CS2010 - Aula 3 - O Sistema de Contas Nacionais no Brasil - completo

Disciplina:Contabilidade Social e Balanço de Pagamentos119 materiais1.351 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Serviços do RM com a economia nacional
Usos
Operações e Saldos
Recursos
282
Exportação de bens e serviços (X)
Importação de bens e serviços (M)
300
(18)
Saldo externo de bens e serviços
Grupo C - Conta das Operações Correntes com o Resto do Mundo (RM)
Conta 4 - Conta de Operações Correntes com o Resto do Mundo
Conta 4.2 - Conta de Distribuição Primária da Renda e Transferências Correntes do RM com a economia nacional
Usos
Operações e Saldos
Recursos
Saldo externo de bens e serviços
18
150
Rendas de Propriedades enviadas (Rppe)
e recebidas do resto do mundo (Rppr)
500
40
Remunerações pagas (Wnr) e recebidas (Wr) do Resto do mundo
26
60
Outras receitas correntes enviadas (Te)
e recebidas do resto do mundo (Tr)
30
324
Saldo externo corrente (SE)
Grupo C - Conta das Operações Correntes com o Resto do Mundo (RM)
Conta 4 - Conta de Operações Correntes com o Resto do Mundo
Conta 4.3 - Conta de Acumulação do RM com a economia nacional

Usos
Operações e Saldos
Recursos
Saldo externo corrente (SE)
324
100
Transferências de Capital enviadas (Tce) e recebidas (Tcr) do Resto do Mundo
36
Capacidade (+)ou necessidade (-) de financiamento
- 260
Resto do Mundo
O Saldo Externo Corrente (SE) equivale ao saldo do balanço de pagamentos em conta corrente.

Essas contas podem ser consolidadas numa única conta, como apresentaremos
Grupo C Conta das Operações Correntes com o Resto do Mundo
Usos
Operações e Saldos
Recursos
282
Exportação de bens e serviços (X)
 
 
Importação de bens e serviços (M)
300
150
Rendas de Propriedades enviadas (Rppe)
e recebidas do resto do mundo (Rppr)
500
40
Remunerações pagas (Wnr) e recebidas (Wr) do Resto do mundo
26
60
Outras receitas correntes enviadas (Te)
e recebidas do resto do mundo (Tr)
30
100
Transferências de Capital enviadas (Tce) e recebidas (Tcr) do Resto do Mundo
36
 
Capacidade (+) ou Necessidade (-) de financiamento externo (+ ou -S.ext)
(-) 260
Identidades
Finalmente, a sequência de operações que as CEI apresentam podem ser resumidas pelas seguintes identidades:

VBP - CI + (IpM-Sub.pM) = PIB (Conta 1 - deProdução)
PIB- (W +Wnr) - (Ipç-Sub.pç) = EOB (Conta 2.1.1 - deDistrib. Primária da Renda – Geração)
EOB + (W +Wr) + (Ipç-Sub.pç) + (Rppr-Rppe) = RNB (Conta 2.1.1 - deDistrib. Primária da Renda - Geração)
RNB + (Tr- Te) = RDB (Conta 2.2 - deDistrib. Secundária da Renda)
RDB = CF + SD (Conta 2.3 – Conta de Uso da Renda)
SD = FBKF +Var.E+ (Tce-Tcr) + ou –S.ext(Conta 3 – Conta de Acumulação)
Contas Econômicas Integradas Institucionais (CEII)
As contas econômicas Integradas Institucionais abrem as CEI para os 5 setores institucionais apresentados.
ISFLAF; Famílias; Administração pública; Empresas Financeiras e Empresas Não Financeiras.
Como as CEI, são formadas por 5 contas.
É apresentada numa única planilha.
As contas de Bens e Serviços e Resto do Mundo aparecem como colunas (não são abertas por setor)
As outras 3 apresentam lançamentos por setor.

Contas Econômicas Integradas Institucionais
As Empresas não-Financeiras produzem bens e serviços através da transformação de insumos e contratação de mão de obra e capital. Podem ser públicas ou privadas.
Empresas Financeiras criam meios de pagamento e/ou fazem intermediação de recursos entre setores. Incluem Bancos, instituições de seguro, planos de saúde e fundos de pensão.
Administrações Públicas prestam serviços não mercantis para as famílias e obtêm recursos via taxação. Inclui administrações públicas federais, estaduais e municipais.
Contas Econômicas Integradas Institucionais
As Famílias adquirem bens de consumo e são produtoras. Inclui também unidades produtivas sem CNPJ e trabalhadores autônomos.
Instituições Sem Fins Lucrativos a Serviço das Famílias (ISFLAF) são entidades jurídicas ou sociais criadas para produzir bens ou serviços sem fins de lucro.

Contas Econômicas Integradas Institucionais (CEII)
No site do IBGE podemos encontrar a planilha das CEII
As contas Bens e Serviços e Resto do Mundo não aparecem abertas por setores
O objetivo delas é descrever de forma sintética a geração de Valor Adicionado Bruto e as operações externas.
A Conta de Bens e Serviços apresenta no lado esquerdo os recursos (oferta de bens e serviços): Importação, produção e impostos.
No lado direito temos a contrapartida dos usos da economia: exportação e consumo intermediário.

Contas
Total
C. Bens e Serviços
Conta RM
Total Econ
ISFLASF
Famil
Adm Públ
Emp Finan
Emp N-finan
Lançamentos
Emp N-finan
Emp Finan
Adm Públ
Famil
ISFLASF
Total Econ
Conta RM
C. Bens e Serviços
Total
Contas
Usos
 
Recursos
Conta Produção/
conta externa
de bens
e serviços
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Conta Produção/
conta externa
de bens
e serviços
Conta da Renda
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Conta da Renda
Conta de Capital
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Conta de Capital
Conta de produção
Na conta resto do mundo, dos lado esquerdo estão as exportações (recursos) e do lado direito as importações.
A conta de Produção por setor institucional apresenta estimativas do Valor Adicionado Bruto de cada setor.
O valor adicionado pelas empresas financeiras é em parte imputado. Inclui a receita pela prestação de serviços de aluguéis, diferenças entre renda de propriedades recebidas e juros pagos por intermediação financeira.
A produção das administrações públicas é aproximada pelos custos de produção (já que esta produção não é mercantil)

Conta de produção
O valor da produção da família representa a contribuição de unidades não incluídas no setor empresas. Inclui unidades rurais, autônomos, microempresas e unidades empresariais e não empresariais nos ramos de saúde e educação.
A produção de instituições sem fins lucrativos ao serviço das famílias também é calculada pelos custos de produção como no caso das administrações públicas.
Para todos os setores, o Valor adicionado é calculado segundo a fórmula
VAB = (VPpb + Ip) - CI
Conta de Geração da Renda
Esta conta apresenta os componentes da renda gerada na produção mais impostos.
Ela obtém como resíduo o Excedente Operacional Bruto.
O excedente operacional operacional bruto inclui a remuneração da empresa familiar pois não é possível distinguir as rendas.
O excedente operacional das administrações públicas equivale a depreciação.

Conta Alocação de Renda
Faz ajustes entre os setores referentes ao saldo de rendas de propriedades.
O Saldo desta conta é a Renda Nacional Bruta.
As rendas incluem juros efetivos; juros imputados; renda da terra; renda de intangíveis; dividendos; participações nos lucros e prêmios de seguros.
Conta de Distribuição Secundária da Renda
Esta conta apresenta todas as transferências entre setores institucionais.
Transferências são transações que onde uma unidade institucional oferece um bem ou serviço sem receber nada em troca.
Os principais tipos de transferências correntes são
Impostos correntes sobre renda e propriedade.
Contribuições/benefícios sociais.
Outras transferências correntes.
Conta de Distribuição Secundária da Renda
Impostos constituem transferências de todas as unidades institucionais para as Administrações Públicas.
As contribuições sociais referem-se a contribuições das famílias para administrações públicas ou empresas financeiras para garantir recebimentos futuros. (não inclui contribuições sociais)
Os benefícios são transferências pagas às famílias a título da aposentadoria, seguro desemprego, doença...
Outras transferências correntes são transferências entre unidades institucionais residentes (majoritariamente). Incluem:
Conta de Distribuição Secundária da Renda
Entre diferentes níveis de governo
Cooperação internacional
Doações a ISFLAF
Entre famílias de diferentes países.
Prêmio de seguros e indenizações.
O saldo desta conta é a Renda Disponível Bruta.
Conta Uso da Renda
Esta conta apresenta como os setores institucionais alocam as rendas entre consumo e poupança.
A poupança é obtida como saldo desta conta.
O lançamento Despesa de Consumo Final compete apenas a Famílias, Administrações Públicas e ASFLSF.
Este item inclui o gasto em bens e