A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
aula 01 - revisão - estrutura e morfologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Centro Universitário do Distrito Federal – UDF
Brasília-DF
Estrutura e morfologia de bactérias
Msc. Andreanne Gomes Vasconcelos
O que abordaremos?
• Dimensões relativas dos microrganismos;
• Estruturas básicas e acessórias; 
• Morfologia;
Sistema métrico em Microbiologia
• Dimensões dos microrganismos
As bactérias
• Procariontes:
Menor complexidade 
citoplasmática;
Ausência de membrana 
nuclear;
DNA genômico haploide, 
único, circular; plasmídios;
Sem organelas membranosas;
Tamanho: 0,2 a 2,0 m 
diâmetro e 2 a 8 m de 
comprimento.
Estrutura da célula bacteriana
• Estruturas fundamentais:
Membrana celular
Citoplasma
Nucleoide
Ribossomos
Parede celular
• Estruturas acessórias:
Cápsula
Flagelo
Filamentos axiais
Fímbrias/Pili
Plasmídio
Endosporo
Estrutura da célula bacteriana
• Membrana celular:
Modelo mosaico fluido
• dupla camada de fosfolipídeo
• proteínas periféricas: catalisam reações 
químicas
• proteínas integrais: canais por onde 
substâncias entram/saem da célula.
Funções: Digestão de nutrientes, 
Transporte de elétrons e a produção de 
energia (ATP)
• Citoplasma:
Fluido semilíquido
• água, proteínas, aminoácidos, 
carboidratos, lipídios, minerais, 
metabólitos 
• inclusões, ribossomos, plasmídios
• Citoesqueleto
Função: local das reações metabólicas
Estrutura da célula bacteriana
• Nucleoide:
Não possui carioteca nem 
nucleossomo
Cromossomo – 1 molécula única 
DNA dupla fita circular
Função: contém informação 
genética; controla as funções 
celulares
• Ribossomos:
Ribossomos 70S 
(subunidades 30S e 50S)
Conferem ao citoplasma um 
aspecto granular
Função: síntese proteica
Neisseria gonorrhoeae
Estrutura da célula bacteriana
• Parede celular: é uma estrutura semirrígida que recobre a membrana
citoplasmática e contribui para a forma das bactérias.
Parede celular
Peptidoglicano
Carboidrato Polipeptídeo
N-acetilglicosamina (NAG)
N-acetilmurâmico (NAM)
Parede celular
• Gram positiva:
Várias camadas de peptidioglicano (cerca de 
90%)
Ácidos teicoicos e lipoteicoicos.
• Gram negativa:
 Internamente: camada de fosfolipídeos e 
lipoproteína, ancorada ao peptidioglicano.
Externamente => lipopolissacarídeo (LPS).
Espaço periplasmático.
Parede celular e coloração de Gram
Streptococcus pneumoniae
Streptococcus pyogenes
Staphylococcus aureus
Clostridium botulinum
Neisseria gonorrhoeae
Neisseria meningitidis
Escherichia coli
Salmonella enterica
Estrutura da célula bacteriana
• Cápsula:
Substância viscosa e gelatinosa 
situada externamente à parede 
celular
• Polissacarídeos e/não lipídios e 
proteínas
Função: Proteção contra fagocitose, 
fator de virulência (Ex: Streptococcus
pneumoniae encapsuladas)
• Flagelo:
Filamentos proteicos (flagelina)
Surgem de um corpúsculo basal na MC
Função: motilidade bacteriana
Estrutura da célula bacteriana
• Fímbrias/Pili:
Proteínas polimerizadas (pilina)
Mais finos que flagelos
Surgem do citoplasma
Função: Aderência e fixação, 
transferência de material genético
Filamentos axiais:
Feixes de fibrilas que se originam nas
extremidades das células, sob uma
bainha externa, e fazem uma espiral em
torno da célula.
Estrutura da célula bacteriana
Plasmídio:
Fragmentos de DNA dupla fita circular extracromossômicos
Função: vantagens seletivas
• Gene blaKPC (Klebsiella pneumoniae carbapenemase): resistência a 
todos os fármacos beta-lactâmicos.
• Gene mecA (MRSA – Staphylococcus aureus meticillin resistant): 
resistência a todos os fármacos beta-lactâmicos
Estrutura da célula bacteriana
• Endosporo:
Célula desidratada, com vida latente, sem 
atividade metabólica
Contém muito ácido dipicolínico e íons Ca 
(essenciais para retomar o metabolismo)
Bacillus anthracis; Clostridium tetani, C. 
perfringens, C. botulinum.
ácido dipicolínico
esporogênese
Morfologia bacteriana
Forma
Bastonete
EspiraladaCocobacilos e Vibriões
Helicobacter pylori
Treponema pallidum
Gardnerella vaginalis Vibrio cholerae
Esférica
Morfologia bacteriana
FormaArranjo
Bibliografia sugerida
• Básica
 OPLUSTIL, C. P. Procedimentos Básicos em Microbiologia Clínica. 2.ed. São Paulo: Atheneu, 2004.
 TORTORA, G.J.; FUNKE, B.R.; CASE, C.L. Microbiologia. 10.ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.
 TRABULSI, L. R.; ALTELTHUN, F. Microbiologia. 5.ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2008.
• Complementar
 BARROS, E.; MACHADO, A.; SPRINZ, E. Antimicrobianos – Consulta Rápida. 5.ed.. Porto Alegre: ArtMed, 2013. (e-book)
 BROOKS, G.F.; CAROLL, K.C.; BUTEL, J.S.; MORSE, S.A.; MIETZNER, T.A. Microbiologia Médica de Jawetz, Melnick e Adelberg. 
26.ed. Porto Alegre: AMGH, 2014. (e-book)
 ENGELKIRK, P.G.; DUBEN-ENGELKIRK, J.; BURTON, G.W.B. Microbiologia para as Ciências da Saúde. 9.ed. Rio de Janeiro: 
Guanabara Koogan, 2012. (e-book)
 MADIGAN, M.T.; MARTINKO, J.M.; DUNPLAP, P.V.; CLARK, D.P. Microbiologia de Brock.12.ed. Porto Alegre: ArtMed, 2011. (e-book)
 SALVATIERRA, C. M. Microbiologia - Aspectos morfológicos, bioquímicos e metodológicos. São Paulo: Érica, 2014 (e-book).
andreanne.vasconcelos@udf.edu.br
mailto:andreanne.vasconcelos@udf.edu.br