Sociologia J. - Anotação (23)
8 pág.

Sociologia J. - Anotação (23)

Disciplina:Sociologia Jurídica e Judiciária1.772 materiais14.409 seguidores
Pré-visualização3 páginas
entanto, que já na primeira

perícia médica seja constatada a incapacidade total e definitiva. Nesse caso, para o segurado empregado, o

benefício terá início a contar do 16º dia do afastamento da atividade ou a partir da data da entrada do

requerimento, se entre o afastamento e a entrada do requerimento decorrerem mais de trinta dias.

Para os demais segurados, o benefício terá início a contar da data do início da incapacidade ou da data da

entrada do requerimento, se entre essas datas decorrerem mais de trinta dias. A Lei nº 9.876/99, ao

redefinir as classes de segurados, conferiu à extinta categoria do empresário o mesmo tratamento

dispensado aos demais segurados abrangidos atualmente na figura do contribuinte individual, razão pela

qual este artigo também foi adaptado.

8-renda mensal

Atualmente, a renda mensal da aposentadoria por invalidez corresponde a 100% do salário-de-

benefício, em conformidade com o estabelecido pela Lei nº 9.032/95 (art. 44).

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A

violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do

material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”

www.r2direito.com.br

04

9-Acréscimo de 25%

É concedido ainda um acréscimo de 25% (vinte e cinco por cento) em favor de segurado que necessita da

assistência permanente de outra pessoa (art. 45). O acréscimo é exclusivo da aposentadoria por

invalidez, não se aplicando ao auxílio-doença, nem à renda mensal vitalícia ou benefício assistencial de

prestação continuada, comentado no art. 139 (art. 20 da Lei nº 8.742/93).

10-Vedação do retorno

O retorno do segurado ao trabalho é causa de cessação imediata do benefício (art. 46), ainda que

isto se dê em atividade sujeita a outro regime de previdência social. O aposentado por invalidez, desejando

retornar à atividade, deverá solicitar a realização de nova avaliação médico-pericial.

"CONSTITUCIONAL E PREVIDENCIÁRIO. RENDA MENSAL. VITALÍCIA. ART. 203, V DA CONSTITUIÇÃO

FEDERAL. POSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO. LEGITIMIDADE DO INSS. REQUISITOS,

INAPLICABILIDADE DO ACRÉSCIMO DE 25% SOBRE O VALOR DO BENEFÍCIO EM FACE DA INVALIDEZ.

(...) IV O acréscimo de 25% sobre o valor do benefício devido àqueles que necessitam permanentemente de

acompanhantes só incide sobre a aposentadoria por invalidez. (...)" (AC nº 95.03028323-0/SP, TRF 3ª R.,

Rel. Juiz Theotônio Costa, 1ª T., un., DJU 22.02.96, p 8.710)

"PREVIDENCIÁRIO. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. CANCELAMENTO. VOLTA AO TRABALHO.

COMPROVAÇÃO, EM JUÍZO, DA RECUPERAÇÃO DA SAÚDE MENTAL DO SEGURADO. I Caso em que o

autor, durante o gozo de auxílio-doença e da aposentadoria por invalidez, vinha exercendo atividade

lucrativa, de sócio gerente de empresa produtora de utensílios plásticos. II A volta ao trabalho, ainda que em

outra atividade, constitui Constatada a recuperação da capacidade de trabalho do segurado, a

prestação poderá não ser suspensa de imediato, se ele tiver direito às mensalidades de recuperação de que

trata o artigo seguinte.

11-Mensalidades de recuperação

Se a recuperação da capacidade laboral for parcial, ou ocorrer após o período de cinco anos, ou quando o

segurado for declarado apto para o exercício de trabalho diverso do qual habitualmente exercia, a

aposentadoria será mantida, sem prejuízo da volta à atividade, com uma redução progressiva, após o

período de seis meses e extinguir-se-á após dezoito meses da cessação da aposentadoria por invalidez. A

norma também é aplicável para o segurado que recebia auxílio-doença.(vide art. 47 . 8213/91)

1. Auxílio-doença requisitos

O auxílio-doença foi concebido para amparar o trabalhador incapaz profissionalmente.

O deferimento do benefício reclama os seguintes pressupostos:

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A

violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do

material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”

www.r2direito.com.br

05

a) Carência de 12 contribuições mensais (LBPS, art. 25, I), dispensada no caso de a incapacidade

decorrer de acidente de qualquer natureza ou causa, de doença profissional ou do trabalho ou de alguma

das doenças arroladas em uma lista especial, nos termos do inciso II do art. 26, valendo precariamente o

constante do art. 151;

b) Incapacidade para o trabalho ou atividade habitual por mais de quinze dias. A diferença,

comparativamente a aposentadoria por invalidez, repousa na circunstância de que para a obtenção de

auxílio-doença basta a incapacidade para o trabalho ou atividade habitual do segurado, enquanto para a

aposentadoria por invalidez exige-se a incapacidade total, para qualquer atividade que garanta a

subsistência. Tanto é assim que, exercendo o segurado mais de uma atividade e ficando

incapacitado para apenas uma delas, o auxílio-doença será concedido em relação à atividade para

a qual o segurado estiver incapacitado, considerando-se, para efeito de carência, somente as

contribuições relativas a essa atividade. (RPS, art. 71, § 1º).

2-Data de início

Para os empregados, o afastamento por doença inferior a 15 dias deve ser suportado pela

empresa, que deverá fazê-lo pelo valor integral a que o empregado teria direito neste interregno.

O benefício terá início a partir do 16º dia do afastamento para o segurado empregado. O auxílio-

doença será devido ainda, quando o empregado ficar incapaz durante o curso de reclamatória trabalhista

relacionada com a rescisão do contrato, hipótese legal de cancelamento do benefício, visto que afasta a

incapacidade ou a invalidez, provando a reabilitação do segurado, cuja saúde mental, aliás, igualmente

restou demonstrada na perícia realizada no curso da ação. III Apelação improvida." (AC nº 89.0124330-

0/MG, TRF 1ª R., Rel. Aldir Passarinho Júnior, 1ª T., un., DJU 25.06.90, p 13.740)

 "APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. RECUPERAÇÃO. MANUTENÇÃO DO BENEFÍCIO. Se a recuperação

da capacidade de trabalho foi parcial, ou ocorreu depois de 5 anos contados do início da aposentadoria por

invalidez, ou ainda quando o segurado foi declarado apto para trabalho diverso do que habitualmente

exercia, o benefício será mantido por 18 meses, nos termos do art. 47, inc. II, da Lei nº 8213/91, sem

prejuízo da volta a atividade." (AC nº 94.440570-1/RS, TRF 4ª R., Rel. Juiz Amir Finocchiaro Sarti, Turma de

Férias, un., DJU 06.03.96, p 12.676) de trabalho, ou após a decisão final, desde que implementadas as

condições exigidas (§ 3º do art. 73 do RPS).

Para as demais classes de segurados, principiará a partir do início da incapacidade. Caso o requerimento

seja protocolado depois de 30 dias do afastamento, a data do requerimento fixará o início do benefício.

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A

violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do

material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”

www.r2direito.com.br

06

3-Renda mensal

O benefício corresponde a 91% do salário-de-benefício (art. 61), ainda que a invalidez decorra de

acidente do trabalho. Para o segurado especial, era garantido um benefício de valor mínimo (art. 39, I), mas

passará a ser calculado nos moldes previstos para os demais segurados, em virtude do inciso II do caput do

art. 29. Entretanto, como já referimos nas considerações tecidas naquele artigo, o novo padrão de cálculo