CCJ0006-WL-AMMA-18-Dos Negócios Jurídicos – Continuação
44 pág.

CCJ0006-WL-AMMA-18-Dos Negócios Jurídicos – Continuação

Disciplina:Direito Civil I5.999 materiais252.304 seguidores
Pré-visualização3 páginas
de
um ano, acrescido de dois dias.
SEMANA 9 AULA 18
CASO 4
• Sugestão de gabarito : A diferença prática entre
 condição suspensiva e o termo inicial encontra-se no
 fato de que aquela configura uma mera expectativa de
 direito, enquanto este configura um direito adquirido,
 conforme preceituam os arts. 125 e 131 do Código Civil.
 Assim, se uma nova lei proibir a doação ao sobrinho
 após a assinatura de contrato sob termo inicial, o
 contrato estará garantido, pois o direito adquirido está a
 salvo de alterações legais.
SEMANA 9 AULA 18
• QUESTÃO OBJETIVA 1
• Requisitos de validade do negócio jurídico.
• O Código Civil exige, para a validade do ato jurídico, que o agente seja
 capaz. Tal disposição legal configura a exigência de que o agente:
• A) tenha capacidade de gozo, a capacidade de direito, a capacidade de
 aquisição.
• B) tenha capacidade de fato, a capacidade de ação, a capacidade de
 exercício.
• C) pessoa física, seja dotado de personalidade jurídica.
• D) tenha sempre mais de 18 anos de idade.
• E) nenhuma das respostas anteriores está correta.
• GABARITO SUGERIDO: LETRA “B” – sua aquisição ocorre na forma
 do art. 5 CC.
SEMANA 9 AULA 18
QUESTÃO OBJETIVA 2
Sobre os elementos acidentais do negócio jurídico, que podem afetar sua
validade ou comprometer sua eficácia em determinadas situações,
marque a alternativa correta:
 a) sobrevindo condição resolutiva em negócio jurídico de execução
continuada ou periódica, a sua realização, salvo disposição em contrário,
não tem eficácia quanto aos atos já praticados, ainda que incompatíveis
com a natureza da condição pendente;
 b) considera-se não escrito o encargo ilícito ou impossível, salvo se
constituir o motivo determinante da liberalidade, caso em que se invalida
o negócio jurídico;
 c) ao titular do direito eventual, nos casos de condição suspensiva ou
resolutiva, não é permitida a prática de atos destinados à sua
conservação ou execução;
 d) não tendo sido estipulado prazo para sua execução, os negócios
jurídicos celebrados entre vivos são exeqüíveis trinta dias após a data da
celebração.
SEMANA 9 AULA 18