WL-P & R-04-Direito Constitucional-08-O Poder Judiciário - O Ministério Público-004
2 pág.

WL-P & R-04-Direito Constitucional-08-O Poder Judiciário - O Ministério Público-004

Disciplina:Direito Constitucional I5.157 materiais356.158 seguidores
Pré-visualização1 página
Waldeck Lemos
Perguntas & Respostas

Disciplina:

Direito Constitucional
Folha:

1 de 2

Perguntas & Respostas/WLAJ/DP

QUESTÕES

Fonte: CRETELLA JUNIOR, J. e CRETELLA NETO, J. - 1.000 Perguntas e Respostas de Direito
Constitucional – Editora Forense Jurídica (Grupo GEN).

CAPÍTULO 08 - O PODER JUDICIÁRIO - O MINISTÉRIO PÚBLICO

01) Por que não é correto denominar o STF de Corte Constitucional?
R.: Porque: a) o nome "Corte Constitucional", como na França, é o órgão único, encarregado de exercer
exclusivamente jurisdição constitucional, o que não é o caso, obviamente, do STF, dado que nosso sistema de
controle de constitucionalidade não é concentrado, e sim, difuso; b) o STF aprecia, de forma técnico-jurídica,
recurso extraordinário, nos casos do art. 102, III, isto é, sua decisão se orienta no sentido de resolver a lide, e,
somente de modo secundário, pronunciar-se a respeito de inconstitucionalidade, o que não implica,
obrigatoriamente, exercício de jurisdição constitucional. No Brasil, o STF é a corte constitucional por excelência,
mas não deixa de ser autêntico órgão judiciário.
02) Quais as atribuições do STJ?
R.: Ao STJ cabe, conforme estipula o art. 105, da CF: a) processar e julgar originariamente (isto é, como foro
único e definitivo) as questões relacionadas no inciso I, letras a até h; b) julgar, em recurso ordinário as causas
relacionadas no inciso II, letras a, b, e c; e c) julgar, em recurso especial, as causas decididas em única ou última
instância, pelos Tribunais Regionais Federais ou pelos Tribunais dos Estados e do Distrito Federal, quando a
decisão recorrida se enquadrar nos casos relacionados no inciso III, a, b e c. Dentre suas atribuições, a que lhe
confere feição mais marcante é a do controle da efetividade da lei federal, e da uniformidade de sua interpretação,
na qualidade de mais alta instância no plano processual.
03) Qual o critério fundamental para a distinção entre a competência do STF e a do STJ?
R.: O critério fundamental para distinguir entre as competências de um e de outro, reside na atribuição do STF
para resolver questões exclusivamente constitucionais (relativas à CF) e, ao STJ, para resolver questões federais
infraconstitucionais.
04) Qual a composição do STJ?
R.: De acordo com o art. 104 e seu parágrafo único, compõe-se o STF de, no mínimo, 33 Ministros, escolhidos
dentre os cidadãos com mais de 35 e menos de 65 anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada.
São nomeados pelo Presidente da República, depois de aprovada a escolha pelo Senado Federal; dentre os
Ministros do STJ, um terço serão escolhidos dentre juízes dos TRF's e um terço entre desembargadores dos
Tribunais de Justiça, indicados em lista tríplice elaborada pelo próprio Tribunal, e o terço restante, entre
advogados e membros do MP Federal, Estadual e do Distrito Federal, alternadamente indicados na forma do art.
94.
05) Qual a estrutura funcional do STJ?
R.: O Regimento Interno do STJ-RISTJ, contendo 344 artigos, foi promulgado em 22.06.1989, entrando em vigor
15 dias após sua publicação, e estipula que o Tribunal funciona em Plenário e pelo seu órgão especial (conforme a
CF, art. 93, XI), denominado Corte Especial, em Seções Especializadas e em Turmas Especializadas; o Plenário,
constituído da totalidade dos Ministros, é presidido pelo Presidente do STJ; a Corte Especial é constituída de 25
Ministros e é, também, presidida pelo Presidente do STJ; as Seções Especializadas (Direito Público, Direito
Privado, Direito Penal) compreendem seis Turmas, e cada Turma é composta por cinco Ministros (art. 2.º do
RISTJ).
06) Quais as garantias de que gozam, e os impedimentos a que estão sujeitos os Ministros do STF e do STJ?
R.: Os Ministros de ambos gozam de todas as garantias e estão sujeitos a todos os impedimentos dirigidos aos
juízes togados, e que constam da CF, art. 95; os Ministros do STF são processados e julgados pelo próprio STF no
caso de crimes comuns (CF, art. 102, I, b) e pelo Senado Federal, no caso de crimes de responsabilidade (art. CF,
art. 52, II); os Ministros do STJ são processados e julgados, tanto nos crimes comuns, quanto nos crimes de
responsabilidade, pelo STF (art. 102, I, c).
07) O que é o Conselho da Justiça Federal?
R.: O Conselho da Justiça Federal é um órgão criado pela atual CF, que funciona junto ao STJ, e ao qual cabe, na

Waldeck Lemos
Perguntas & Respostas

Disciplina:

Direito Constitucional
Folha:

2 de 2

Perguntas & Respostas/WLAJ/DP

forma da lei, exercer a supervisão administrativa e orçamentária da Justiça Federal de primeiro e segundo graus
(CF, art. 105, § único, e RISTJ, art. 6º).
08) Qual a composição do Conselho da Justiça Federal?
R.: O Conselho da Justiça Federal, presidido pelo Presidente do STJ, é composto, também, pelo Vice-Presidente,
por 3 membros efetivos, e igual número de suplentes, eleitos pelo Tribunal (RISTJ, art. 7.º e Lei n.º 7.746/89, que
regula seu funcionamento).
09) Qual a divisão da Justiça Federal?
R.: A Justiça Federal compreende: a) Justiça Federal Comum; b) Justiça Militar Federal; c) Justiça Eleitoral; e d)
Justiça do Trabalho, todas mantidas pela União.
10) Quais os órgãos da Justiça Federal Comum?
R.: De acordo com o art. 106, são órgãos da Justiça Federal Comum: a) os Tribunais Regionais Federais - TRF's;
e b) os Juízes Federais.

==XXX==