ANTRAQUINONA-2010-PDF
7 pág.

ANTRAQUINONA-2010-PDF


DisciplinaFarmacognosia I473 materiais3.149 seguidores
Pré-visualização2 páginas
com, no mínimo, 60% de 
cascarosídeo. Cascarosídeo A e B, Cascarosídeo C e D., aloina, desoxi-aloina, entre 
outras. 
Folha-de-sene, Cassia senna L., Cesalpinea, folhas.
2%-3,5% de glicosídeos de diantronas (não menos que 2,5%), calculado como senosídeo 
B: senosídeos A e B, senidina A e B. 
Ruibarbo e falso-ruibarbo, Rheum palmatum L e Rheum rhaponticum 
L,respectivamente. 
O ruibarbo verdadeiro possui de 1% a 6% de hidroxi-antraquinonas (não menos que 2,5 
%): 60% a 80% de mono e diglicosilados de fisciona, crisofanol, emodina.
Enquanto que o falso-ruibarbo possui baixa quantidade de antraquinonas, sendo não 
indicado o uso como laxante. No falso-ruibarbo (Rheum palmatum), o teor de 
antraquinonas é de 0,3% a 0,5% de derivados antraqunonas na forma livre e glicosídeo. 
Há uma presença acentuada de derivados estilbenos (raponticosídeo) que é utilizado 
para diferenciar o falso-ruibarbo do verdadeiro, pois este constituinte é somente 
encontrado no falso-ruibarbovi. 
 
R1 CH3, R2 OH Rheum-emodina
R1 CH3OH, R2 H Aloe-emodina
R1 COOH, R2 H Rheina
R1 CH3, R2 OCH3 Fisciona
R= \u3b2-D-glicose: Raponticosídeo
R= H: Raponticogenina
O
O
OH OH
R1R2
HO
RO
OH
OH
i Falkenberg, M, B., Quiinonas IN Simoes, C. M. O. et al (organizadores) Farmacognosia: da planta ao 
medicamento, Ed.UFRGS & UFSC, Porto Alegre, 5o. ed. ,2003. 
ii Dewick, P. M., Medicinal Natural Products \u2013 a biosynthetic approach, Ed.Wiley, 2a. ed., Oxford, 2001.
iii Robbers & Tyler Las hierbas medicinales de TYLER, ed. Acribia, Zaragoza, 1999.
iv Schulz, V., Hänsel, R., Tyler, V. E., Fitoterapia racional \u2013 um guia de fitoterapia para ciencias da saúde. Ed. 
Manole, Barueri, 1a. Ediçao Brasileira, 2002. 
v Bhattaram, V. A. et al., Pharmacokinetics and bioavailability of herbal medicinal products, Phytomedicine 9, 
suplement III, 1-33, 2002.
vi Wagner, H. & Bladt S., Plant Drug Analysis, A thin layer chromatography atlas., Ed. Springer, 2a. Ediçao, Berlin, 
2001.
Michelle
Michelle fez um comentário
quem é o autor?
0 aprovações
Alana
Alana fez um comentário
Muito bom, obrigada!
0 aprovações
Carregar mais