AV1 MATÉRIA DE AULA CONST. II

AV1 MATÉRIA DE AULA CONST. II

Disciplina:Direito Constitucional II4.128 materiais90.282 seguidores
Pré-visualização9 páginas
Art. 18 §4º é norma de eficácia limitada. Está pendente de legislação federal.

A decisão do plesbicito transforma-se em coisa julgada. É imutável. Somente o poder constituinte originário poderia alterar essa decisão.

Vedações a todos os entes federados:

Quando o Papa vem ao Brasil vem como chefe de Estado e não somente como chefe religiosa.
Uma única nacionalidade. Concurso público em São Paulo veda a inscrição de candidato do nordeste. É inconstitucional.

===============================================================================================
SEMANA 2

COMPETÊNCIAS NA FEDERAÇÃO BRASILEIRA

COMPETÊNCIAS - É a técnica destinada a proceder à distribuição do poder entre as unidades integrantes da federação.
CLASSIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS – legislativa, administrativa, tributária
REPARTIÇÃO: Exclusiva, Privativa, Comum, Concorrente, Suplementar, Remanescente ou residual

TEORIAS

TEORIA DOS PODERES IMPLICITOS
	Onde foi atribuído o ônus a uma unidade federativa, deve ser reservado, ainda que implicitamente, o respectivo bônus além de ser cumprida a obrigação firmada em nível constitucional.
TEORIA DA PREDOMINÂNCIA DO INTERESSE

Se o interesse é local, atua o Município;

Se ultrapassa os limites municipais ou está vinculado a toda unidade estadual (Interesse Estadual) outorga-se a competência ao Estado;

Se ultrapassa os limites estaduais ou compreende todo território nacional (Interesse Nacional) demarca-se a união a competência para atuar.

Ex. Federalismo Cooperativo

CASO 1 - Tema: Repartição de competências

Lei Municipal determinou tempo máximo de espera em fila para atendimento em agência bancária. Inconformado, um banco impetrou Mandado de Segurança preventivo contra atos do Prefeito e do Coordenador do Procon do Município, objetivando que suas agências e seus postos de serviços bancários sejam desobrigados do cumprimento das exigências impostas pela Lei Municipal. Em síntese, alega a instituição financeira que o tempo de atendimento ao cliente das agências bancárias, correntista ou não, é também matéria suscetível de ser disciplinada por legislação federal, assim como aquela referente ao horário de funcionamento dos estabelecimentos bancários.	Nos autos da ação constitucional, o Prefeito e o Coordenador do Procon local asseguram inexistir usurpação de competência por parte do município, defendendo a possibilidade de legislação municipal versar sobre o tema, uma vez que não está sendo disciplinado o horário de funcionamento dos bancos, mas sim o tempo máximo de espera em fila, estando a norma dentro da órbita do art. 30, inciso I da Carta da República. Indaga-se:

	Qual o princípio que norteia a repartição de competências dentro de um Estado Federal? PRINCÍPIO DA PREDOMINÂNCIA DO INTERESSE
	Com base no princípio apontado, assim como na jurisprudência do STF, estaria correta a tese defensiva do Prefeito e o Coordenador do Procon local ? SIM. A MATÉRIA É DE INTERESSE LOCAL, RELACIONADA À CONSUMO. A MATÉRIA NÃO DIZ RESPEITO À ATIVIDADE FIM DO BANCO (EX.: HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO)
COMPETÊNCIAS EM ESPÉCIES
COMPETÊNCIAS EXCLUSIVAS – art. 21 CF/88 e seus incisos
OBS¹: Não há possibilidade de qualquer delegação. É matéria de competência administrativa. E de interesse nacional.
	OBS²: Pela natureza da competência arrolada, surge evidente a indelebilidade da atribuição direcionada a união porque todas elas descrevem atividades personalíssimas ao órgão central em um Sistema Federativo

COMPETÊNCIAS PRIVATIVAS – art. 22 §único CF/88
OBS¹: Há possibilidade de delegação. É matéria de competência legislativa
OBS²: REQUISITOS

Delegação expedida através de Lei Complementar. OBS.: a própria constituição diz. Não é lei ordinária, ou seja, está condicionada à CF.
Caráter genérico da Norma de delegação destinando a todos os Estados-Membros

Autorização para legislar apenas sobre questões específicas

Adoção do rito previsto na Lei Delegada

OBS³: Não se estendem aos Municípios pois as teorias não se inserem no rol dos assuntos de interesse local a que se refere o art. 30, I, CF/88

	OBS4: Estende-se ao Distrito Federal – art. 32, CF/88
COMPETÊNCIAS COMUNS – art. 23 CF/88 -
OBS¹: Possuem natureza (competência)administrativa

	OBS²: Destinam-se a todos os Entes da Federação

	OBS³: Aponta para o Federalismo Cooperativista
 OBS: de acordo com art. da CF – inciso III – obra de arte – atuação da PF.
 Responsabilidade solidária. Exemplo: educação ( direito de todos e dever do estado), saúde ( mesmo existindo o SUS.

COMPETÊNCIAS CONCORRENTES – art. 24 CF/88 – rol taxativo
OBS¹: Caráter meramente Legiferante (legislativo). Somente para a União, Estados e DF
	OBS²: Não são atribuídas aos Municípios (art. 30, II, CF/88 - norma para atendimento aos interesses locais)

	NOTAS: Problemas de superposição de Normas, ou Antinomias entre espécie normativa.

COMPETÊNCIA SUPLEMENTAR - art. 24 § 2º CF/88
Exercitam-na os Estados, o Distrito Federal e os Municípios no âmbito da competência legislativa concorrente. Sobre as lacunas deixadas pela União.
	Nota: Não há como se confundir a competência suplementar – exercitada exclusivamente no âmbito da competência concorrente – com a competência residual atribuída aos Estados-membros pelo §1º do art. 25, da CRFB/88.

	Enquanto a competência residual tem a base constitucional vinculada ao §1º do art. 25 e possui objeto abrangente, a competência suplementar se acha disciplinada no §2º do art. 24 e tem por conteúdo exclusivo a edição de leis pelos Estados e Distrito Federal.

08 de setembro - COMPETÊNCIA RESIDUAL OU REMANESCENTE - art. 25 §1º CF/88
Como observado há poderes enumerados à União e aos Municípios, concluindo-se logicamente que os Estados apenas podem exercitar a autonomia política no contexto do que remanescer das competências que foram, de modo expresso, entregues ao órgão central e às unidades municipais. Exemplo: legislar sobre a utilização do espaço aéreo é competência da União – art. 22 CF (privativa). Como residual podemos ter a legislação estadual sobre o uso do espaço para táxi aéreo.
OBS.: não há rol taxativo
Principal característica do estado federal é a autonomia. Comporta três capacidades. A mais importante é a auto-administração. Há uma distrbuiição de poder chamado de repartição constitucional de competências.

Temos 3 modalidades de competências:

Comp. Adminstrativa – distribuição de tarefas

Comp. Legislativa: Importa atividade legiferante dos entes federativos

Comp. Tributária – Os entes federativos tem de se mantes.

Atende a uma classificaçao prevista na própria constituição.

Competencia Exclusiva ou Material – 1) é uma competência da União; 2) é uma competência material ou administrativa e 3) em razão das matérias arroladas é indelegável.

Competencia Privativa – Cabe delegação, mas é discricionário. É competência legislativa. Quando feita vale para todos os Estados e DF. A união delega para estado delegar sobre questões específicas. Matérias arroladas no art. 22. (Parágrafo único. Lei complementar poderá autorizar os Estados a legislar sobre questões específicas das matérias relacionadas neste artigo.)

Obs.: Nem sempre a CRFB dispensa uma característica uniforme em delegação de competência. Não houve do constituinte cuidado no trabalho de especificação da palavra EXCLUSIVA e PRIVATIVA
Competencia Comum – Também é administrativa. Exige uma responsabilidade solidária entre todos os entes federativos. A educação por exemplo, dever de todos e dever do Estado, também a saúde. (vide art 23)

Competência Concorrente – Art. 24

Não há concorrência concorrente para Municípios, somente para estado e DF. (O municipío pode suplementar, conforme art. 30)

Competência Suplementar – todos os entes, inclusive municípios. É quando inexiste legislação federal sobre a matéria. A união legisla sobre regras gerais. Art. 30

Competência Remanescente ou Residual – Art. 25 § 1º

Competência Exclusiva da União
Dandara Marques fez um comentário
  • Edilene, você tem esse resumo da AV2? Porque na minha AV1 vai cair Forças Armadas e Segurança Pública.
    0 aprovações
    Carregar mais