Redes - Cabeamento Estruturado
67 pág.

Redes - Cabeamento Estruturado

Disciplina:REDES DE COMPUTADORES4.679 materiais121.179 seguidores
Pré-visualização38 páginas
entre hubs de cabos. A diferença entre os dois está na sinalização, e ambos os padrões permitem autilização de caobs com até 2 quilômetros.Apesar de os produtos que obedecem a esse padrão normalmente utilizarem a sinalização Ethernet de 10megabits por segundo, não há uma razão técnica para essa limitação. O padrão Ethernet pode facilmentesuportar velocidades de sinalização de 100 megabits por segundo ou mais, e esses padrões certamenteseguirão por esse caminho.É relativamente fácil adquirir placas adaptadoras de rede local e hubs de fiação com portas 10Base-FB ou10Base-FL. Em geral, você irá incluir tantos cabos de fibra quantos forem necessários para ampliar a redeou para fazê-la funcionar em áreas com alto nível de ruído elétrico. E você poderá fazer tudo issomantendo os adaptadores de cobre mais baratos em outras partes da rede.
Instalações PráticasAfinal de contas, o uso de cabos de fibra ótica multimodais pode ser tão fácil quanto mostramos aqui. Maspara isso, você deverá adquirir os conectores e equipamentos corretos, e manter as distâncias a 2quilômetros ou menos. Dessa forma, eles deverão funcionar sem maiores problemas. Instalações maioresexigem o uso de calculadores, para definir a intensidade de luz necessária no cabo para que o receptorpossa detectá-la, e de outros fatores. Portanto, deixe essa tarefa para profissionais experientes.A seguir, mostraremos algumas dicas que adquirimos com base na nossa experiência.· Adquira produtos do mesmo fabricante. Se puder, compre placas adaptadoras de rede local ehubs de cabos da mesma empresa. Faça o mesmo em relação a cabos, conectores e ferramentas.Dessa forma, tudo funcionará melhor.· Como os cabos de fibra ótica são pequenos e flexíveis, é fácil esquecer que há um pedaço de fibradentro deles. Tenha cuidado particularmente em relação ao raio de curvatura do cabos ao passá-lo por paredes e por outros lugares apertados. Como regra prática, nunca dobre em um círculoum cabo com um raio menor que 5 centímetros e, se houver qualquer peso sobre o cabo,mantenha o raio de curvatura maior ou igual a 15 centímetros.· Como o cabo de fibra ótica é pequeno e flexivel, fica fácil colocá-lo em conduítes juntamente comoutros cabos. Eletricamente, isso não representa um problema, mas o peso dos cabos de cobrepode rasgar o revestimento do cabo de fibra ótica e fazê-lo perder luz. Mantenha a fibra longe deelementos pesados.· Até mesmo pequenas dobras, denominadas microdobras, podem fazer com que a luz vaze pelacobertura do cabo. Evite aplicar muita força ao puxar um cabo de fibra ótica, pois você poderácriar uma microdobra que inutilizará parte dele.· Evite dividir os cabos sempre que possível. As novas instalações de cabos só deverão utilizar cabosinteiros. Se um cabo tiver que ser dividido por alguma razão, o técnico deverá escolher um kitapropriado para a tarefa; há muitos desses kits no mercado. O tipo de kit não fica restrito ao tipodos conectores usados nas extremidades do cabo. Cortar, colar e lixar as extremidades do cabodentro de uma parede não é uma atividade muito agradável.· Utilize cabos de fibra ótica para ampliar redes de cabos de cobre sempre que possível. Uma boainstalação de cabos UTP pode transportar muitos dados e tem um custo bastante baixo. Portanto,tire proveito do uso de cabos de fibra ótica e UTP.

"Essa sala não estava aqui antes, e não está nos nossos planos!", Willy exclamou mostrando o projeto deinstalação e olhando fixamente para o gerente da rede. "O que você fez com os cabos que existiam nesteespaço quando construíram a sala?", ele perguntou."Colocamos em um teto falso. Não desconectamos nada; portanto, eles devem estar perfeitos", o gerenterespondeu. Willy se conteve para não dizer: "Então o que estou fazendo aqui?" O cliente tinha um problemae ele estava lá para consertá-lo, mesmo que tudo estivesse sendo causado por sua própria falta de cuidado.Willy pegou uma escada no furgão, removeu parte do teto falso e confirmou: os cabos de nível 5 de altaqualidade provenientes do gabinete de fiação estavam lá. No entanto, em vez de estarem suspensos pelos

suportes que sua equipe havia colocado, eles haviam sido enroscados em volta de prendedores metálicos,estavam próximos a luzes fluorescentes e cruzavam vários cabos de energia elétrica AC."Bem", Willy explicou, "os conectores são importantes. No entanto, minha maior preocupação é o queacontece aos cabos no trajeto entre as conexões. Teremos de verificar outra vez cada par de fios de todos oscabos que foram mexidos - aí poderemos saber o que realmente está acontecendo."O gerente da rede parecia interessado. Portanto, Willy explicou o processo enquanto retirava de sua pastaum dispositivo com aproximadametne o tamanho de um livro. Ele pegou um pequena impressora, conectou osdois com um cabo e, em seguida, ligou todo em uma tomada."Esse aparelho se chama Microtest PentaScanner. Nós iremos usá-lo em todos os cabos para verificar o nível de ruído elétrico em várias faixas defreqüência e medir a diafonia entre os pares. Depois compararemos os resultados obtidos com padrõespublicados."Em seguida, ele pegou uma listagem de sua mochila e a colocou sobre a mesa. "Iremos comparar esserelatório da instalação inicial com os resultados obtidos hoje. Depois saberemos o que será necessáriofazer."Willy usou um walkie-talkie de pouca potência para coordenar o trabalho de um assistente que estava nopainel de derivação do gabinete de fiação. O assistente usou o Penta Scanner em todos os cabos para mediros sinais. A impressora levou um tempo maior para produzir cada relatório do que o Microtest precisou paraexecutar seus testes.Alguns minutos depois Willy tinha as listagens na mesa do gerente da rede. "Bem, esses cabos estão comníveis de ruído de baixa freqüência mais altos do que antes. Esse ruído vem das luzes e dos fios elétricos, massó ultrapassa o limite padrão nesses dois cabos. A paradiafonia é muito alta nesse cabo. Sendo assim,imagino que ele esteja dobrado, provavelmente em volta de um suporte de metal. Parece que o trabalholevará algumas horas. Sem o verificador de cabo, teríamos passado o dia inteiro substituindo todos oscabos."À medida que caminhava para o estacionamento, Willy concluiu que, como resultado do investimento dealguns dólares em um moderno verificador de cabos, tinha um cliente feliz e menos horas de trabalho paraserem dobradas. Ele tinha a esperança de que os negócios a longo prazo com esse cliente compensassem ashoras que ele havia perdido dessa vez. "Bem", ele pensou, "prefiro conseguir solucionar as falhas a nãodescobrir coisa alguma."O sucesso da sua rede depende dos cabos que ela contém. Mas como você classifica a qualidade dessescabos? Essa é a pergunta mais importante que você poderá fazer durante a instalação e quando fornecessário diagnosticar problemas de funcionamento. Mesmo que você use os cabos, conectores, painéisde derivação, jumpers e hubs, uma instalação malfeita e um ambiente elétrico hostil podem impedirque a sua rede opere com todo o potencial. Para diagnosticar o ambiente elétrico que os sinais da placaadaptadora de rede local transmite através do cabo, você deverá testar toda a instalação.Com um bom sistema de cabos instalado, o que você fará quando surgirem problemas? Infelizmente, osproblemas com os cabos da rede são muito semelhantes a falhas no software. Se um cabo da rede tiverum nível de ruído ou de paradiafonia muito alto, o software terá mais dificuldade para responder, eenviará mais pacotes de dados para transmitir a mensagem. Se chegar a um impasse, o software poderágerar uma mensagem de erro como "Server Not Found", velha conhecida do NetWare. Dezenas detipos de problema podem fazer com que essa mensagem seja apresentada. Portanto, você deverádiagnosticar o problema para encontrar sua verdadeira origem.Independente de você estar diagnosticando problemas em uma torradeira ou no sistema interno denavegação de um Boeing 747, proceda da seguinte forma:· Divida logicamente o sistema em elementos funcionais.· Com base nos sintomas, determine o