4 - Impacto do uso excessivo da internet
9 pág.

4 - Impacto do uso excessivo da internet

Pré-visualização3 páginas
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
24/05/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 1 
O IMPACTO DO USO (EXCESSIVO) DA 
INTERNET NO COMPORTAMENTO SOCIAL 
DAS PESSOAS 
1 
O QUE SIGNIFICA COMPORTAMENTO 
ANORMAL PARA A PSICOLOGIA? 
2 
\u2022 Critérios para definir um comportamento 
anormal: 
 
a) Funções cognitivas deficientes. Ex: memória, 
percepção, juízo, atenção, comunicação 
 
b) Comportamento social desviante 
 
c) Autocontrole deficiente 
 
d) Sofrimento perturbador. Ex: angústia e raiva 
excessivas 3 
\u2022 Como o conceito de anormal é muito complicado, em 
virtude da realidade social, histórica e cultural, é 
preferível utilizar a expressão comportamento 
inadaptado ou inadaptação. 
 
\u2022 Além disso, a definição de anormal tem forte caráter 
subjetivo do sistema médico em virtude de certos 
adjetivos: dependente, amedrontado, passivo, rígido, 
hostil, inflexível, etc. 
 
\u2022 As anormalidades mentais e comportamentais são 
descritas no Manual de Diagnóstico e Estatística das 
Doenças Mentais (DSM-IV,1994) da Associação 
Americana de Psiquiatria (APA). 
4 
TRANSTORNOS MENTAIS E 
DE COMPORTAMENTO 
segundo a CID-10 
5 
1) Transtornos mentais orgânicos 
Ex: Alzheimer, Demências vasculares, Parkinson, 
Delírios, Alucinações, Transtornos Depressivos, 
Transtornos bipolares, Transtornos de 
personalidade, etc. 
 
2) Transtornos mentais e orgânicos decorrentes do 
uso de substâncias psicoativas 
Ex: álcool, opióides, canabinóides, sedativos, 
hipnóticos, cocaína, tabaco, solventes, etc. 
 
3) Esquizofrenias, Transtornos Esquizotípicos, 
Transtornos Delirantes, Transtornos 
Esquizoafetivos 
 
 
6 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
24/05/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 2 
4) Transtornos de Humor 
Ex: Manias psicóticas, Transtornos bipolares, Depressão, 
Transtorno persistente de humor, Transtorno único de humor, 
etc. 
 
5) Transtornos neuróticos relacionados ao estresse e 
somatomorfes 
Ex: fobias, agorafobia, transtornos de ansiedade, transtornos de 
pânico, TOC, transtornos de ajustamento, transtornos 
dissociativos, transtornos de somatização, etc. 
 
6) Síndromes comportamentais associadas a perturbações 
físicas e fisiológicas 
Ex: anorexia, bulimia, hiperfagia, insônia, sonambulismo, 
pesadelos, terror noturno, inapetência sexual, ejaculação 
precoce, vaginismo, impulso sexual excessivo, abuso de 
medicamentos 
7 
7) Transtornos de personalidade e de comportamentos em adultos 
Ex: paranóide, esquizóide, antissocial, personalidade dependente, 
roubo patológico, piromania, transexualismo, transtorno de 
identidade, pedofilia, exibicionismo, voyeurismo, etc. 
 
8) Retardo Mental 
Ex: leve, moderado, grave, profundo, não especificado, etc. 
 
9) Transtornos do Desenvolvimento Psicológico 
Ex: fala, linguagem, habilidades escolares, autismo, etc. 
 
10) Transtornos Emocionais e de comportamento na infância e 
adolescência 
Ex: hipercinética, conduta, ansiedade de separação, fobia, 
rivalidade, tiques, enurese, gagueira, fala desordenada, etc. 
8 
TRANSTORNO DE COMPORTAMENTO 
E INTERNET? 
9 
\u2022 A comodidade, facilidade e conveniência de trabalhar, 
obter produtos e conversar com amigos e com 
desconhecidos pela web, sem precisar sair de casa, estão 
trazendo cada vez mais adeptos para a Internet. 
 
\u2022 Com esta nova tecnologia é possível comprar produtos de 
qualquer lugar do mundo, buscar informações sobre 
qualquer assunto nas mais diferentes bases de dados ou 
bibliotecas e também conversar com outras pessoas 
através dos chats (sala de bate papos), a qualquer hora do 
dia ou da noite. 
10 
\u2022 Estamos na chamada era da Cibercultura 
que, para Pierre Lévy, \u201cé o conjunto de 
técnicas, de práticas, de atitudes, de 
modos de pensamento e de valores que 
se desenvolvem juntamente com o 
crescimento do ciberespaço\u201d. 
 
11 
\u2022 Todos esses atrativos estão levando as 
pessoas a passar mais tempo na frente do 
computador. 
 
\u2022 Isto acontece inclusive com as crianças, que 
buscam na Internet diversão e informação. 
 
\u2022 Esta nova maneira de viver exige reflexão e 
discussão quanto à socialização das pessoas. 
 
\u2022 Muitos autores criticam o uso excessivo do 
computador, alegando que este comportamento 
pode causar isolamento social. 
12 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
24/05/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 3 
\u2022 A Internet está gerando uma onda de isolamento 
social e alimentando o fantasma de um mundo 
sem contato humano ou emoções? 
13 
\u2022 A internet ocupa o tempo antes destinado a outras 
formas de lazer e ao convívio social. 
14 
INTERNET E O 
COMPORTAMENTO SOCIAL 
15 
\u2022 Nos Estados Unidos, pesquisas na área da 
psicologia comportamental tiveram início em 
meados da década de 90. 
 
\u2022 O primeiro a usar o termo dependência de Internet 
foi Goldberg, em 1995, que a considerou como 
uma categoria diagnóstica caracterizada por 
compulsivo e patológico uso da Internet, 
propondo, como categoria diagnóstica, o 
transtorno do uso patológico de computador 
para aqueles em que a utilização excessiva do 
computador causa prejuízo em seu funcionamento 
físico, psicológico, interpessoal, conjugal, 
econômico e/ou social. 
16 
\u2022 Internet addiction ou Pathological Internet 
Use (PIU). 
17 
(TE WILDT et al, 2010) (TE WILDT et al, 2010) 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
24/05/2012 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 4 
(TE WILDT et al, 2010) 
\u2022 Young (1996) iniciou seu trabalho tomando como 
base algumas pesquisas que tinham sido 
divulgadas mostrando que alguns usuários 
estavam se tornando viciados na Internet, 
estabelecendo uma dependência similar à 
acarretada por outros vícios, como drogas, 
álcool ou jogos, com impacto no nível de 
desempenho escolar e profissional. 
 
\u2022 A idéia de Young era fazer um estudo exploratório 
para investigar se o usuário excessivo de 
Internet podia ser considerado viciado e 
identificar a extensão do problema criado pela 
nova tecnologia. 
20 
\u2022 Young conseguiu identificar dois tipos de usuário: 
os dependentes de Internet e os não 
dependentes de Internet. 
 
\u2022 Os dependentes apontaram as seguintes 
característica: 
 a) Uso inicial recente (de 6 meses a 1 ano) 
 b) média de 38,5 horas on-line por semana para 
uso de natureza não profissional 
 
\u2022 Já os não dependentes: 
 a) utilizavam a Internet a mais de um ano 
 b) média de 5 horas por semana 21 22 
Recente é o uso 
da internet e o 
número de horas 
de utilização 
para fins não-
profissionais 
Probabilidade do 
usuário ser 
categorizado 
com \u201cuso 
patológico da 
internet\u201d 
TE WILDT, B.T. et al. Pathological Internet use and psychiatric disorders: A cross-sectional 
study on psychiatric phenomenology and clinical relevance of Internet dependency. The 
European Journal of Psychiatry, Zaragoza, v. 24, n. 3, p. 136-145, 2010. 
23 
Uso 
patológico 
da Internet 
Histórico 
psiquiátrico 
Uso 
patológico 
da Internet 
Doenças 
psiquiátricas 
SHAPIRA, N.A.; GOLDSMITH, T.D.; KECK, P.E.; MKHOSLA, U.D.; MCELROY, 
S.L. Psychiatric features of individuals with problematic internet use. Affective 
Disorders, v. 57, n. 1, p. 267-272, January 2000 . 
YELLOWLEES, P.M.; MARKS, S. Problematic Internet use or Internet 
addiction? Computers in Human Behavior, v. 23, n. 3, p. 1447-1453, may 
2007. 
\u2022 O critério quantidade de horas vem sendo 
motivo de discussão nas pesquisas realizadas 
por outros autores como Brenner (1996), Egger 
(1996) e Thompson (1996). 
 
\u2022 Um dado significativo para a análise é o 
impacto do uso da Internet sobre a vida do 
indivíduo. 
 
\u2022 Assim, deve-se avaliar o grau de prejuízo 
social, financeiro, afetivo e profissional 
desencadeados pelo uso patológico da 
Internet. 
 
24 
Prof. Dr. Rafael Mattos 
(profmattos2010@gmail.com) 
24/05/2012