3 - Cibercultura - Rafael Mattos
9 pág.

3 - Cibercultura - Rafael Mattos

Pré-visualização2 páginas
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
29/03/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos - Informática e 
Educação Física 1 
1 
CIBERCULTURA 
2 
\u2022 Ciberespaço é o novo meio de comunicação que 
surge da interconexão mundial dos computadores. 
 
\u2022 Cibercultura é o conjunto de técnicas materiais e 
intelectuais, de práticas, de atitudes, de modos de 
pensamento e de valores que se desenvolvem 
juntamente com o crescimento do ciberespaço. 
3 
\u2022 Comunidade virtual é um grupo de 
pessoas se correspondendo mutuamente 
por meio de computadores interconectados. 
4 
5 6 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
29/03/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos - Informática e 
Educação Física 2 
7 8 
\u2022 Hipertexto é um texto em formato digital, 
reconfigurável e fluido. 
 
\u2022 Ele é composto por blocos ligados por links 
que podem ser explorados em tempo real na 
tela. 
9 10 
11 
\u2022 Lévy reconhece dois fatos: 
 
a) O crescimento do ciberespaço resulta de um movimento 
internacional de jovens ávidos para experimentar, 
coletivamente, formas de comunicação diferentes 
 
b) Estamos vivendo a abertura de um novo espaço de 
comunicação e cabe a nós explorar as potencialidades 
deste espaço no plano econômico, político, cultural e 
humano. 
12 
\u2022 Alguns denunciam a \u201cbarbárie\u201d dos videogames e 
do mundo virtual. 
 
\u2022 Lévy não concorda com isso. 
 
\u2022 Quando o cinema surgiu foi desprezado por todos 
os grandes intelectuais e artistas. 
 
 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
29/03/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos - Informática e 
Educação Física 3 
13 
\u2022 A questão não é ser contra ou a favor das tecnologias, 
mas reconhecer as mudanças em nosso mundo diante 
das novas redes de comunicação. 
 
\u2022 Muitos querem apenas criticar a cibercultura como braço 
do neoliberalismo e do capitalismo. 
 
\u2022 O fato de o telefone gerar milhões para as companhias 
de telecomunicações não significa que não seja 
democratizado. 
 
\u2022 O fato do cinema estar relacionado a uma 
indústria cultural milionária não significa que 
não possamos apreciá-lo como arte. 
 
14 
15 
\u2022 O fato do capitalismo estar influenciando a 
cibercultura não deve nos impedir de apreciá-la. 
 
\u2022 Einstein disse que 3 bombas explodiram no século 
XX: 
a)A bomba demográfica 
b)A bomba atômica 
c) A bomba das telecomunicações 
16 
\u2022 Roy Ascott chama essa bomba das telecomunicações 
de segundo dilúvio. 
 
\u2022 A quantidade de dados se multiplica e se acelera a cada 
dia. 
 
\u2022 A quantidade de links aumenta a cada dia. 
 
\u2022 Há um transbordamento caótico das informações, 
inundação de dados, turbilhões de comunicações. 
17 
\u2022 As telecomunicações permitiram: 
 
a) Contato com outros povos 
b) Transações comerciais internacionais 
c) Troca de saber e conhecimentos 
d) Descoberta das diferenças 
 
 
18 
\u2022 Uma das principais hipóteses de Pierre Lévy é que a 
cibercultura expressa o surgimento de novas formas 
de pensamentos, comportamentos, condutas, ideias, 
valores. 
 
\u2022 A cibercultura se constrói e se estende por meio da 
interconexão das mensagens entre si, por meio da 
vinculação permanente com as comunidades 
virtuais. 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
29/03/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos - Informática e 
Educação Física 4 
19 
AS TECNOLOGIAS TÊM UM 
IMPACTO? 
20 
\u2022 Toda atividade humana é uma interação entre: 
a)Pessoas vivas e pensantes 
b)Entidades materiais naturais e artificiais 
c)Ideias e representações 
 
\u2022 Toda tecnologia é produto de uma sociedade e 
de uma cultura. 
 
\u2022 Toda técnica carrega consigo projetos, 
esquemas imaginários, implicações sociais e 
culturais que revelam relações de força. 
21 
\u2022 Por trás das técnicas agem e reagem ideias, 
projetos sociais, utopias, interesses econômicos, 
estratégias de poder. 
22 
A TECNOLOGIA É 
DETERMINANTE OU 
CONDICIONANTE? 
23 
\u2022 Como toda técnica é produzida dentro de uma 
cultura, toda cultura ou sociedade encontra-se 
condicionada por suas técnicas. 
 
\u2022 Mas não determinada. 
 
\u2022 Dizer que a técnica condiciona significa dizer 
que ela abre possibilidades para determinados 
caminhos. 
 
\u2022 Apesar de muitas possibilidade serem abertas, 
nem todos os caminhos são utilizados. 
24 
\u2022 Uma técnica nunca é boa ou má em si, pois isso 
depende do contexto, do uso, dos pontos de vista. 
 
\u2022 Uma técnica não é neutra, pois é condicionante já 
que abre possibilidades diversas. 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
29/03/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos - Informática e 
Educação Física 5 
25 
A ACELERAÇÃO DAS ALTERAÇÕES 
TÉCNICAS E A INTELIGÊNCIA 
COLETIVA 
26 
\u2022 O principal motor da cibercultura é a 
inteligência coletiva. 
 
\u2022 Quanto maior é a inteligência coletiva, maior é a 
apropriação das alterações técnicas e menores 
os efeitos de exclusão. 
 
\u2022 O ciberespaço é o local da inteligência coletiva. 
 
\u2022 Pesquisadores e estudantes do mundo inteiro 
trocam ideias, artigos, imagens, informações, 
experiências através da internet. 
27 
\u2022 Não podemos negar que o ciberespaço provoca: 
 
a) Isolamento 
 
b) Sobrecarga cognitiva (estresse pela comunicação e pelo 
trabalho diante do computador) 
 
c) Dependência (vício) 
 
d) Dominação dos centros de decisão e de controle 
 
e) Exploração (teletrabalho vigiado) 
 
f) Bobagem coletiva (rumores, intrigas, difamações) 28 
A CIBERCULTURA SERIA 
FONTE DE EXCLUSÃO? 
29 
\u2022 Alguns afirmam que a cibercultura pode provocar 
exclusão, pois para ter acesso é preciso 
estruturas de comunicação e computadores, o 
que exige alto custo em certas regiões do 
mundo. 
 
\u2022 Além disso, a formação de conhecimento para 
montagem e manutenção dessas estruturas 
demandas grandes investimentos. Ex: banda 
larga nacional no Haiti. 
 
\u2022 Para responder a questão da exclusão temos 3 
respostas. 
30 
\u2022 PRIMEIRA RESPOSTA 
 
\u2022 O número de pessoas que participam da 
cibercultura aumenta em ritmo exponencial desde 
os fins dos anos 80. 
 
\u2022 Nem o correio nem o telégrafo tiveram esse 
aumento. 
 
\u2022 Países que não estão inteiramente conectados já 
possuem planejamento para tal. 
 
\u2022 Conclusão: o número de excluídos será cada vez 
menor 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
29/03/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos - Informática e 
Educação Física 6 
31 
\u2022 SEGUNDA RESPOSTA 
 
\u2022 Será cada vez mais fácil e mais barato conectar-
se. 
 
\u2022 Os governos podem estimular a competição entre 
empresas a fim de baratear e democratizar o 
acesso a internet. 
32 
\u2022 TERCEIRA RESPOSTA 
 
\u2022 Qualquer avanço tecnológico acarreta 
inevitavelmente em alguma exclusão 
momentânea 
 
 
33 
A DIVERSIDADE DAS LÍNGUAS E 
DAS CULTURAS ENCONTRA-SE 
AMEAÇADA PELO CIBERESPAÇO? 
34 
\u2022 O inglês é a língua universal. Logo, há um medo 
coerente de um domínio cultural dos Estados Unidos. 
 
\u2022 Imprensa, rádio, cinema e televisão são Mídias de 
Massa. 
 
\u2022 O que significa isso? Dispositivos de comunicação que 
difundem uma informação organizada a partir de um 
centro em direção a periferias. 
 
\u2022 O ciberespaço não é uma mídia de massa. Ele possuí 
inúmeros centros. 
 
\u2022 Isso implica 4 pontos. 
35 
CENTRO 
PERIFERIA 
PERIFERIA 
PERIFERIA 
PERIFERIA 
PERIFERIA 
PERIFERIA 
PERIFERIA 
MÍDIAS DE MASSA 
36 
CENTRO CENTRO 
CENTRO CENTRO 
CENTRO 
CIBERESPAÇO 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
29/03/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos - Informática e 
Educação Física 7 
37 
\u2022 PRIMEIRO PONTO 
 
\u2022 Qualquer indivíduo é livre para dirigir-se, com baixo 
custo, a um vasto público. 
 
\u2022 Qualquer indivíduo é livre para produzir reportagens e 
circular informações sobre certo assunto. 
 
 
 
38 
\u2022 SEGUNDO PONTO 
 
\u2022 Os modos de comunicação no ciberespaço são muito 
variados e o serão ainda mais no futuro. 
 
\u2022 Novas formas de comunicação serão inventadas. 
 
\u2022 Haverá muitas formas de expressão. 
39 
\u2022 TERCEIRO PONTO
Carregar mais