HEB- Aula 3

HEB- Aula 3


DisciplinaHistória da Educação no Brasil2.259 materiais32.572 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Circulação de conhecimento e práticas de educação no Brasil colonial (séc. XVI-XVIII) - Cynthia Greive Veiga, 2007
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
*
Tema da Apresentação
*
Características que marcaram o processo civilizatório brasileiro no período colonial:
Pluralismo etnico-cultural (índios, negros, portugueses, franceses, holandeses, espanhóis, alemães)
Ocupação demográfica
Método educacional: modelo lusitano, continuidade portuguesa
 
			Religiosidade
		Conversão do gentio (= não civilizado)
			Educação das mulheres
	Manutenção do latim para filhos dos colonizadores
 
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Educação no período colonial: expressava valores e conteúdos vigentes em Portugal.
Duas questões:
Diversidade das atividades educacionais;
Relação entre educação colonial e expansão ultramarina.
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
 Diversidade das atividades educacionais jesuíticas:
Ação missionária da conversão dos índios;
Formação teológica para religiosos e pessoas com vocação;
Preocupação em educar os filhos dos colonizadores.
Ação dos jesuítas:
Pregação
Ensino de orações, cantos e ofícios
Alfabetização
Ensino formal do latim
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
(2) Relação entre educação e expansão marítima
Ação expedicionária portuguesa e colonizadora dos portugueses
Fortalecimento da Cia de Jesus no Brasil, por D. João IV.
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
*
Tema da Apresentação
*
Companhia de Jesus, ordem fundada em 1534, no contexto da reforma católica, e reconhecida em 1540 pelo Papa Paulo III.
 Sua regra de excelência era a total obediência aos mandamentos cristãos e, em nome de Deus e da fé, os jesuítas se espalharam pelo mundo. Ao mesmo tempo serviam aos propósitos da Coroa Portuguesa.
Os jesuítas foram o mais importante grupo religioso na manutenção dos princípios da reação católica ao protestantismo.
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Interesses complementares:
A expansão comercial que era objetivo da monarquia se sintonizava com a expansão religiosa e controle da fé buscados pela Igreja.
Muitos navegadores integravam a
Ordem dos Cavaleiros de Cristo, como
Pedro Alvares Cabral que usava a cruz
da ordem como símbolo de sua frota.
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Em síntese:
A socialização nesse período se caracterizou pelo estranhamento entre grupos étnicos com costumes e hábitos diferentes e que passaram a conviver de forma interdependente.
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Estratégia pedagógica dos jesuítas:
IR e ENSINAR PARA CRISTIANIZAR
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Ação civilizadora dos jesuítas:
IR
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
IR Triunfar das distâncias físicas e culturais
(fazer vir pela aglutinação dos grupos indígenas em vilas e aldeamentos)
ENSINAR Trinfo da inteligência
Objetivo final
Cristianizar = triunfo da vontade
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Método educacional: educação estética de inspiração cristã
Práticas pedagógicas cristãs, nada usuais para a época com a intenção de:
Conhecer o outro (o índio) para converter
Educar as vontades
combinando escrita, expressão corporal e
oralidade cantada (aprenderam a língua mais falada na costa: tupi-guarani = língua brasílica).
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
ARTE DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA MAIS USADA NA COSTA DO BRASIL - José de Anchieta
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Fundamentação da moderna pedagogia católica:
VONTADE
 MEMÓRIA INTELECTO
tripé 
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
	Paralelo entre a prescrição jesuítica de Educar a VONTADE (caráter) pela reatualização permanente da doutrina (cultivo da MEMÓRIA) e pela razão (cultivo do INTELECTO) de um lado e o tripé do outro.
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Ação civilizadora dos jesuítas:
ENSINAR
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Objetivo da Educação, de acordo com o RATIO STUDIORUM:
Promover integração harmoniosa dos súditos de Deus e do reino para com seus legítimos superiores.
Temperar o caráter pela educação.
Orientar o progresso pela civilização dos costumes.
EDUCAR OS INDÍGENAS NA E PARA A CIVILIZAÇÃO
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Conjunto de ações pedagógicas para a conversão dos indígenas incluía:
Aldamento
Trabalho regular
Ensino de ofício
Objetivo: invenção de uma outra memória para o índio
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
COLÉGIOS COLONIAIS JESUÍTICOS:
Práticas educacionais diferentes das aplicadas na Europa.
De modo geral:
Alfabetização na língua portuguesa por meio do tupi-guarani (para os índios)
Artes e ofícios (para os índios e escravos)
Gramática latina e retórica (para colonos e clero)
Canto
Instrumentos musicais
Cultivo de hortas e pomares
Criação de animais
Letras e culturas não eram meios de ascensão social
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
RATIO STUDIORUM
(PUBLICADO EM 1599)
Estudos Superiores Estudos Inferiores
 Trivium
Teologia moral Gramática latina
Teologia dogmática Humanidades (lógica)
Filosofia Retórica
Matemática Complemento: (H, G)
 Quadrivium
 Aritmética
 Geometria
 Astronomia
 Música
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
ESTUDOS MAIORES
GRAMÁTICA PORTUGUESA
LATIM
RETÓRICA
MATEMÁTICA
FILOSOFIA TEOLOGIAL MORAL
Colégio da Bahia, 1572
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Continuidade dos estudos:
 Universidade de Coimbra
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
RAZÕES DO INSUCESSO:
MORTANDADE DOS ÍNDIOS
RESISTÊNCIA À CATEQUESE
DISPERSÃO DAS MISSÕES
O CRISTIANISMO NÃO SE ENRAIZOU NAS ETNIAS INDÍGENAS.
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Em síntese:
A presença e a atuação dos jesuítas solidificaram os elos entre a expansão comercial da colonização e a Igreja. 
O reordenamento do espaço físico e cultural, a submissão dos índios aos valores católicos e a propagação do humanismo cristão nos colégios contribuíram significativamente para a consolidação do absolutismo e da economia mercantilista.
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Outros espaços de educação e socialização:
Ordens religiosas (bispados)
Corporações
Confrarias
Sociedades literárias
Aulas domésticas
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Tema da Apresentação
*
Educação das mulheres: