Respostas das Questões - TGE II - 1ª Prova
6 pág.

Respostas das Questões - TGE II - 1ª Prova

Disciplina:Teoria do Estado II24 materiais640 seguidores
Pré-visualização2 páginas
a ser o locus da atuação estatal. Ocorre uma ampliação de suas funções interferindo diretamente na sociedade civil. Não há mais aquela dicotomia Estado x sociedade civil presente no Estado Liberal.

Primazia dos direitos fundamentais de segunda geração (direito à saúde, educação, aposentadoria, igualdade material, etc.) → há uma replanificação dos direitos fudamentais de primeira geração (propriedade privada absoluta → função social da propriedade; liberdade absoluta → liberdade na sociedade; autonomia da soberania da vontade → princípio da boa-fé objetiva; função intra-partes dos contratos → função social dos contratos; etc)

9. Quais são as diferenças entre autoritarismo e totalitarismo?

Hannah Arendt: Diferencia autoritarismo e totalitarismo em seu livro As origens do Totalitarismo

Autoritarismo:

Para Arendt, o autoritarismo representa uma busca pelo controle absoluto do poder, massacrando quaisquer regimes contrários às ideologias do grupo autoritário.

Há uma imposição dos dirigentes, com anormal concentração do poder político. O executivo torna-se o mais alto poder na hierarquia, tendo como subordinados o legislativo e o executivo

Não há participação da sociedade civil no governo

Faceta atual do autoritarismo: traduz governos fortes, sem se constituírem em ditaduras, havendo sobretudo práticas de populismo e fortes controles da imprensa e da oposição

Totalitarismo:

Segundo Arendt, o totalitarismo além de representar a busca pelo poder, tem, como principal objetivo, o Estado como fim em si mesmo

Para tal, tenta-se subordinar todos os aspectos da vida privada à vida pública: tenta-se, além de haver um controle objetivo das oposições, um controle subjetivo. O controle, além de ser heteronômico, é autonômico.

Chega-se a dizer que no Estado Totalitário o indivíduo tem a sua alma possuída pelo Estado: ele tem todos os aspectos de sua vida privada ditadas pela esfera pública.

A ideologia do indivíduo é aquela do Estado. O indivíduo tem repugnância a qualquer outra que seja diversa da do Estado (vide o livro 1984, de George Orwell)

Pressupõe o controle da consciência e do pensamento dos indivíduos.

Não há classes → visão corporativista do Estado, todos ajudando uns aos outros.

Presença de uma polícia política, cerceando a liberdade de pensamento → monopólio estatal da cultura, ensino, meios de comunicação em massa, etc.

Formas como ele se manifestou na história: Fascismo Italiano, Fascismo Nazista, Socialismo Stalinista

Critérios de correção:

Apresentar o que é autoritarismo: 2,5pts

Apresentar o que é totalitarismo: 2,5pts

Diferenciar: 5pts

10. Quais são as características que identificam uma autocracia? Em que tipo de Estado elas

estão inseridas?

11. Faça uma contraposição entre autocracia e democracia.

Autocracia: governo por si próprio.

Carlos Estevam Martins: fundamento da soberania sediado na pessoa do governante ou no seio de uma instituição específica

Diferencia famílias autocráticas e não autocráticas

Ideia central de contraposição entre autocracia e democracia: governo por si próprio e governo para o povo

17. Indique motivos que levaram a ascensão das ditaduras sulamericanas.

Embate entre capitalismo x socialismo

Fragilidade governamental dos países sulamericanos → “excesso de democracia”

Financiamento de golpes e apoio externo (EUA e URSS)

Falibilidade das políticas públicas

Economias galopantes (salvo Argentina)

18. Conceitue tirania e despotismo. Especifique em que medida cada um desses conceitos se

enquadram no Estado Teocrático e no Estado Absolutista.

Tirania:

Platão e Aristóteles: termo utilizado para definir o governo de um único ditador → crises e desagregação de democracia

Bobbio: exercício arbitrário e violento do poder

Despotismo:

Bobbio: relação entre patrão e escravos (déspotes grego)

Montesquieu: governo de uma só pessoa

Voltaire: cria o conceito de “despotismo esclarecido” → o governo do monarca absoluto auxiliado por sábios conselheiros para o bem estar e a felicidade dos súditos → semelhante à República, de Platão

19. Para Carl Schmitt, o que se deve entender por Estado Autoritário?

Soberania estatal contra a soberania dos indivíduos

Estatismo forte → força do Estado

Implementação do Direito por meio da força

Decisionismo e ingerência ampla na vida dos cidadãos

Indivíduos não possuem autonomia privada frente ao Estado

20. Disserte acerca da posição de Carl Schmitt sobre o papel da ditadura na consecução do

direito, levando em conta a definição feita por ele sobre norma jurídica.

Schmitt em “A Ditadura”:

Essência da Ditadura: seperação das normas de direito e das normas de realização de direito

A ditadura está comprometida com o resultado concreto

Definição de norma jurídica é a prática jurídica: a norma jurídica é constituída no caso concreto, não se reduzindo à ideia abstrata → indeterminação do direito

Ditadura teria um papel fulcral na construção da prática jurídica, ao estar comprometida com o resultado concreto

Direito como meio para um fim que é a sociedade

A ditadura realizaria o direito

Soberano como fonte do direito (atividade judicante)

Dois tipos de ditadura

a) Ditadura comissária: ex: ditadura militar brasileira

b) Ditadura soberana: ex: revolução francesa

21. Qual é a posição que Carl Schmitt desenvolve em sua obra “Teologia Política” acerca dos

valores fundantes do Estado?

Conceitos filosóficos são formas secularizadas dos conceitos teológicos

22. Segundo Carl Schmitt, o que se entende por democracia? Justifique levando-se em conta a

crítica feita por ele ao parlamentarismo.

Igualdade entre governantes e governados. Quem governa são os governados

Igualdade substancial

Identidade do povo consigo mesmo → nenhuma representação → crítica ao parlamentarismo

Parlamentarismo → fere a igualdade substancial (homogeneidade do princípio democrático)

No parlamentarismo há negociações de classes entre os partidos. Não existe discussão pública e não há publicidade (interesses aferidos em reuniões fechadas)

A democracia deveria contar com meios efetivos contra aqueles que a colocavam em risco, mesmo que se sobrepondo-se à lei e à excepcionalidade

Soberano como fonte do direito e da excepcionalidade democrática

29. Identifique as fases do Estado Absoluto e relacione-as com o movimento iluminista.

Direito divino (Estado Teológico) e Despotismo Esclarecido

31. Identifique as fases do Estado Social.

Estado Social conservador

Welfare State pleno

Estado distribuidor capitalista