Redes - Cabeamento Estruturado
67 pág.

Redes - Cabeamento Estruturado

Disciplina:REDES DE COMPUTADORES4.652 materiais120.889 seguidores
Pré-visualização38 páginas
e o nó central podem impedir qualquer tentativa de o nó finaltransmitir dados. Se uma placa adaptadora estiver muito longe do ponto de origem, e a parte inicial dopacote, mesmo à velocidade da luz, não puder alcançá-la antes de sua parte final deixar todos os outrosnós, haverá possibilidade de conflito. Portanto, em esquemas Ethernet, a distância máxima do cabodepende do tamanho mínimo do pacote e da força utilizável do sinal.Além disso, as normas de utilização de um segmento de cabo Ethernet fino dizem que o sistema deve ter185 metros (606 pés) para que possa conter um repetidor. Trinta nós já são suficientes para encher umsegmento de cabo fino, e deve haver um mínimo de 0,5 metro (2 pés) de cabo entre cada nó.A configuração em estrela do esquema de fiação 10BaseT mudou tudo isso. Cada segmento de cabo queliga o hub de fiação a um nó da rede pode ter um máximo de 100 metros (328 pés), apesar de algunsfabricantes de hub anunciarem que seus equipamentos são capazes de funcionar em distâncias maiores. Osistema 10BaseT oferece aproximadamente a mesma distância em extremidades que o esquema Ethernetfino. No entanto, devido ao design utilizado, a cobertura em volta do hub de fiação precisa ser muitomaior.
ARCnetO sistema ARCnet, desenvolvido pela DataPoint Corporation e difundido no mundo dosmicrocomputadores pela Standard Microsystems Corporation, utiliza mensagens endereçadas a estaçõesespecíficas cujo objetivo é controlar o tráfego. A abreviatura ARC significa Attached ResourceComputing, a arquitetura da DataPoint. Você pode comprar placas adaptadoras ARCnet através das

páginas de reembolso postal da PC Magazine norte-americana por menos de US$ 75. Além disso, othroughput e a confiabilidade dessas placas são excelentes. A exemplo do esquema Ethernet, o ARCnetutiliza uma arquitetura de difusão na qual todas as estações recebem todas as mensagens transmitidas nocabo, sem a participação de qualquer outro nó, o que contrasta com a atividade repetidora dos nós dosistema Token-Ring.
Desenvolvimentos mais RecentesHouve dois acontecimentos muito interessantes em relação ao sistema ARCnet. Em outubro de 1992, oANSI (American National Standards Institute) especificou o protocolo ARCnet como o "padrão de redelocal ATA/ANSI 878.1". Não há um comitê do IEEE trabalhando no sistema ARCnet, pois a função desseinstituto é criar padrões, ao passo que o ANSI padroniza uma especificação existente, e a especificaçãoARCnet surgiu nos anos 60. Outro exemplo é a FDDI (Fiber Distributed Data Interface), que não é umpadrão do IEEE, mas é um padrão do ANSI, sendo largamente aceita pelo mercado. As organizações queseguem a norma de comprar produtos que obedecem a padrões abertos agora podem fazer referência aopadrão ANSI ARCnet em suas licitações.O segundo acontecimento interessante no mundo da ARCnet foi o fato de a Datapoint ter lançado oARCNETPLUS, que proporciona uma velocidade de sinalização de 20 megabits por segundo e que podeser combinado a sistemas de fiação, hubs e placas adaptadoras ARCnet de 2,5 megabits por segundo. Vocêcoloca o ARCNETPLUS nos nós que podem se beneficiar de um serviço mais rápido, e mantém inalteradoo restante da rede.Por exemplo, por US$ 695 você pode substituir por uma placa ARCNETPLUS a antiga placa adaptadoraARCnet de que dispõe no momento em um servidor de arquivos, e ela funcionará muito bem com outrasplacas de 2,5 e 20 megabits. Você poderá equipar com placas adaptadoras de 20 megabits os poucos PCsrápidos que precisarem de um acesso de rede de alta velocidade, sem que seja necessário modificar osoutros nós. Será preciso atualizar os hubs de fiação Ethernet utilizados como primeiro ponto de contato,pois eles deverão aceitar uma placa adaptadora de 20 megabits. No entanto, não será necessário atualizaros hubs intermediários. Por US$ 1195, a Datapoint vende uma placa de hub que se encaixa em um PC,dispõe de quatro portas e funciona como a conexão de rede local ARCNETPLUS do PC host.Ainda gostamos do sistema ARCnet, que funciona confiavelmente, e a velocidade de sinalização de 2,5megabits por segundo não é uma limitação nas instalações comerciais mais comuns. Poucos PCs sãocapazes de transmitir dados mais rápido do que 1,2 megabit por segundo sob condições ideais. A adoçãodo padrão ANSI e a inclusão de um serviço de 20 megabits que se combina aos nós existentes completam ocaráter moderno dessa tecnologia.A literatura técnica descreve o ARCnet como um sistema de passagem de fichas, mas ele opera de formamuito diferente do padrão IEEE 802.5 Token-Ring. Em vez de a ficha percorrer cada estação, umaestação envia a mensagem de permissão para transmissão a todas as outras.Todas as placas adaptadoras Ethernet e Token-Ring têm um identificador exclusivo definido pelofabricante e que é obtido a partir de um grupo comum estabelecido pelas associações industriais. Noentanto, as placas adaptadoras Ethernet não recebem um número de identificação. Você define essenúmero, de 1 a 255, utilizando as chaves localizadas em cada uma delas. Os números de identificação nãotêm qualquer relação com a posição dos nós no cabo ou com qualquer outro fator de posicionamentofísico.Quando ativadas, as placas adaptadoras transmitem seus números, e a estação ativa com o número maisbaixo passa a ser a controladora da rede. Essa controladora envia uma ficha a cada estação ativa,concedendo permissão para transmitir. Quando recebe a ficha de permissão, a estação envia suamensagem ou permanece em silêncio. Depois de uma pausa de alguns milissegundos, a estaçãocontroladora envia uma ficha de permissão para a próxima estação da seqüência numérica.DICASempre tenha os números de estação ARCnet à mão e coloque os PCs com as CPUs mais possantes nos slotscom os números mais baixos. O processo de polling (consulta seqüencial) consome uma certa capacidade deprocessamento da CPU, portanto utilize os servidores mais possantes e os PCs mais rápidos para exercer essafunção.Quando uma nova estação entra na rede, todas as outras estações retransmitem seus números executandoum procedimento denominado reconfiguração ou "recon". A exemplo das colisões no sistema Ethernet, oconceito de recon incomoda as pessoas que se preocupam com questões pouco relevantes relacionadas àeficiência da rede. Na verdade, uma reconfiguração não leva mais do que 65 milissegundos e raramente

perturba o fluxo de tráfego de uma rede.NOTAHá duas coisas que o técnico responsável pela instalação de uma rede não poder perder: o manual de instrução,que mostra como definir os números de placas adaptadoras, e a lista de números de placa adaptadora ativos narede. Se você não souber quais números de estação estão ativos, terá de enfrentar uma frustante pesquisa ouuma instalação baseada no processo de tentativa e erro.
A TopologiaTradicionalmente, o esquema ARCnet utiliza cabos coaxiais em uma topologia física em estrela - quepermite a existência de uma hierarquia de hubs. Hubs de fiação pequenos e grandes, em um esquema defiação muito econômico que dispõe da resistência total a falhas, que é uma característica inerente àstopologias em estrela.O cabo RG/62 especificado para sistemas ARCnet é o mesmo cabo utilizado pela IBM em seu esquema defiação que liga terminais a computadores mainframa. Como esse esquema também utiliza uma topologiaem estrela, muitas empresas consideram fácil a instalação de sistemas ARCnet quando sofrem umprocesso de "downsizing", mudando seus sistemas de computador de mainframes IBM para redes de PCs.É possível manter o mesmo cabeamento coaxial e substituir a controladora de comunicação do mainframeIBM por um simples hub de fiação. As versões mais modernas do sistema ARCnet também podem utilizarcabos coaxiais ou fios de pares trançados sem blindagem em uma topologia física do tipo "estação aestação".A alta impedância das placas adaptadoras Ethernet possibilita uma topologia física do tipo "estação aestação" idêntica à do sistema Ethernet fino. No entanto, os nós desse tipo de topologia também podem serconectados a hubs de fiação ativos em uma