Respostas das Questões - TGE II - 1ª Prova
6 pág.

Respostas das Questões - TGE II - 1ª Prova


DisciplinaTeoria do Estado II35 materiais695 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1. Disserte acerca da diferença entre a liberdade dos antigos e a dos modernos, pressupondo
também o conceito de democracia. Indique, também, as principais características de cada
uma dessas liberdades.
Liberdade dos antigos:
Liberdade se associa à ideia de relação do homem com o estado social
Liberdade do indivíduo no estado
Idéia orgânica de associação política = COMUNIDADE (NINGUÉM PODE SE CONCEBER FORA DA PÓLIS)
Liberdade restrita a poucos, cidadãos da pólis, que poderiam deliberar na Ágora
Relação estrita entre democracia e liberdade \u2192 liberdade há quando o indivíduo pode deliberar
Junção entre ética e política: o bem do Estado acarreta necessariamente o bem do indivíduo e vice versa (um estado virtuoso é aquele que possui cidadãos que agem conforme a virtude)\u2192 conceito de Platão
Nos modernos:
Liberdade do indivíduo em relação ao Estado
Liberdade alargada a todos os indivíduos
Liberdade na esfera privada e não na esfera pública
Teorias contratualistas: Locke, Hobbes, Rousseau (pré-existência de um estado de natureza \u2192 transição para o estado social), Kant
Contrato \u2013 negócio jurídico fruto da autonomia de vontade (crítica de Andityas e Hegel)
A democracia não é mais vista atrelada à liberdade pública, à deliberação, mas sim à participação política do povo
Critérios de correção (10pts): 
Diferenciação entre as liberdades (ao mínimo três): 5pts
Citar a visão de democracia na Antiguidade: 1,5pts
Citar a visão de democracia na Modernidade: 1,5pts
Citar as teorias contratualistas: 2pts
2. Indique os motivos para a crise do Estado Providência.
Alargamento incessante da carga tributária
Crescimento da máquina burocrática \u2192 ineficiência estatal e crescimento da burocracia
Descontrole das contas públicas
Endividamento externo, com agravamento do déficit público
Inflação
Concentração de renda
Estagnação dos salários
Queda nas taxas de crescimento
Habermas: excesso de concentração no espaço público
Corrupção crescente
Nepotismo
Prevalência da ideologia capitalista contraposta a preocupações político-sociais
Critérios de correção (10pts)
Indicar ao menos 5 motivos, explicando cada um deles: 10pts
Cada motivo com explicação correta: 2pts; Citou, mas não explicou corretamente: 1pt
obs: existem vários outros motivos. Bastava citar e explicar.
3. Indique os motivos para a crise do Estado Liberal.
Crises econômicas sucessivas (vide a quebra da bolsa em Nova York) \u2192 recessão econômica
Antagonismo de classes \u2192 concentração de riquezas
Estrutura oligopolista de mercado \u2192 crise de superprodução, falta de mercado consumidor
Profundo desemprego
Falta de regulamentação adequada do mercado bancário
Ascensão de ideias de cunho social
Ascensão de ideias totalitárias (fascismo, socialismo)
Anarquismo do mercado (ideologia do Laissez faire, laissez passer)
Critérios de correção: mesmo do anterior
4. Indique maneiras para se atingir a estabilidade política.
Estabilidade política: crença na estrutura estatal. 
Estrutura estatal adequada \u2192 visão moderna de Estado Justo (Estado igualitário, garantindo direitos de primeira, segunda e terceira gerações)
Participação da sociedade civil na política \u2192 democracia (mecanismos diretos, indiretos e canais de participação)
Atendimento aos interesses de grupos de pressão e respeito a suas ideologias (democracia ideológica) \u2192 respeito a minorias
Estado Democrático de Direito
Samuel Huntington: equilíbrio entre as instituições de input (sobretudo os partidos políticos) e as instituições governamentais de output (que regulam e implementam as políticas públicas)
Critério de correção: 
Indicar ao menos dois motivos, explicando cada um: 10pts
Um motivo bem explicado: 5pts; Citou, mas não explicou bem: 2,0pts
As questões 5 a 9 estão respondidas juntas, de modo a facilitar as coisas
5. Como são concebidos os princípios do Estado de Direito no paradigma do Estado Liberal? E os direitos fundamentais?
Critérios de correção:
Explicar os princípios do Estado de Direito no paradigma do Estado liberal: 8pts
Abordar os direitos fundamentais: 2pts
6. Como é concebida a esfera pública no âmbito do Estado liberal?
Critérios de correção:
Citar e explicar a característica central (esvaziamento do locus público): 7pts
Citar três decorrências: 1 ponto cada
7. Como são concebidos os princípios do Estado de Direito no paradigma do Estado Social? E
os direitos fundamentais?
Critérios de correção: 
Mesmo da questão 5
8. Como é concebida a esfera pública no âmbito do Estado Social?
Critérios de correção:
Mesmo da questão 6 (alargamento do locus público)
Concepção de Bobbio acerca da diferença dos Estados:
Estado de Direito: limite aos poderes do Estado \u2192 sujeição dos poderes do Estado a leis
Estado Liberal (Social): limite das funções do Estado
Estado Liberal: Estado mínimo
Estado Social: Estado máximo
Conceituação de paradigma:
Surge no texto A estrutura das revoluções científicas, do Thomas Kuhn
Apropriado por Habermas, em Fakzität und Geltung
Referem-se a imagens implícitas que se tem da própria sociedade; um conhecimento de fundo, um background que confere às práticas de fazer e de aplicar o Direito numa perspectiva determinada, orientando o projeto de realização de uma comunidade jurídica. Temos uma idéia de sistemas de direitos fundamentais e princípios do Estado de Direito (separação dos poderes, legalidade) que conformam a experiência jurídica de uma determinada época.
Estado liberal:
Divisão entre sociedade civil e sociedade política
Princípios: Sociedade civil - vida individual, família e mercado; divisão estanque dos poderes.
Legislativo como poder mais importante, visto que a lei é considerada como fonte suprema do direito
Executivo implementa o direito, garantido a certeza e a segurança jurídicas e sociais, internas e externas, na paz e na guerra
Judiciário = boca da lei
Ao Estado cabe garantir certeza nas relações sociais
Primazia dos direitos fundamentais de primeira geração: vida, liberdade, propriedade, igualdade formal
Esfera Pública: Esvaziamento da esfera pública = locus do aparelho estatal, que é orientado por uma idéia de liberdade negativa (=não interferência) em relação aos assuntos ditos privados. Só interfere em questões como organização do jogo político, eleições. O indivíduo é cidadão quando vota.
Estado Social
Crise do capitalismo concorrencial - surgimento das democracias de massa
Estado que se assume como agente conformador da realidade social e que busca, inclusive, estabelecer formas de vida concretas, impondo pautas "públicas" de "vida boa".
Ressignificação dos direitos de vida, liberdade, propriedade, segurança e igualdade - IDÉIA DE MATERIALIZAÇÃO DO DIREITO
O cidadão proprietário no Estado liberal passa a ser encarado como o cliente de uma Administração Pública garantidora de bens e serviços
Sistema de regras e princípios otimizáveis, consubstanciadores de valores fundamentais ("ordem material de valores) - Idéia de programas de fins realizáveis no limite do possível
O princípio da separação de poderes também é reinterpretado - Fala-se agora de funções e não em separação dos poderes, de modo que todos os poderes exercem funções de forma cooperativa em prol da unidade da soberania estatal.
Executivo passa a ser dotado de instrumentos jurídicos, inclusive legislativos, de intervenção direta e imediata na economia e na sociedade civil, em nome do "interesse coletivo, público, social ou nacional.
Legislativo passa agora a ter a função de fiscalização e apreciação da atividade da Administração Pública e da atuação econômica
Ao poder judiciário cabe, no exercício da função jurisdicional, aplicar o direito material vigente aos casos concretos submetidos à sua apreciação de modo construtivo, buscando o sentido teleológico de um imenso ordenamento jurídico. Não se prende a literalidade da lei. Deve ser levada mais em conta a eficácia da prestação ou tutela do que propriamente a certeza jurídico-processual formal \u2192 Idéia de Justiça no caso concreto.
Esfera pública passa