A 1-¬ Guerra Mundial e o decl+¡nio da Europa

A 1-¬ Guerra Mundial e o decl+¡nio da Europa


DisciplinaHistória Econômica Geral1.483 materiais32.483 seguidores
Pré-visualização3 páginas
organismos internacionais somente no pós-2ª GM.
*
*
 A oscilação da produção industrial em diferentes países (1929=100)
*
*
3.1 American first? Business first?
. Os EUA no pós-1ª GM:
A renda nacional duplicou;
A indústria americana se fortaleceu e com predomínio nos seguintes setores: ferro/aço, carvão, petróleo, eletricidade e química (para não falar da indústria de bens de consumo durável).
. O crescimento econômico americano a frota mercantil não ultrapassou a da GB.
*
*
. Os investimentos americanos no exterior não superaram os da GB.
.. O aumento do estoque de Au e das dívidas de guerra.
. Os EUA e o Tratado de Versalhes (1919) o importante papel desempenhado pelo presidente Wilson (Partido Democrata), porém o Congresso Americano (de maioria Republicana) não ratificou o tratado.
. As eleições de 1920 a vitória republicana com Harding e o lema: \u201cPensar na América em 1º lugar! Exaltar a América em 1º lugar!\u201d
*
*
American first! o protecionismo americano contra as mercadorias estrangeiras (1922) e contra a imigração (1924)
American first! os bancos americanos, mesmo internacionalizados, com sucursais na Europa e na América Latina, não sentem nem a responsabilidade nem têm meios de controlar o sistema mundial de pagamentos.
American first! o expansionismo americano (imperialismo), porém seu horizonte era principalmente as Américas Canadá e América latina, locus de investimento para os capitais americanos.
*
*
Sucursais bancárias e investimentos americanos no exterior
 
*
*
America first! a prosperidade americana nos anos 1920.
. Prosperidade o preço pago pela classe operária americana.
.. O aumento do nº de operários de 13 milhões em 1920 (5,5 milhões de operários qualificados) para 14 milhões em 1930 (6,3 milhões de qualificados).
.. De 1913 a 1919, o salário real abaixou, e mesmo com a aceitação do princípio da jornada de trabalho de 8 horas, estava longe de ser geral.
.. O aumento do nº de acidentes de trabalho 2 milhões de acidentes por anos no início dos anos 1920, sendo 20 mil mortes por ano.
*
*
Henry Ford e o Caminho da prosperidade o Five Dollars Day o aumento dos salários da indústria automobilística Ford, a partir de 1/04/1914), para U$ 5 e a jornada de trabalho de 8 horas.
. O efeito imediato os ganhos de produtividade com o turnover (rotatividade) caindo para menos de 0,5% e o mesmo para o absenteísmo a produção de veículos passa de 200 mil em 1913, para 500 mil em 1915, 1 milhão em 1920, e mais de 5 milhões em 1929.
. A queda do preço do automóvel o Ford (modelo T, porduzido até 1927, cai de US$1.950 para US$ 200.
A prosperidade não era para todos, somente para uma elite operária (setor automobilístico).
Não tinham direito ao Five dollars day operários com menos de 6 meses de casa, as mulheres e outros. 
*
*
A implementação da organização científica do trabalho e do trabalho em linha de montagem a crescente concentração das empresas americanas, com 1.245 fusões em 1929. 
. Os gigantes do aço US Steel, Bethlehen Steel e Republic steel;
. As grandes de Detroit Ford, GM e Chrysler;
. O setor elétrico a General Eletric e Westinghouse.
. O setor químico a Du Pont e as (war babies) Allied Chemical e Union Carbide and Carbon.
A crise de 1929 o fim da famosa frase de Calvin Colidge, 30º presidente (1923-1928): \u201cO grande negócio da América são os negócios\u201d .
*
*
A crise de 1929 seu desdobramento: a depressão nos EUA (COLISTETE e BEAUD): 
a) A queda de 29% do PIB entre 1929-33; o produto industrial: jun/1929=100, dez/1929=82, mar/1933=47;
b) A razão I/PIB caiu de 15% para menos de 1% em 1932/33. O investimento líquido foi negativo entre 1932-34;
c) O desemprego aumentou de 3,2% em 1929 para 25% em 1933 o desemprego foi maior em regiões industriais, como Chicago, 40%;
d) Os preços de atacado baixaram 1/3 em 1929-1932;
e) O número de sempregados para o conjunto dos setores de atividade atingiu 3 milhóes em 1930, 6 milhões em 1931, 10 milhões em 1932 e 13 milhões em 1933;
*
*
f) Os salários baixaram, conforme a fonte, em 1/3 a 1/4 , entre 1929 e 1932. 
g) As exportações caíram de 5,2 milhões de dólares em 1929, para 1,6 em 1932. 
O aumento do protecionismo americano a tarifa Hawley-Smoot, de 1930.
. Protecionismo as importações caem de 4,4 milhões de dólares em 1929, para 1,3 milhões em 1932.
Importante os EUA, com toda a crise, detinham 2/5 das reservas de Au.
A eleição de Franklin D. Roosevelt em 1932 o New Deal.
*
*
A Depressão de 1930 nos EUA
ABREU, Marcelo de Paiva. Keynes e as consequências econômicas da Paz. Texto para discussão nº 454, PUC-RJ, 2002.
*
FERRARI FILHO, Fernando. A NOÇÃO DE INCERTEZA NOS PÓS-KEYNESIANOS E INSTITUCIONALISTAS: UMA CONCILIAÇÃO POSSÍVEL? 
*
COUTO, Joaquim M. Hjalmar Schacht e a economia alemã (1920-1950). Economia e Sociedade, Campinas, v. 16, n. 3 (31), p. 311-341, dez. 2007.
*
FRANCO, Gustavo. Schacht: aspectos econômicos. In: SCHACHT, H. Setenta e seis anos de minha vida. Rio de Janeiro: Editora 34, 1999.
*
Fonte: http://www.lpm-editores.com.br/livros/Imagens/crise_de_29.pdf
*