Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Introdução à parasitologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

PARASITOLOGIA
AULA 1- INTRODUÇÃO À PARASITOLOGIA
Livros- Parasitologia Humana (David Pereira Neves)*** melhor e Parasitologia (Rey) 
O mundo da parasitologia começou a mudar quando ocorreram os casos de HIV,após sua pandemia (epidemia em todo o mundo). Porque, além de ser uma doença mortal ela apareceu bastante em celebridades e aqui no Brasil o Cazuza. Cerca de 1% da população mundial é o controlador, ou seja, resistênte ao HIV, como Ney Matogrosso (namorado de Cazuza), pois possui um gene CCRC que os torna imune ao HIV. Estudos recentes mostram que a doação da medula por pessoas imunes compatíveis com doentes de HIV está os curando. A presença o HIV fez ressurgir doenças antes controladas, como a Tuberculose.
Principais Parasitas:
· Protozoários
· Helmintos
· Artrópodes
Formas de Transmissão:
· Àgua
· Alimentos
· Mãos sem a devida higienização
· Poeira
· Solo contaminado por larvas
· Hospedeiros intermediários (moluscos)
· Outros...
Ascaris lumbricoides
90% dos parasitos que passam pelo pulmão não aparecem nos exames, parecem um resfriado. Por isso o diagnóstico de pneumonia é muito mais clinico, o raio x é p evr complicações.
No nosso caso seria a Pneumonite Eosinofílica (síndrome de lufin) causada pelo ciclo do Ascaris (engole, eclode no estômago, vai para os pulmões, saí pelo catarro e é deglutida novamente e já adultas vão para os pulmões), porém com um exame de um ano não seria a mesma infecção que está causando agora os sintomas. Ou seria uma nova infecção ouuuuu uma pneumonia normal mesmo. Até porque nem sempre os sintomas da passagem da larva pelo pulmão é tão exuberante assim.
Normalmente a pneumonite é difusa, em todo pulmão. Mas a pneumonia é mais focal (como mostra o raio x do caso). E síndrome gripal para depois pneumonia secundária a uma infecção viral. 
· Além de grande tem grande capacidade de locomoção
· Parasita com um hospedeiro: parasita monoxemico 
· Ovos mais redondinhos
· Ciclo Evolutivo: 
· Alguém contaminado com o Ascaris adulto defecou os ovos 
· Alimento ou água contaminado com fezes cheias de ovos (o mais comum é a alface)
· No estômago ocorre a eclosão dos ovos por ação do suco digestivo na casca e a larva consegue sobreviver com sua película de actina.
· Ela penetra ativamente na mucosa intestinal migra para o sangue.
· Após isso, migram para os pulmões onde formam muco com a larva do ascaris e deglutem novamente ou escarram e contaminam o ambiente mas podem não desenvolver a doença. (forma de proteção da larva, pois ainda não é capaz de sobreviver no intestino ainda, ou seja, é um tempo ganho para se maturar)
· Se deglutem, a larva volta para o tubo digestivo, onde a larva já tem maturidade suficiente para sobreviver no intestino, se tornando adulta. 
· TUDO OCORRE NO DELGADO
· Ele é um parasita espoliativo, pois se alimenta dos nossos nutrientes para sobreviver em nosso sistema.
Equisostomose
· Tem dois hospedeiros: homem e o caramujo, é chamado digenético ou estenoxeno (podem ser dois ou mais)
· Ovos em formato mais ovalado
Classificação:
· Quanto ao número de hospedeiros: monoxenos/ monogenéticos (Ascaris lumbricoides e Enteroblus vermicularis) e heteroxenos/ digenéticos.
· Quanto á localização nos hospedeiros: ectoparasitas ou endoparasitas.
· Quanto ao número de células: unicelulares e pluricelulares 
· Ectoparasita: ficam nas partes externas do hospedeiro (piolho)
· Endoparasita: ficam nas partes internas do hospedeiro (tênias, lombrigas)
· Unicelulares: protozoários
· Pluricelulares: helmintos 
Parasitismo:
É a interação entre indivíduos de espécies diferentes, em que se estabelecem relações intimas e duradouras com certo grau de dependência metabólica. Geralmente o hospedeiro proporciona ao pasito todos os nutrientes e as condições fisiológicas requeridas por este.
Especificidade do hospedeiro:
Quando o parasito exige apenas uma espécie de hospedeiro para completar seu ciclo biológico, é dito monoxeno e, se a espécie for sempre a mesma, será considerado estenoxeno. 
Por outro lado, quando o parasito necessita de mais de uma espécie de hospedeiro para completar seu ciclo biológico, um deles será o hospedeiro definitivo e o outro intermediário.
· Hospedeiro Definitivo: é o que apresenta o parasito em fase de maturidade ou em fase de atividade sexual.
Ex: do Plasmodium é o Anopheles; do S. mansoni é o ser humano.
· Hospedeiro Intermediário: é o que apresenta o parasito em fase larvária ou em fase assexuada.
Ex: do Trypanossoma cruzi é o triatomíneo, do S. manssoni é o caramujo.
Na maioria dos casos o homem é o hospedeiro definitivo, porém na Malária ele é o hospedeiro intermediário.