação do Sistema Internacional106 materiais606 seguidores
Pré-visualização1 página
Repensando o mito de Vestfália
Formação do sistema Internacional
Aula 9 BLANEY e OSIANDER
1 Introdução:
Objetivos:
Problematizar o marco historico,
Problematizar existencia de Sist. Inviolável de Es soberanos;
Examinar o “problema da diferença’’

2 Vestfalia: Nem profunda inovação,nem profunda ruptura:

Visao dominante X visão critica

Confirmaçao de ordem cooperativa legal de entidades autonomas não-soberanas.

Vestfalia como “mito fundador”(Reafirma a centralidade de paises)

Observações:
Vestfalia nao trata da soberania,nem de nao-intervenção
Vestfalia não promove profunda transformação das caracteristicas das unidades e poder do imperador.

Pontos importantes :

Nem todo ator autônomo é soberano(al qaeda)
Nivel de autonomia variavel

3 As brechas nos principios de territorialidade e autonomia:

Modelo Vestifaliano;autonomia e territorio

Atores tiveram incentivo e poder p/ viola-lo.

Brechas no modelo:

A)Convenções
B)Coerção e imposição

4 Vestfalia e o problema da diferença

Arranjos foram esforço inicial de lidar c/ o problema(Guerra dos 30 anos)
Vestfalia fez pouco p/ romper a concepção da diferença como inferioridade a ser erradicada.
Vestfalia tende a desviar a atenção de respostas criativas a diferença

Limitações morais sofre lideres entraram em conflitos c; direito de ditar a fe do
Reino

Minorias nao-conformadas ainda eram problema
Dentro do E supõe-se um “reino de semelhança” que nao existe.
Diferença ê administrada
A) Internamente
B) Extremamente
Saida: ver o outro como fonte de autoreflexao e aprendizado