FIB - REVIS- ¦ÃO AV1 2008.1l

FIB - REVIS- ¦ÃO AV1 2008.1l

Disciplina:Refino de Petróleo90 materiais371 seguidores
Pré-visualização4 páginas
pode ser:

 Em terra (onshore)
 No mar (offshore)

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
POÇOS DE PETRÓLEO

 São muitas as formas de classificação dos poços de petróleo:
 Quanto à sua trajetória

 Verticais;
 Direcionais;
 Horizontais;
 Multilaterais.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
POÇOS DE PETRÓLEO

 Quanto a finalidade :

 Estratigráfico(informações sobre uma bacia);
 Pioneiro (verificar uma estrutura mapeada);
 De produção (para produzir hidrocarbonetos);
 De injeção (Para injetar água ou gás nos reservatórios).

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
Características do Petróleo Bruto

O petróleo bruto possui em sua composição uma cadeia de hidrocarbonetos, cujas frações leves formam os gases e as frações pesadas o óleo cru. A distribuição destes percentuais de hidrocarbonetos é que define os diversos tipos de petróleo existentes no mundo.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
Características do Petróleo Bruto

De acordo com a predominância dos hidrocarbonetos encontrados no óleo cru, o petróleo é classificado em:

1 - Parafínicos
2 - Naftênicos
3 - Mistos
4 - Aromáticos

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
O REFINO DO PETRÓLEO

 Apesar da separação da água, óleo, gás e sólidos produzidos, ocorrer em estações ou na própria unidade de produção, é necessário o processamento e refino da mistura de hidrocarbonetos proveniente da rocha reservatório, para a obtenção dos componentes que serão utilizados nas mais diversas aplicações (combustíveis, lubrificantes, plásticos, fertilizantes, medicamentos, tintas, tecidos, etc..). As técnicas mais utilizadas de refino são:I) destilação, II) craqueamento térmico, III) alquilação e IV

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
O PETRÓLEO

 Em 1972, houve a primeira crise do setor, quando um grupo de cientista de Roma alertou o mundo para um possível déficit que poderia acontecer em uma década e que as reservas de petróleo conhecidas estariam esgotadas em 50 anos caso o consumo continuasse naquela velocidade.

 Isto foi o suficiente para a OPEP reduzir sua produção e triplicar os preços do óleo cru.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
O PETRÓLEO

 Neste cenário, grandes descobertas em regiões antes inviáveis economicamente, conduziram outros países à investir neste seguimento, passando a lugar de destaque, ensejado inclusive o aprimoramento de novas técnicas.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
O PETRÓLEO

 Em 1979, outra crise mundial abalou o mercado, em detrimento da revolução islâmica no Irã, um dos maiores exportadores de Petróleo. Esta crise política levou o preço do barril de petróleo ao equivalente à U$80,00. Seguindo tendência de baixa até 1986, estabilizando-se entre U$20,00 e U$30,00.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
UM POUCO DE HISTÓRIA NO BRASIL

 Modernamente, a história do petróleo no Brasil é dividida em fases distintas, iniciando no século passado (1858), até a flexibilização do monopólio, marcada pelo advento da lei n° 9.478 de 06 de agosto de 1997.

 Sobre este assunto, a turma deverá ser dividida em equipes para realização de debates em sala de aula e entrega e trabalho escrito.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
A ORIGEM DO PETRÓLEO

 O petróleo tem origem a partir da decomposição da matéria orgânica resultante de restos de animais e plantas juntamente com rochas sedimentares, que após longo tempo sofrendo ações bacterianas e químicas, ativadas pelo aumento de pressão, acabam por se transformar em hidrocarbonetos.

 M.O. + Rochas sedimentares + pressão + temperatura = Hidrocarbonetos

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
A ORIGEM DO PETRÓLEO

 Os ambientes que inibem a permeabilidade da água e a quantidade de oxigênio existente, contribuem com as condições ideais para a formação do petróleo.

 A Rocha que permite estas condições é conhecida como “Rocha Geradora”

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
A ORIGEM DO PETRÓLEO

 Após o processo de formação é necessário que o óleo migre para alguma “armadilha geológica”, que é outra rocha porosa e permeável, chamada de “Rocha Reservatório”, até encontrar uma rocha selante (impermeável), que permita que o óleo ali se confine. (sem este confinamento não seria possível a formação do petróleo)

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
POÇOS DE PETRÓLEO

 A tecnologia envolvendo a perfuração de poços se desenvolveu bastante nos últimos anos, permitindo o alcance de profundidades antes inimagináveis, acima de 6000 m de profundidade.

 A perfuração pode ser:

 Em terra (onshore)
 No mar (offshore)

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
POÇOS DE PETRÓLEO

 São muitas as formas de classificação dos poços de petróleo:
 Quanto à sua trajetória

 Verticais;
 Direcionais;
 Horizontais;
 Multilaterais.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
POÇOS DE PETRÓLEO

 Quanto a finalidade :

 Estratigráfico(informações sobre uma bacia);
 Pioneiro (verificar uma estrutura mapeada);
 De produção (para produzir hidrocarbonetos);
 De injeção (Para injetar água ou gás nos reservatórios).

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
CARACTERÍSTICAS DO PETRÓLEO BRUTO

 O petróleo bruto possui em sua composição uma cadeia de hidrocarbonetos, cujas frações leves formam os gases e as frações pesadas o óleo cru. A distribuição destes percentuais de hidrocarbonetos é que define os diversos tipos de petróleo existentes no mundo.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
CARACTERÍSTICAS DO PETRÓLEO BRUTO

 De acordo com a predominância dos hidrocarbonetos encontrados no óleo cru, o petróleo é classificado em:

 1 - Parafínicos
 2 - Naftênicos
 3 - Mistos
 4 - Aromáticos

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
1 – Parafínicos

Quando existe predominância de hidrocarbonetos parafínicos. Este tipo de petróleo produz subprodutos com as seguintes propriedades:

- Gasolina de baixo índice de octanagem. - Querosene de alta qualidade. - Óleo diesel com boas características de combustão. - Óleos lubrificantes de alto índice de viscosidade, elevada estabilidade química e alto ponto de fluidez. - Resíduos de refinação com elevada percentagem de parafina. - Possuem cadeias retilíneas.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
2 – Naftênicos

Quando existe predominância de hidrocarbonetos naftênicos. O petróleo do tipo naftênico produz subprodutos com as seguintes propriedades principais:

Gasolina de alto índice de octanagem. - Óleos lubrificantes de baixo resíduo de carbono. - Resíduos asfálticos na refinação. - Possuem cadeias em forma de anel.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
3 - Mistos

Quando possuem misturas de hidrocarbonetos parafínicos e naftênicos, com propriedades intermediárias, de acordo com maior ou menor percentagem de hidrocarbonetos parafínicos e neftênicos.

4 – Aromáticos

Quando existe predominância de hidrocarbonetos aromáticos. Este tipo de petróleo é raro, produzindo solventes de excelente qualidade e gasolina de alto índice de octonagem. Não se utiliza este tipo de petróleo para a fabricação de lubrificantes.

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
O REFINO DO PETRÓLEO

 Após a seleção do tipo desejável de óleo cru, os mesmos são refinados através de processos que permitem a obtenção de óleos básicos de alta qualidade, livres de impurezas e componentes indesejáveis.

 Derivados de Petróleo: produtos decorrentes da transformação do petróleo

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA

*
*
*

GESTÃO PARA A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA
O REFINO DO PETRÓLEO

 Refino ou Refinação: conjunto de processos destinados