A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Ficha - Blocos economicos

Pré-visualização | Página 2 de 3

outros, enquanto buscava pactuar algum 
tipo de limitação a suas exportações, o 
que não vingou. As previsíveis represálias 
por parte da UE beiram a guerra comercial. 
Wilbur Ross, secretário de Comércio, 
anunciou nesta quinta-feira que os 
encargos entrarão em vigor à meia-noite. 
A administração Trump também colocará 
cotas ou limites de volume para outros 
países, como Brasil, Coreia do Sul, 
Argentina e Austrália, em vez de tarifas, 
disse Ross, segundo o canal CNBC [...].” 
 
Disponível em: 
https://brasil.elpais.com/brasil/2018/05/31/i
 
nternacional/1527774364_377934.html. 
Acesso em: 07 set.2018. (Adaptado) 
 
A partir do exposto e de seus 
conhecimentos acerca do tema, é 
CORRETO afirmar que 
 
a) países em desenvolvimento 
apresentam vantagens no atual cenário 
econômico internacional, visto que, como 
exportadores de commodities, terão seus 
produtos comercializados com maior valor 
agregado, aumentando o superávit nas 
exportações. 
b) o protecionismo, caracterizado por um 
conjunto de ações de proteção ao 
mercado nacional que determinado 
governo adota, tais como a elevação das 
taxas de importação, pouco influencia na 
comercialização de matérias-primas para a 
produção industrial dos países que 
consomem esses insumos, tais como o aço 
e o alumínio. 
c) a ação de Donald Trump ascende para a 
renacionalização de todo o processo 
produtivo, desconcentrado ao longo da 
globalização da economia, cujo principal 
destino foi a UE, em busca de matéria-
prima, mão de obra barata e leis 
ambientais flexíveis. 
d) as barreiras alfandegárias impostas 
pelos Estados Unidos por meio do 
aumento das taxas de importação sobre o 
aço e o alumínio coloca em xeque o ideário 
neoliberal da livre concorrência, 
ratificando o papel central do Estado na 
regulação da economia. 
e) a União Europeia apoia a política 
protecionista norte-americana, pois 
haverá mais insumos industriais 
disponíveis no mercado internacional 
regulado pela Organização Mundial de 
Comércio. 
 
Questão 3 (ENEM). Na América do Sul, a 
principal orientação dos investimentos 
nas últimas décadas foi direcionada para 
aumentar a oferta de commodities 
agropecuárias e minerais no mercado 
mundial. Grande parte dessas 
commodities está sendo consumida na 
China e na Índia, que são países que 
apresentam um rápido crescimento 
urbano com uma substancial mudança da 
distribuição territorial de suas numerosas 
populações. Soja, minério de ferro, 
alumínio, petróleo e, mais recentemente, 
biocombustíveis integram a pauta de 
exportações das nações sul-americanas. 
 
EGLER, C. G. Crise, mudanças globais e 
inserção da América do Sul na economia 
mundial. In: VIDEIRA, S. L.; COSTA, P. A.; 
FAJARDO, S. (Org.).Geografia econômica: 
(re)leituras contemporâneas. Rio de 
Janeiro: Letra Capital, 2011. 
 
O principal risco econômico para os países 
da América do Sul dependentes da 
 
comercialização dos produtos 
mencionados no texto é o(a) 
 
a) surgimento de fontes energéticas 
renováveis. 
b) instabilidade do preço dos produtos 
primários. 
c) distância dos principais parceiros 
comerciais. 
d) concorrência de economias 
emergentes asiáticas. 
e) esgotamento das reservas de 
combustíveis fósseis. 
 
Questão 4 (UNIOESTE). Sobre o Mercosul 
– Mercado Comum do Sul, assinale a 
alternativa correta. 
 
a) Trata-se de bloco econômico 
supranacional que no momento de sua 
constituição oficial, no início da década de 
1990, era formado exclusivamente pelo 
Brasil e Argentina. 
b) As primeiras tentativas de integração 
entre as nações americanas, que 
resultaram posteriormente no Mercosul, 
podem ser identificadas na década de 
1950, com a criação da Alalc – Associação 
Latino Americana de Livre Comércio e do 
Nafta – Acordo de Livre Comércio da 
América do Norte. 
c) Caracteriza-se pela união econômica e 
monetária entre os atuais países 
membros, seguindo a tendência de 
organização encontrada na União 
Européia. 
d) Entre os objetivos esperados pela 
criação desse bloco econômico, consta o 
aumento do comércio entre os países 
membros, algo que ainda não foi 
alcançado. 
e) Os Estados Partes do Mercosul são 
Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. A 
Venezuela é Estado Parte em processo de 
adesão, dependendo ainda da aprovação 
dos congressos nacionais para tornar-se 
membro pleno. 
 
Questão 5 (UNESP). Ao promover a livre 
circulação de mercadorias e serviços entre 
Estados Unidos, Canadá e México, o 
Acordo de Livre-Comércio da América do 
Norte ratificou as chamadas 
maquiladoras, caracterizadas como 
 
a) Indústrias estadunidenses em território 
mexicano, que realizam a montagem de 
produtos através da exploração de mão de 
obra. 
b) Parques tecnológicos estadunidenses 
em regiões de fronteira mexicana, que 
priorizam o desenvolvimento industrial 
regional via compartilhamento dos meios 
de produção. 
c) Indústrias mexicanas em território 
estadunidense, que produzem bens de 
consumo por meio de parcerias para o 
desenvolvimento produtivo. 
 
d) Universidades técnicas mexicanas em 
território canadense, que investem na 
qualificação profissional via intercâmbio 
de trabalhadores. 
e) Empresas canadenses em território 
estadunidense, que objetivam a prestação 
solidária de serviços essenciais às cidades 
mexicanas. 
 
Questão 6 (Acafe). Em um mundo 
economicamente globalizado o capital 
não encontra fronteiras físicas e, desta 
forma, reina a liberdade de comércio entre 
os países do mundo. Para um maior 
fortalecimento das posições econômicas 
ou para intensificar as relações comerciais 
entre si, alguns países formam alianças, os 
blocos econômicos. 
 
Sobre os blocos econômicos é correto 
afirmar, exceto: 
 
a) As Zonas de Livre Comércio são acordos 
comerciais que visam a redução ou 
eliminação de tarifas aduaneiras entre os 
países membros do bloco, como é o caso 
do NAFTA. 
b) O Acordo de Livre Comércio da América 
do Norte (NAFTA) é uma associação de 
expressão mundial reduzida e se 
caracteriza pela livre circulação de 
mercadorias, pessoas, serviços e capitais. 
c) Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, 
países integrantes do MERCOSUL, 
compõem um bloco econômico que 
estabelece as mesmas tarifas de 
exportação e importação para o comércio 
internacional fora do bloco. 
d) O bloco econômico com maior nível de 
avanço e de integração econômica é a 
União Européia, pois, além de participar 
dos acordos do mercado comum, 
encontra-se na etapa da união econômica 
e monetária. 
 
Questão 7 (ENEM). 
 
Disponível em: 
https://portuguese.brazil.usembassy.gov. 
Acesso em: 11 maio 2016 (adaptado). 
 
Dentro das atuais redes produtivas, o 
referido bloco apresenta composição 
estratégica por se tratar de um conjunto 
de países com 
 
a) elevado padrão social. 
b) sistema monetário integrado. 
c) alto desenvolvimento tecnológico. 
d) identidades culturais semelhantes. 
 
e) vantagens locacionais 
complementares. 
 
Questão 8 (IFCE). 
Com o fim da Segunda Guerra Mundial, 
muitos países passaram a se organizar, 
com o objetivo de promover maior 
integração econômica, culminando com o 
surgimento de blocos econômicos. A 
diminuição ou até a eliminação de 
barreiras alfandegárias facilitaria maior 
troca comercial de mercadorias e serviços. 
O primeiro bloco econômico a se formar 
foi a União Europeia (UE), em 1957, 
batizado com o nome de Comunidade 
Econômica Europeia (CEE). Sobre os 
blocos econômicos, é incorreto dizer: 
 
a) O Acordo Norte-Americano de Livre 
Comércio (Nafta) entrou em vigor em 
janeiro de 1994. Assinado entre os Estados 
Unidos, Canadá e México, foi, 
inicialmente, precedido de um tratado 
entre Estados Unidos e Canadá em 1988. 
Tendo nos Estados Unidos sua principal 
força econômica, seu principal objetivo é 
ampliar sua área de abrangência para toda 
a América que se chamaria

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.