CCJ0006-WL-PA-16-Direito Civil I-Antigo-15849
8 pág.

CCJ0006-WL-PA-16-Direito Civil I-Antigo-15849


DisciplinaDireito Civil I67.772 materiais748.097 seguidores
Pré-visualização4 páginas

	 
			
			 Plano de Aula: 16 - DIREITO CIVIL I
			 DIREITO CIVIL I
			
		
		
			Título
			16 - DIREITO CIVIL I
			 
			Número de Aulas por Semana
			
				
			
			Número de Semana de Aula
			
				16
			
 
 Tema
		 REVISÃ\u192O DE MATERIA
		
		 Objetivos
		 
§      Reapresentar as noções relativas à personalidade e capacidade jurídicas das pessoas naturais e jurídicas.
§           Revisar os conceitos civis de nascimento, morte, ausência e comoriência aos estudos de casos concretos dados.
§           Revisitar  a Conceituação e classificação do  ato, fato e negócio jurídico.
§           Reconhecer o tempo e o modo de aquisição, modificação e perda do direito.
§           Reforçar o entendimento acerca da ineficácia e invalidade dos negócios jurídicos.
§           Reexaminar o tratamento da figura da nulidade relativa e absoluta no Código Civil.
§           Retrabalhar os conceitos sobre atos ilícitos e responsabilidade civil
.
		
		 Estrutura do Conteúdo
	 
1.      As Pessoas Natural  e Jurídica.
2.      Os Bens.
3.      O tempo e o modo de aquisição, modificação e perda do direito.
4.      Ineficácia e invalidade dos negócios jurídicos.
5.      Nulidade relativa e absoluta no Código Civil.
6.      Atos ilícitos e responsabilidade civil
 
	
	 Aplicação Prática Teórica
 
Os conhecimentos apreendidos serão de fundamental importância para a reflexão teórica envolvendo a compreensão necessária de que o direito, para ser entendido e estudado enquanto fenômeno cultural e humano, precisa ser tomado enquanto sistema disciplinador de relações de poder, a partir da metodologia utilizada em sala com a aplicação dos casos concretos, a saber:
 
Caso Concreto  1
Tema: Extinção da personalidade da pessoa natural. Morte presumida.
Família não admite morte de engenheiro desaparecido no Iraque
12 de março de 2006 - 19:26 â\u20ac\u201c Globo on line
 
O governo brasileiro estaria negociando para trazer o corpo e teria conseguido que os seqüestradores baixassem o pedido de resgate de US$ 1 milhão para US$ 150 mil. 
Rio de Janeiro - Mesmo com a notícia de que o governo brasileiro negocia sigilosamente a repatriação dos restos mortais do engenheiro João José Vasconcellos Júnior, seqüestrado no Iraque no início de 2005, integrantes de sua família ainda não aceitam oficialmente a hipótese de que ele tenha sido assassinado. "Até hoje não foi comprovado que ele está morto", disse o filho do engenheiro, Rodrigo Vasconcellos, na tarde de hoje, ao Estado. No próximo domingo, vão se completar 14 meses desde que o engenheiro brasileiro João José Vasconcellos Júnior foi levado por levado por homens armados. 
Funcionário da Construtora Norberto Odebrecht, Vasconcellos Júnior foi seqüestrado quando estava a serviço no Iraque - na verdade, se dirigia para o aeroporto, para deixar o país. De acordo com reportagem da revista Isto é desta semana, ele teria sido morto em 21 de janeiro de 2005, dois dias após ter sido levado. "Temos essa informação (de que seu pai fora morto) desde o quinto dia de seqüestro, mas enquanto não me provarem que ele está morto... Eu tenho que aguardar a comprovação de alguma coisa, seja o que for", disse Rodrigo. 
A partir da leitura do caso real acima, responda justificadamente:
a) Apesar de não ter sido encontrado o corpo do engenheiro, é possível a declaração de sua morte? Justifique, citando os dispositivos legais pertinentes.
b) Quais as conseqüências da declaração da morte presumida?
c)  E se o indivíduo voltar, depois de declarada sua morte?
 
Caso Concreto  2:
Tema: Comoriência 
 
Leia a notícia a seguir e após responda ao que se pede.
A revista Ã\u2030poca n° 379 de 22 de agosto de 2005 traz uma reportagem cujo título é: â\u20ac\u153Os órfãos de Alcântara pedem justiçaâ\u20ac\ufffd. No texto é relembrada a história da morte â\u20ac\u201c por carbonização â\u20ac\u201c de 21 profissionais civis do Centro Técnico Aeroespacial, em virtude do incêndio no foguete VLS-1 (Veículo Lançador de Satélites n° 1), em 22 de agosto de 2003, no município de Alcântara, Maranhão.
Responda justificadamente.
No caso em tela supondo-se que todos os corpos desapareceram em razão das altas temperaturas a que foram submetidos, pode-se dizer que ocorreu o fenômeno jurídico da comoriência? Qual a relevância do instituto? Caso sua resposta seja afirmativa, JUSTIFIQUE. Caso seja negativa, aponte o fenômeno jurídico que ocorreu e EXPLIQUE-O.
 
 
Caso Concreto  3
Tema: Natimorto e Nascituro
A partir da hipótese tratada no acórdão a seguir, responda, justificadamente, às questões.
Responsabilidade Civil. Casa de Saúde. Feto natimorto. Sentença que concluiu, com base no laudo pericial, que a morte do nascituro aguardado pelos Autores ocorreu devido à negligência dos prepostos da Ré durante o atendimento de parto feito à Primeira Autora, restando inatacada nesta parte, uma vez que a apelação da Ré visou tão somente a redução do valor da indenização pelo dano moral. Indenização pelo dano moral fixada em 100 (cem) salários-mínimos para cada genitor, valor que se afigura demasiado reduzido, tendo em vista tratar-se de morte de nascituro no final da gravidez, quando a expectativa dos pais pelo futuro nascimento já atingira o grau máximo, tomando mais elevada a dor pela perda. Majoração para o total de 400 (quatrocentos) salários mínimos, sendo 150 (cento e cinqüenta) para o pai e 250 (duzentos e cinqüenta), para a mãe, levando-se em conta, com relação a esta, além da dor pela perda do filho, o seu sofrimento durante o trabalho de parto, que se estendeu além do necessário, conforme descrito no laudo pericial. Improcedência de pedido de pensionamento porque o laudo pericial demonstra que a morte do feto se deu antes do nascimento, não se aplicando assim a Súmula nº 491 do STF. Conhecimento e provimento parcial da apelação dos Autores julgando-se prejudicada a da Ré. (Apelação Cível â\u20ac\u201c Processo n°2001.001.21933 - Des. Mario Robert Mannheimer - Julgamento: 05/04/2005 â\u20ac\u201c 16ª Câmara Cível).
Pergunta-se: 
a)O nascituro tem personalidade? 
b)O feto natimorto da autora adquiriu personalidade?
c) Quais as conseqüências jurídicas do nascimento de um bebê vivo que em seguida falece e de um bebê nascido morto? 
 
QUESTÃ\u2022ES OBJETIVAS: (respostas justificadas)
 
1- Assinale a opção correta:
 
I - O relativamente incapaz casado passa a ser maior de idade.
II - Ã\u2030 nulo o ato jurídico praticado por pessoa relativamente incapaz.
III- O pai reconhecido judicialmente como pródigo, fica afastado do poder familiar.
IV- O esquizofrênico, que alterna momentos de lucidez e insanidade, é considerado relativamente incapaz.
V- O idoso, de 80 anos, apesar de estar em pleno gozo de suas faculdades mentais, necessita de assistência para a prática dos atos da vida civil.
a)       Apenas o item I está certo.
b)       Apenas os itens I e III estão certos.
c)       Apenas os itens IV e V estão certos.
d)       Todos os itens estão certos.
e)       Todos os itens estão errados.
 
 
2- Esta questão contém duas afirmações. Assinale o item correto.
 
Ao nascer com vida, adquire-se capacidade de fato
PORQUE
A capacidade de direito somente se adquire com a ocorrência das hipóteses do art. 5º CC, ou seja, quando se pode exercer plenamente o direito.
                                                              Â\ufffd\ufffd                                
(A)           se as duas são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.
(B)          se as duas são verdadeiras e a segunda não justifica a primeira.
(C)  Â