Refino_do_Petroleo
109 pág.

Refino_do_Petroleo

Disciplina:Refino de Petróleo90 materiais371 seguidores
Pré-visualização21 páginas
Seções da Coluna de Destilação................................................... 40

3.4.4: Mecanismo de Funcionamento de uma Torre de Destilação
Convencional ................................................................................................. 41

3.5: Conclusões do Capítulo.............................................................................. 42
Capítulo 4: Curvas de Destilação e Nível de Fracionamento ................................ 43

4.1: Curvas de Destilação.................................................................................. 43
4.1.1: Curvas ASTM (American Society For Testing And Materials).............. 43
4.1.2: Curva PEV (Ponto de Ebulição Verdadeiro)......................................... 44
4.1.3: Comparação Entre as Curvas ASTM e PEV ........................................ 46

 5

4.2: Nível de Fracionamento.............................................................................. 46
4.3: Conclusões do Capítulo.............................................................................. 49

Capítulo 5: Torre de Destilação Atmosférica (T-2103) .......................................... 50
5.1: Seção de Fracionamento............................................................................ 50
5.2: Seção de Retificação.................................................................................. 51
5.3: Objetivos e Tipos de Refluxos da T-2103................................................... 52

5.3.1: Refluxo Interno..................................................................................... 52
5.3.2: Refluxo de Topo................................................................................... 52
5.3.3: Refluxo Circulante ................................................................................ 53

5.4: Detalhes dos Produtos e Frações da T-2103 ............................................. 54
5.4.1: Nafta DD (Destilação Direta)................................................................ 54
5.4.2: Querosene ........................................................................................... 54
5.4.3: Gasóleos Atmosféricos (Diesel Leve e Pesado) .................................. 54

5.5: Conclusões do Capítulo.............................................................................. 55
Capítulo 6: Inferências e Controle Avançado ........................................................ 56

6.1: Inferências – Conceito e Utilidade .............................................................. 56
6.2: Controle Avançado ..................................................................................... 58
6.3: Conclusões do Capítulo.............................................................................. 59

Capítulo 7: Programa de Inferências da Destilação ASTM ................................... 60
7.1: Introdução................................................................................................... 60

7.1.1: Controle Avançado na Unidade de Destilação Atmosférica ................. 61
7.1.2: Cálculo das Propriedades Internas da T-2103 ..................................... 61

7.1.2.1: Variáveis Calculadas para cada Seção ......................................... 62
7.1.2.2: Inferência da Destilação ASTM dos produtos da T-2103 .............. 62

7.1.3: Considerações Sobre o Fracionamento para o Programa de Inferências
....................................................................................................................... 63

7.2: Visão Geral do Programa Principal de Inferência da Torre Atmosférica..... 66
7.2.1: Declaração das Partes da Torre Atmosférica....................................... 67
7.2.2: Inicialização das Partes da Torre Atmosférica ..................................... 67
7.2.3: Ligação das Partes da Torre Atmosférica ............................................ 68
7.2.4: Loop Principal do Programa de Inferência ........................................... 70

7.3: A Função que Calcula as Propriedades...................................................... 70
7.4: Filtros e Wegstein ....................................................................................... 71
7.5: Visão Mais Detalhada da Função Lê Dados Pertencente ao Loop Principal
........................................................................................................................... 71
7.6: Visão Mais Detalhada da Função Calcula Torre Pertencente ao Loop
Principal ............................................................................................................. 72
7.7: Visão Mais Detalhada da Função Escreve Resultados Pertencente ao Loop
Principal ............................................................................................................. 72
7.8: Funções Importantes Utilizadas Pela Função Calcula Torre ...................... 73
7.9: Funções Auxiliares Contidas Fora do Código do Programa Principal ........ 74
7.10: Inclusão de LCO no Programa ................................................................. 75
7.11: Conclusões do Capítulo............................................................................ 76

Capítulo 8: Ajuste dos Coeficientes Estatísticos do Inferidor ................................ 77
8.1: Criação dos Primeiros Arquivos de Leitura, e Correções Visando Total
Utilização ........................................................................................................... 79

 6

8.2: Calibração do Programa com o Conjunto Inicial de Dados Baseado em
Médias ............................................................................................................... 82
8.3: Outliers ....................................................................................................... 85
8.4: Valores Iniciais do Programa e Múltiplas Iterações .................................... 85
8.5: Mais Iterações, e Leitura no Tempo ao Invés de Médias............................ 88
8.6: Conclusões do Capítulo.............................................................................. 92

Capítulo 9: Diesel Intermediário, Validação, Acompanhamento e Resultados...... 93
9.1: Validação com os Coeficientes Baseados em Médias ............................... 95
9.2: Validação com os Coeficientes Baseados em Leituras no Tempo ............. 96
9.3: Acompanhamento do Programa Rodando no Servidor e Resultados Obtidos
........................................................................................................................... 97
9.4: Problema Encontrado no Acompanhamento, e Soluções......................... 100
9.5: Finalizando o Projeto ................................................................................ 102
9.6: Conclusões do Capítulo............................................................................ 102

Capítulo 10: Conclusões e Perspectivas............................................................. 103
Capítulo 11: Referências Bibliográficas............................................................... 105

 7

Índice de Figuras

Figura 1: Refinaria Presidente Getúlio Vargas – REPAR. ................................................................ 13
Figura 2: Sistema de terminais marítimos e oleodutos da REPAR. ................................................. 14
Figura 3: Fluxograma Geral das Principais Unidades de Processo da Refinaria............................. 15
Figura 4: Unidade de Destilação da REPAR .................................................................................... 16
Figura 5: Fluxograma Simplificado da Unidade de Destilação da REPAR....................................... 17
Figura 6: Torre de Destilação Atmosférica........................................................................................ 19
Figura 7: Torre de Destilação a Vácuo. ............................................................................................ 20
Figura 8: Pressão de Vapor. .............................................................................................................