Sociologia J. - Anotação (23)
8 pág.

Sociologia J. - Anotação (23)

Disciplina:Sociologia Jurídica e Judiciária1.772 materiais14.409 seguidores
Pré-visualização3 páginas
reclama a modificação da situação contributiva para ser aplicado. Na mecânica de cálculo desta prestação

não é aplicável o fator previdenciário, em face da situação de imprevisibilidade que enseja o deferimento do

benefício.

4-Caráter precário e formas de extinção

Conquanto não haja delimitação da duração máxima do auxílio-doença, cuida-se de benefício de

duração continuada concebido para existir de forma precária, não se prestando para ser mantido

perpetuamente.

Quatro são as formas de extinção: o restabelecimento do segurado, que é a forma mais

comum; a conversão em aposentadoria por invalidez, quando constatada a irrecuperabilidade do

estado incapacitante, ou auxílio-acidente, se a seqüela implicar redução da capacidade funcional;

habilitação do obreiro para o desempenho de outra atividade que lhe garanta a subsistência, após

a realização de processo de reabilitação profissional; conversão em aposentadoria por idade desde

que requerida pelo segurado e observada a carência exigida.

5-Interrupção e suspensão do contrato de trabalho

Havendo relação empregatícia, constitui encargo do empregador suportar o pagamento dos primeiros 15

dias do afastamento do empregado por motivo de doença, configurando uma hipótese de interrupção do

contrato de trabalho. A contar do décimo sexto dia, o empregador é desonerado de pagar o salário do

empregado, uma vez que este passa a ter direito de perceber a prestação previdenciária substitutiva.

Enquanto percebe o benefício previdenciário, o empregado é considerado licenciado do emprego, sem

remuneração, ficando suspenso o contrato de trabalho (LBPS, art. 63, e CLT, art. 476).

a)

b)

c)

d)

"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A

violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do

material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).”

www.r2direito.com.br