AV1 EXERCÍCIOS CORRIGIDOS - DIR. CONST. II
7 pág.

AV1 EXERCÍCIOS CORRIGIDOS - DIR. CONST. II

Disciplina:Direito Constitucional II4.375 materiais93.156 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Tal norma regulamenta o sistema de moto-service regular e extraordinário, bem como estipula as exigências para os veículos motocicletas.

O Procurador-Geral da República resolve então ajuizar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a Lei Distrital por considerá-la incompatível com o comando constitucional insculpido no art. 22, inciso XI da Constituição de 1988.

A partir das considerações feitas, responda, justificadamente:

 

1)    Na hipótese acima, assiste razão ao Procurador-Geral da República (PGR) para pedir a inconstitucionalidade da Lei Distrital que cria o serviço de moto-service? Por quê?

RESPOSTA: Sim, pois é inconstitucional. É de competência privativa da União – art. 22, XI CF – trânsito e transporte.
2)    Na qualidade de curador da presunção de constitucionalidade das leis e atos normativos, como você, atuando como Advogado-Geral da União (AGU), defenderia a Lei Distrital em comento?

 RESPOSTA: OBS.: riscar AGU.
Caso Concreto 2

 

Diante da ausência de norma geral da União sobre emolumentos cartorários, o Tribunal de Justiça de um determinado Estado da Federação baixou provimento no sentido de majorar os valores a serem cobrados pelos cartórios pela prestação de serviços notariais e de registro.

Inconformado com os altos valores cobrados pelos cartórios, um determinado cidadão consultou-lhe, indagando-se sobre a possibilidade de o Tribunal de Justiça legislar sobre o tema. Como você o responderia?

 RESPOSTA: É inconstitucional. Cartório – somente essa matéria poderia ser regulada por lei federal (união) e não pelo judiciário por provimento regulamentar a matéria.
É competência concorrente da União, dos Estados e do DF legislar sobre custas dos serviços forenses. Á União compete legislar sobre normas gerais e não exclui a competência suplementar dos Estados. Inexistindo lei federal sobre essas normas gerais, os Estados exercerão a competência legislativa plena. Art. 24, IV, §§ 1º, 2º, 3º e 4º.

QUESTÃO OBJETIVA

 
(Questões da OAB agrupadas).

Acerca da distribuição de competências dos entes federativos brasileiros prevista na Constituição de 1988, assinale a opção CORRETA

 

A) No que se refere às competências legislativas de caráter concorrente, a superveniência de lei federal sobre normas gerais derroga a lei estadual, no que lhe for contrária. Não. Derrocar – fulminar – erro – suspende a eficácia.

B) O modelo de competência legislativa concorrente consagrado na Constituição Federal condiciona a elaboração de ato normativo estadual à existência prévia da norma federal. Não

C) A competência privada da União para legislar sobre certos temas, como os de direito penal, por exemplo, impede que os estados legislem sobre questões específicas, ainda que, para isso, haja, prevista em lei complementar, autorização da União. Não. Erro – impede. Correto: não impede
D) No que se refere às competências legislativas de caráter concorrente, a superveniência de lei federal sobre normas gerais suspende a eficácia da lei estadual, no que lhe for contrária. Ok

E) No âmbito da legislação concorrente, compete à União legislar sobre normas gerais ou especiais, sem prejuízo da competência suplementar dos estados, do DF e dos municípios. Não

	Título
	SEMANA 5  

	
	

	
	

	Tema
	INTERVENÇÃO FEDERAL

	
	

	
	

	
	

	Aplicação prática e teórica
	Diante da total falência do sistema de saúde no Município do Rio de Janeiro, o Presidente da República resolve editar decreto interventivo no município. Indignado com a medida adotada pelo Governo Federal, o Prefeito do Rio de Janeiro manifesta-se arguindo a inconstitucionalidade da medida.

 

Com base na Constituição e na jurisprudência do STF, responda JUSTIFICADAMENTE:
1) seria constitucionalmente possível a intervenção federal no município do Rio de Janeiro? Por quê?

RESPOSTA: Não, a União não intervém em Municípios, exceto naqueles localizados em Territórios Federais
2) supondo que o município do Rio de Janeiro tenha deixado de aplicar o mínimo exigido nas ações e serviços públicos de saúde, a decretação de intervenção estadual ficaria submetida à prévia autorização judicial? Por quê?
RESPOSTA: Sim, dependeria de ação interventiva – art. 34 VII, CF.
3) qual seria a forma pela qual a intervenção estadual deveria ser decretada (resolução, decreto legislativo, decreto governamental, lei estadual ou decisão judicial)?

RESPOSTA: Decreto governamental
Questão Objetiva
 
Com base na Constituição da República Federativa do Brasil, quanto ao instituto jurídico da intervenção, é correto afirmar que:

I.   se houver, por parte de estado-membro, ameaça ao livre exercício de qualquer dos poderes, o pedido de intervenção federal dependerá de requisição do STF. Não. Solicitação é do governo. Art. 35, IV CF.
II. o estado só poderá intervir em seus municípios se a assembléia legislativa, por maioria absoluta, aprovar a decretação da intervenção. Não. O ato é do executivo. Art. 36, §3º CF
III. a intervenção é provocada por solicitação quando a coação ou o impedimento recaem sobre cada um dos três Poderes do Estado. Não – pois se fosse o judiciário seria por requisição

IV. a intervenção dispensa, quando espontânea, a autorização prévia do Congresso Nacional, como por exemplo, as hipóteses de “manter a integridade nacional” e a de “repelir invasão estrangeira ou de uma unidade da federação em outra”. OK
V. A intervenção exige do presidente da República, quando provocada por requisição, a submissão do ato ao Conselho da República e ao Conselho de Defesa Nacional, para posterior exame quanto à conveniência e oportunidade da decretação. Não
 

Assinale a resposta correta:

a) Apenas as assertivas III e V estão corretas.

b) Apenas as assertivas I, II e III estão corretas.

c) Apenas a assertiva IV está correta.

d) Apenas as assertivas I, III e V estão corretas.

	Título
	SEMANA 6 

	
	

	
	

	Tema
	AÇÃO DIRETA INTERVENTIVA (FEDERAL E ESTADUAL)     

	
	

	
	

	
	

	Aplicação prática e teórica
	Sabendo-se que a ação direta interventiva é uma medida excepcional de limitação temporária da autonomia do estado e/ou do município, cujo objetivo é a preservação da soberania nacional e do pacto federativo, analise os quatro casos abaixo e responda, JUSTIFICADAMENTE, se seriam ou não hipóteses de cabimento de uma ação direta interventiva (ADINT):

 

1) Estado da Federação que, ao elaborar a sua Constituição, resolveu instituir a forma monárquica de governo, prestigiando a família mais tradicional daquele local para governar seus novos súditos. Caberia ADINT? Por quê?

 RESPOSTA: Sim, art. 34, VII, a CF/88

2) Estado que vem, reiteradamente, deixando de cumprir decisões e ordens judiciais. Caberia ADINT? Por quê?

 RESPOSTA: Não. Requisição.
3) Município que vem, reiteradamente, deixando de cumprir decisões e ordens judiciais. Caberia ADINT? Por quê?

 RESPOSTA: Não. Requisição.
4) Estado-Membro que invade o território de outro. Caberia ADINT? Por quê?

 RESPOSTA: Não. É espontânea. Não consta do rol taxativo.
Questão Objetiva
 
Assinale a opção correta quanto à disciplina sobre a intervenção federal.

A) No caso de descumprimento, por algum estado-membro, dos princípios constitucionais sensíveis, a decretação de intervenção dependerá de provimento, pelo STF, de representação do procurador-geral da República. OK
B) A União só poderá intervir nos estados após prévia anuência do Congresso Nacional. Não. é posterior anuência.
C) Constitui causa de intervenção da União nos estados e no DF a necessidade de garantir a aplicação do mínimo exigido da receita na segurança pública. Não
D) De acordo com a CF e com a doutrina, a intervenção federal exige, em qualquer hipótese, o controle político. Não

	Título
	SEMANA 7      

	
	

	
	

	Tema
	DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS       

	
	

	
	

	
	

	Aplicação prática e teórica
	Em razão de calamidade de grandes
Isaias Sampaio fez um comentário
  • MARAVILHOSO TENHO ENCONTRADO O QUE PROCURO, VALEU..
    1 aprovações
    NATIELLE RAMOS fez um comentário
  • ESSE ESTUDO É EXCELENTE !! ME AJUDOU MUITO !!
    2 aprovações
    Carregar mais