Aula_08

Aula_08


DisciplinaAdministração de Recursos Humanos II1.130 materiais9.123 seguidores
Pré-visualização3 páginas
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
ADMINISTRAÇÃO
Rio de Janeiro, 13 de Julho de 2011
*
*
ADMINISTRAÇÃO 
Rio de Janeiro, 13 de Julho de 2011
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
Aula 08
Qualidade de Vida no Trabalho e Estresse
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
Nesta aula, você irá:
Identificar a importância da qualidade de vida no trabalho.
Compreender os benefícios da qualidade de vida.
 
Definir os conceitos do estresse.
Distinguir as fontes que levam ao estresse 
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
QUALIDADE DE VIDA
Durante muito tempo, ao falar-se em qualidade nas empresas enfatizava-se principalmente a produção. 
Hoje se fala não apenas em qualidade no trabalho, mas também em qualidade de vida dos empregados. 
Isso significa que os empregados precisam ser felizes. 
Para que sejam produtivos, devem sentir que o trabalho que executam é adequado a suas habilidades e que são tratados como pessoas. 
Não se pode esquecer que parte significativa da vida das pessoas é dedicada ao trabalho e que para muitas o trabalho constitui a maior fonte de identificação pessoal. 
È natural que almejem identificar-se com seu trabalho.
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
QUALIDADE DE VIDA ( continuação)
A Revolução Industrial acabou com as oficinas que os artesãos mantinham em sua própria casa, trouxe como conseqüência a percepção de que a separação entre o trabalho e a casa é a mais importante divisão do trabalho. 
Com o advento da economia do conhecimento, a separação rígida entre casa e trabalho começa a ser posta em dúvida. 
Os empregados passam então a querer trabalhar em lugares mais agradáveis. 
As empresas então são desafiadas a implantar programas de qualidade de vida no trabalho que envolva também as dimensões relacionadas ao estilo gerencial, à liberdade e autonomia para tomada de decisões e o oferecimento de tarefas significativas.
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT)
É o conjunto de ações de uma empresa no sentido de implantar melhorias e inovações gerenciais, tecnológicas e estruturais no ambiente de trabalho. ( Limongi-França, 1996).
As interpretações de QVT vão desde o foco clínico da ausência de doenças no âmbito pessoal até às exigências de recursos, objetos e procedimentos de natureza gerencial e estratégica no nível organizacional.
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
Novos paradigmas de modos de vida dentro e fora da empresa, construindo valores relativos às demandas de QVT, estão sendo estruturados por diversos segmentos da sociedade e do conhecimento científico, entre os quais podemos destacar:
 saúde (preservar a integridade física, social e psicológica do ser humano);
 ecologia (preservação do ecossistema);
 ergonomia (condições de trabalho das pessoas);
 psicologia (significado intrínseco das necessidades individuais);
 sociologia (o que é compartilhado no ambiente organizacional);
 economia (distribuição de bens, recursos e serviços devem ser equitativos);
 administração (mobilizar recursos para atingir resultados);
 engenharia (uso da tecnologia, organização do trabalho e controle de processos).
QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT) ( continuação)
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
EVOLUÇÃO HISTÓRICA
É um processo que consolida a busca do desenvolvimento humano e organizacional.
Walton (1973) define-a como algo além dos objetivos da legislação trabalhista, surgido no começo do séc. XX com a regulamentação do trabalho para menores, da jornada de trabalho e descanso semanal e das indenizações por acidentes de trabalho. 
Está também associada ao enfoque da psicologia, surgido na década de 1950, em que se considera a existência de uma correlação positiva entre o estado de ânimo e produtividade e afirma-se que é possível elevá-los mediante a melhoria das relações humanas. 
Faz parte dos novos conceitos da década de 60, como a igualdade de oportunidades e os inumeráveis esquemas de enriquecimento do trabalho. 
Pode-se definir QVT como a junção desses movimentos reformistas mais as necessidades e aspiração humana como desejo de trabalhar para um empregador que possua sensibilidade social.
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
EVOLUÇÃO HISTÓRICA ( continuação)
Para Walton (1976), a QVT deve ter como meta a geração de uma organização mais humanizada, na qual o trabalho envolva relativo grau de responsabilidade e de autonomia no que se refere a cargo, recebimento de recursos de feedback, tarefas adequadas, variedade, enriquecimento do trabalho e ênfase no desenvolvimento pessoal do colaborador. 
Em 1976, o autor propõe um modelo conceitual composto de 8 categorias com o objetivo de avaliar a QVT nas Organizações:
 1) remuneração justa e adequada \u2013 ex: equidade salarial;
 2) segurança, salubridade do trabalho \u2013 ex: jornada de trabalho satisfatória;
 3) oportunidade de utilizar e desenvolver habilidades \u2013 ex: desenvolvimento das capacidades;
 4) oportunidade de progresso e segurança no emprego \u2013 ex: segurança no emprego e na remuneração;
 5) integração social na organização \u2013 ex: ambiente favorável;
 6) leis e normas sociais \u2013 ex: liberdade de expressão e idéias;
 7) trabalho e vida privada \u2013 ex: descanso;
 8) significado social da atividade do empregado \u2013 ex: auto-estima.
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
EVOLUÇÃO HISTÓRICA ( continuação)
 Segundo a Organização Mundial da Saúde, Qualidade de Vida é um conjunto de percepções individuais de vida no contexto dos sistemas de cultura e de valores em que vivem, e em relação a suas metas, expectativas, padrões e preocupações.
 A Qualidade de Vida no trabalho está sendo valorizada cada vez mais no ambiente profissional/organizacional e tem se tornado um fator de importante para atração e retenção de profissionais na organização. 
Mais do que encantar e atrair clientes os clientes internos e externos, se faz necessário retê-los, torná-los fiéis, proporcionando um comprometimento e não somente um \u201cenvolvimento\u201d e para isto as empresas estão investindo em diversas formas e alternativas para se tornarem organizações \u201csaudáveis\u201d e atrativas.
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
EVOLUÇÃO HISTÓRICA ( continuação)
 É importante ressaltar que para ter Qualidade de Vida é necessário que a pessoa busque a qualidade e equilíbrio na sua vida tanto dentro como fora da empresa. 
 Isto envolve alguns fatores como manter uma boa alimentação, realizar atividades físicas e procurar controlar prevenir o estresse. 
 Para se ter uma vida equilibrada precisa-se buscar integração de todas as dimensões de nossa vida: a emocional, a física, a familiar, a social, a ocupacional, a intelectual, sem que nenhuma fique em segundo plano, mas harmonicamente equilibradas.
 
 Recentes pesquisas o indicam o estresse como sendo o causador de muitas doenças e como a principal causa da baixa produtividade e dias de trabalho perdidos. 
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
 Muitos dos mais incômodos e custosos problemas de saúde no trabalho são decorrentes dos altos níveis de estresse. 
 Problemas físicos associados, por exemplo, a ficar sentado por longos períodos de tempo, e as lesões por esforço repetitivo (L.E.R.) ou (D.O.R.T), Distúrbios Osteo musculares relacionados ao Trabalho.
Hoje o estresse é uma realidade, e seus efeitos são cumulativos, e se a pessoa não possui um tempo para relaxar e recarregar as energias acaba por ficarem estressadas.
EVOLUÇÃO HISTÓRICA ( continuação)
*
*
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
	
PESQUISAS REVELAM
Mais de 50% de dias improdutivos de trabalho são devido ao estresse, que impede cerca de 1 milhão de pessoas a comparecerem ao trabalho todo dia. 
 
Gastos com a saúde do trabalhador é aproximadamente 50% maior para aqueles que sofrem com altos níveis de estresse. 
40% das demissões são devido ao estresse.
 
 Algumas medidas que podem ser elaborar pelas Empresas são programas de saúde com baixo custo para a Organização. 
Os programas de Saúde e Qualidade de Vida objetivam facilitar mudanças no estilo de vida, combinando ações e campanhas para consciência, comportamento e envolvimento,