Modelo de Projeto-SALVADOR-CONVENTION - CENTER
28 pág.

Modelo de Projeto-SALVADOR-CONVENTION - CENTER

Disciplina:Empreendedorismo9.550 materiais59.731 seguidores
Pré-visualização5 páginas
EQUIPAMENTOS R$ 3.000,00 R$ 3.000,00 R$ 3.000,00 R$ 3.000,00

TOTAIS R$ 18.000,00 R$ 18.000,00 R$ 18.000,00 R$ 18.000,00

QUADRO 14 – RECEITA DE VENDAS TOTAL (1º ANO)

PRODUTOS/ SERVIÇOS RECEITA TOTAL DO 1º ANO

LOCAÇÃO SALA R$ 216.000,00

LOCAÇÃO EQUIPAMENTOS R$ 36.000,00

TOTAIS R$ 252.000,00

 23

2.8 ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO

2.8.1 Infra-estrutura

4 Opções de espaços fixos e reversíveis;

4 Sistema de segurança e prevenção de incêndio;

4 Manobrista;

4 Recepcionista;

4 Elevadores Privativos;

4Restaurante / Bar (terceirizado);

4 Funcionamento 24hrs, (caso necessário);

2.9 JUSTIFICATIVA ECONÔMICA

QUADRO 16: RESULTADO OPERACIONAL

ITENS 2005 (R$)

+ Receita Bruta 252.000,00

- Impostos sobre vendas (14.616,00)

= Receita Liquida 237.384,00

- Custos (15.000,00)

= Lucro bruto 222.384,00

- Despesas operacionais (96.307,30)

= Lucro operacional liquido 126.076,70

+ Depreciação 6.713,86

= Capacidade de pagamento liquido 132.790,56

- Financiamentos (10.627,30)

PRESIDÊNCIA

DIRETOR

FINANCEIRO

DIRETOR

ADMINISTRATIVO

DIRETOR COMERCIAL

E DE MARKETING

DIRETOR

DE TECNOLOGIA

 24

QUADRO 16: RESULTADO OPERACIONAL

= Geração de caixa liquido 122.163,26

1. Investimento fixo (33.569,30)

2. Capital de giro liquido (3.152,00)

= Fluxo de caixa 85.441,96

QUADRO 17: RESULTADO OPERACIONAL

ITENS VALORES (R$)

1. Receita Operacional 252.000,00

2. Custos Variáveis (15.000,00)

3. Custos Fixos (126.524,54)

 3.1 Mão-de-Obra e encargos sociais 8.640,00

 3.2 Outros Custos 117.884,54

4. Financiamento (10.080,00)

5. Lucro Liquido 110.475,46

6. Margem de Contribuição 237.000,00

7. Ponto de Equilibro 53,00 %

8. Lucratividade 43,00%

9. Taxa Interna de Retorno 33,00 %

� LUCRO LÍQUIDO

Para o cálculo do Lucro Líquido, a receita operacional foi subtraída do custo total.

LL = R – ( CF + CV )

R – Receita Operacional: R$ 252.000,00

CF – Custos Fixos: R$ 126.524,54

Cv – Custos Variáveis: R$ 15.000,00

LL = 252.000,00 – (126.524,54+ 15.000,00)

LL = 110.475,46

 25

���� MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO

Para o cálculo da Margem de Contribuição, a receita operacional foi subtraída pelo

custo variável.

M = R – Cv

M = 252.000,00 – 15.000,00

M = 237.000,00

���� PONTO DE NIVELAMENTO

O ponto de nivelamento é o ponto mínimo que a empresa pode operar sem que haja

prejuízo, ou seja, ponto de equilibro, onde, em linhas gerais, a receita é igual às

despesas. É calculado dividindo-se a valor do custo fixo pela margem de

contribuição.

PN = CF / M

PN = 126.524,54/ 237.000,00

PN: Ponto de nivelamento: 53,00 %

O ponto de nivelamento, ou ponto onde a receita é igual às despesas é de 53,00 %.

Sendo assim, o empreendimento começará a adquirir lucro quando estiver operando

a mais que esse número.

���� LUCRATIVIDADE

A Lucratividade é calculada através da divisão entre o lucro líquido e a receita

operacional.

Lc = LL / R

Lc = 110.475,46/ 252.000,00

Lc = 43,00%

 26

���� TAXA DE RETORNO DO INVESTIMENTO

A Taxa Interna de Retorno é calculada através da divisão entre o investimento total e

lucro líquido.

TX = I / LL

I – Investimento Total: Investimento próprio + Investimento Financiado

TX = (26.641,30+10.080,00) / 110.475,46

TX = 33,00 %

 2.10 CONCLUSÕES

Em meio a estas analises podemos observar que o investimento é viável e que a

eficiência marginal do capital é atrativa, sendo mais rentável aplicá-lo neste

empreendimento do que no mercado financeiro, tendo a taxa de juros do mercado

vigente.

Podemos verificar a viabilidade do Projeto baseado nos estudos e expectativas de

comportamento do mercado. Os sócios acreditam no crescimento financeiro bem

como o retorno do investimento dentro de um curto espaço de tempo. Os mesmos

sabem da importância de efetivação de mudanças no projeto ao longo do período,

devido às prováveis mudanças no comportamento do mercado.

Este projeto também tem uma função social, já que o turismo de negócios beneficia

toda a cidade. Estes eventos tornaram-se uma forma poderosa de alavancar

preciosos recursos para desenvolver e melhorar a qualidade de vida local. Toda

comunidade participa da economia gerada pelos eventos, que dá vida a mais de

oitenta modalidades de serviços necessários ao desempenho dos eventos e de seus

participantes, desde o restaurante a hotelaria. Do transporte urbano ao aluguel de

carros e outras atividades que geram emprego e aumenta a arrecadação do

município.

 27

3 ANEXOS

3.1 BALANÇO PATRIMONIAL E BALANÇO DE ABERTURA

QUADRO 18: BALANÇO PATRIMONIAL DO CAPITAL SOCIAL

ATIVO PASSIVO

CAIXA R$ 3.152,00

PERMANENTE R$ 23.489,30

Móveis e Utensílios R$ 9.720,00

Equipamentos R$ 11.130,00

Despesas c/ Implantação R$ 12.719,30

PATRIMÔNIO LIQUIDO

Capital Social R$ 26.641,30

 Empréstimo R$ 10.080,00

TOTAL R$ 36.721,30

TOTAL R$ 36.721,30

QUADRO 19: BALANÇO DE ABERTURA

ATIVO PASSIVO

CIRCULANTE R$ 10.080,00

Caixa R$ 3.152,00

PERMANENTE R$ 33.569,30

Móveis e Utensílios R$ 9.720,00

Equipamentos R$ 11.130,00

Financiamento R$ 10.080,00

DIFERIDO

Despesas c/ Implantação R$ 12.719,30

PATRIMONIO LIQUIDO R$ 26.641,30

Capital Social R$ 26641,30

TOTAL R$ 36.721,30

TOTAL (cap.social+financ.) R$

36.721,30

Fonte: Equipe de projeto 2006

 28

3.2 CONTRATO SOCIAL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE POR COTAS

DE RESPONSABILIDADE LIMITADA DENOMINADA:

“SALVADOR CONVENTION CENTER”