Direito Penal - 2008-Bimestre - 3-4 Bimestres
53 pág.

Direito Penal - 2008-Bimestre - 3-4 Bimestres


DisciplinaDireito Penal I56.806 materiais958.154 seguidores
Pré-visualização24 páginas
efeito de reincidência: I - não prevalece a condenação anterior, se entre a data do cumprimento ou extinção da pena e a infração posterior tiver decorrido período de tempo superior a 5 (cinco) anos, computado o período de prova da suspensão ou do livramento condicional, se não ocorrer revogação; II - não se consideram os crimes militares próprios e políticos.
\ufffd LEP \u2013 Dos Regimes - Art. 118. A execução da pena privativa de liberdade ficará sujeita à forma regressiva, com a transferência para qualquer dos regimes mais rigorosos, quando o condenado: I - praticar fato definido como crime doloso ou falta grave;
\ufffd LEP \u2013 Das Faltas Disciplinares - Art. 50. Comete falta grave o condenado à pena privativa de liberdade que: I - incitar ou participar de movimento para subverter a ordem ou a disciplina; II - fugir; III - possuir, indevidamente, instrumento capaz de ofender a integridade física de outrem; IV - provocar acidente de trabalho; V - descumprir, no regime aberto, as condições impostas; VI - inobservar os deveres previstos nos incisos II e V, do artigo 39, desta Lei. VII \u2013 tiver em sua posse, utilizar ou fornecer aparelho telefônico, de rádio ou similar, que permita a comunicação com outros presos ou com o ambiente externo. \ufffd HYPERLINK "http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11466.htm" \l "art1" \ufffd(Incluído pela Lei nº 11.466, de 2007)\ufffd. Parágrafo único. O disposto neste artigo aplica-se, no que couber, ao preso provisório.
\ufffd CP \u2013 Das Penas Privativas de Liberdade - Reclusão e detenção - Art. 33 - A pena de reclusão deve ser cumprida em regime fechado, semi-aberto ou aberto. A de detenção, em regime semi-aberto, ou aberto, salvo necessidade de transferência a regime fechado. § 1º - Considera-se: a) regime fechado a execução da pena em estabelecimento de segurança máxima ou média; b) regime semi-aberto a execução da pena em colônia agrícola, industrial ou estabelecimento similar; c) regime aberto a execução da pena em casa de albergado ou estabelecimento adequado. § 2º - As penas privativas de liberdade deverão ser executadas em forma progressiva, segundo o mérito do condenado, observados os seguintes critérios e ressalvadas as hipóteses de transferência a regime mais rigoroso: a) o condenado a pena superior a 8 (oito) anos deverá começar a cumpri-la em regime fechado; b) o condenado não reincidente, cuja pena seja superior a 4 (quatro) anos e não exceda a 8 (oito), poderá, desde o princípio, cumpri-la em regime semi-aberto; c) o condenado não reincidente, cuja pena seja igual ou inferior a 4 (quatro) anos, poderá, desde o início, cumpri-la em regime aberto. § 3º - A determinação do regime inicial de cumprimento da pena far-se-á com observância dos critérios previstos no art. 59 deste Código. § 4º - O condenado por crime contra a administração pública terá a progressão de regime do cumprimento da pena condicionada à reparação do dano que causou, ou à devolução do produto do ilícito praticado, com os acréscimos legais.
\ufffd LEP \u2013 Dos Regimes - Art. 112. A pena privativa de liberdade será executada em forma progressiva com a transferência para regime menos rigoroso, a ser determinada pelo juiz, quando o preso tiver cumprido ao menos um sexto da pena no regime anterior e ostentar bom comportamento carcerário, comprovado pelo diretor do estabelecimento, respeitadas as normas que vedam a progressão. \ufffd HYPERLINK "http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.792.htm" \l "art112" \ufffd(Redação dada pela Lei nº 10.792, de 1º.12.2003)\ufffd. § 1o A decisão será sempre motivada e precedida de manifestação do Ministério Público e do defensor. \ufffd HYPERLINK "http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.792.htm" \l "art112" \ufffd(Redação dada pela Lei nº 10.792, de 1º.12.2003)\ufffd.
\ufffd CP \u2013 Das Penas Privativas de Liberdade - Regras do regime fechado - Art. 34. O trabalho poderá ser gerenciado por fundação, ou empresa pública, com autonomia administrativa, e terá por objetivo a formação profissional do condenado. § 1o. Nessa hipótese, incumbirá à entidade gerenciadora promover e supervisionar a produção, com critérios e métodos empresariais, encarregar-se de sua comercialização, bem como suportar despesas, inclusive pagamento de remuneração adequada. \ufffd HYPERLINK "http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.792.htm" \l "art34§1" \ufffd(Renumerado pela Lei nº 10.792, de 1º.12.2003)\ufffd. § 2o Os governos federal, estadual e municipal poderão celebrar convênio com a iniciativa privada, para implantação de oficinas de trabalho referentes a setores de apoio dos presídios. \ufffd HYPERLINK "http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.792.htm" \l "art34§1" \ufffd(Incluído pela Lei nº 10.792, de 1º.12.2003)\ufffd.
\ufffd LEP \u2013 Da Penitenciária - Art. 87. A penitenciária destina-se ao condenado à pena de reclusão, em regime fechado. Art. 90. A penitenciária de homens será construída, em local afastado do centro urbano, à distância que não restrinja a visitação.
\ufffd LEP \u2013 Do Trabalho Interno - Art. 31. O condenado à pena privativa de liberdade está obrigado ao trabalho na medida de suas aptidões e capacidade. Parágrafo único. Para o preso provisório, o trabalho não é obrigatório e só poderá ser executado no interior do estabelecimento.
\ufffd LEP \u2013 Da Penitenciária - Art. 36. O trabalho externo será admissível para os presos em regime fechado somente em serviço ou obras públicas realizadas por órgãos da Administração Direta ou Indireta, ou entidades privadas, desde que tomadas as cautelas contra a fuga e em favor da disciplina.
\ufffd LEP \u2013 Dos Deveres, dos Direitos e da Disciplina \u2013 Das faltas disciplinares - Art. 50. Comete falta grave o condenado à pena privativa de liberdade que: I - incitar ou participar de movimento para subverter a ordem ou a disciplina; II - fugir; III - possuir, indevidamente, instrumento capaz de ofender a integridade física de outrem; IV - provocar acidente de trabalho; V - descumprir, no regime aberto, as condições impostas; VI - inobservar os deveres previstos nos incisos II e V, do artigo 39, desta Lei. VII \u2013 tiver em sua posse, utilizar ou fornecer aparelho telefônico, de rádio ou similar, que permita a comunicação com outros presos ou com o ambiente externo. \ufffd HYPERLINK "http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11466.htm" \l "art1" \ufffd(Incluído pela Lei nº 11.466, de 2007)\ufffd. Parágrafo único. O disposto neste artigo aplica-se, no que couber, ao preso provisório.
\ufffd LEP \u2013 Dos Deveres, dos Direitos e da Disciplina \u2013 Das Sanções e das Recompensas - Art. 53. Constituem sanções disciplinares: I - advertência verbal; II - repreensão; III - suspensão ou restrição de direitos (artigo 41, parágrafo único); IV - isolamento na própria cela, ou em local adequado, nos estabelecimentos que possuam alojamento coletivo, observado o disposto no artigo 88 desta Lei. V - inclusão no regime disciplinar diferenciado. \ufffd HYPERLINK "http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.792.htm" \l "art53v" \ufffd(Incluído pela Lei nº 10.792, de 1º.12.2003)\ufffd.
\ufffd CP \u2013 Das Penas Privativas de Liberdade - Reclusão e detenção - Art. 33 - A pena de reclusão deve ser cumprida em regime fechado, semi-aberto ou aberto. A de detenção, em regime semi-aberto, ou aberto, salvo necessidade de transferência a regime fechado. § 1º - Considera-se: a) regime fechado a execução da pena em estabelecimento de segurança máxima ou média; b) regime semi-aberto a execução da pena em colônia agrícola, industrial ou estabelecimento similar; c) regime aberto a execução da pena em casa de albergado ou estabelecimento adequado. § 2º - As penas privativas de liberdade deverão ser executadas em forma progressiva, segundo o mérito do condenado, observados os seguintes critérios e ressalvadas as hipóteses de transferência a regime mais rigoroso: a) o condenado a pena superior a 8 (oito) anos deverá começar a cumpri-la em regime fechado; b) o condenado não reincidente, cuja pena seja superior a 4 (quatro) anos e não exceda a 8 (oito), poderá, desde o princípio, cumpri-la em regime semi-aberto; c) o condenado não reincidente, cuja pena