WL-P & R-04-Direito Constitucional-09-Os Princípios do Estado de Direito-003
2 pág.

WL-P & R-04-Direito Constitucional-09-Os Princípios do Estado de Direito-003


DisciplinaDireito Constitucional I48.581 materiais1.345.890 seguidores
Pré-visualização1 página
\ufffd INCLUDEPICTURE "http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTlzEsfAOs7FECPBSYbP4fZ1u_R0PVj8ClaiZWCstsE3GSAzZYC" \* MERGEFORMATINET \ufffd\ufffd\ufffd\ufffdWaldeck Lemos
Perguntas & Respostas\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTlzEsfAOs7FECPBSYbP4fZ1u_R0PVj8ClaiZWCstsE3GSAzZYC" \* MERGEFORMATINET \ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffdDisciplina:
Direito Constitucional\ufffdFolha:
\ufffdPAGE \* MERGEFORMAT \ufffd1\ufffd de \ufffdNUMPAGES \* MERGEFORMAT \ufffd2\ufffd\ufffd\ufffd
\ufffd INCLUDEPICTURE "http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTlzEsfAOs7FECPBSYbP4fZ1u_R0PVj8ClaiZWCstsE3GSAzZYC" \* MERGEFORMATINET \ufffd\ufffd\ufffd\ufffdWaldeck Lemos
Perguntas & Respostas\ufffd\ufffd INCLUDEPICTURE "http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTlzEsfAOs7FECPBSYbP4fZ1u_R0PVj8ClaiZWCstsE3GSAzZYC" \* MERGEFORMATINET \ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffdDisciplina:
Direito Constitucional\ufffdFolha:
\ufffdPAGE \* MERGEFORMAT \ufffd2\ufffd de \ufffdNUMPAGES \* MERGEFORMAT \ufffd2\ufffd\ufffd\ufffd
Questões
	
	Fonte: CRETELLA JUNIOR, J. e CRETELLA NETO, J. - 1.000 Perguntas e Respostas de Direito Constitucional \u2013 Editora Forense Jurídica (Grupo GEN).
	
	CAPÍTULO 09 - OS PRINCÍPIOS DO ESTADO DE DIREITO
	
	01) Citar casos de isonomia material encontrados na atual CF.
R.: Encontram-se casos de isonomia material em nossa CF, por exemplo, nos seguintes dispositivos: a) proibição de diferenciar salários, do exercício de funções e de critérios de admissão por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil (art. 7.º, XXX); b) proibição de qualquer discriminação no tocante a salário e critérios de admissão do trabalhador portador de deficiência (art. 7.º, XXXI); e c) gradação dos impostos segundo a capacidade econômica do contribuinte, sempre que possível (art. 145, § 1.º).
02) Qual a conseqüência jurídica da promulgação de lei, ou ato administrativo, que faça discriminação relativamente a matéria à qual a CF não previu discriminação?
R.: A lei ou o ato administrativo serão nulos de pleno direito, se contiverem inconstitucionalidade: onde a Constituição não previu desigualdade, de forma explícita ou implícita, não poderá qualquer lei ou ato admiti-la.
03) De que modos pode ocorrer a inconstitucionalidade, relativamente ao princípio da igualdade?
R.: A inconstitucionalidade pode ocorrer mediante: a) concessão de benefício legítimo (ex.: isenções, abatimento ou perdão de dívida) a pessoas ou grupos determinados, não incluindo outros, em igual situação, que passam a ser desfavorecidos, por não gozarem dos benefícios; ou b) imposição de qualquer obrigação (ex.: imposto, ônus, sanção, proibição) a pessoas ou grupos determinados, não incluindo outros, em igual situação, que passam a ser favorecidos pela ausência da obrigação.
04) Quais os instrumentos jurídicos adequados para coibir a inconstitucionalidade, relativamente ao princípio da igualdade?
R.: Os instrumentos jurídicos adequados para coibir a inconstitucionalidade são: a) no caso de concessão de benefício legítimo a pessoas ou grupos determinados, não incluindo outros, em igual situação, os prejudicados deverão ajuizar ação visando ao reconhecimento do direito aos discriminados; e b) no caso de imposição de obrigação a pessoas ou grupos determinados, há dois caminhos: ação conjunta (eventualmente, coletiva) daqueles que sofreram a imposição da obrigação, pedindo sua exclusão, fundada em inconstitucionalidade, ou então, ação direta de inconstitucionalidade, ajuizada pelas pessoas autorizadas pelo art. 103.
05) Em que consiste o princípio da legalidade?
R.: Pelo princípio da legalidade, expresso em nossa CF (art. 5.º, II), ninguém pode ser obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei, o que exprime um ideal de democracia, já que todos se sujeitam à norma editada por vontade do Parlamento, que representa o povo.
06) De que fontes foram extraídas as idéias inspiradoras das primeiras declarações de direitos?
R.: As idéias inspiradoras das primeiras declarações de direitos foram extraídas do Direito Natural e do pensamento filosófico judaico-cristão, os quais atenderam às reivindicações das classes comercial e industrial emergentes do século XVIII, que não mais suportava a opressão absolutista de um regime monárquico feudal e estagnado, e se baseavam, inicialmente, na doutrina das liberdades públicas.
07) Vistos de uma perspectiva atual, que direitos ficaram excluídos das primeiras declarações de direitos?
R.: Ficaram excluídos os chamados direitos sociais, expressão de significado abrangente, que inclui os direitos econômicos e sócio-culturais; ao conjunto das liberdades públicas e dos direitos sociais, dá-se o nome de direitos fundamentais.
08) Quais as modernas fontes inspiradoras dos direitos fundamentais?
R.: A partir do século XIX, o desenvolvimento industrial e o surgimento de uma classe proletária organizada, permanentemente em confronto com a burguesia capitalista, produziu novas idéias sobre a sociedade e sobre a tutela jurídica de seus interesses, que se refletiram, principalmente, nos seguintes documentos e correntes: a) Manifesto Comunista (e doutrinas subseqüentes, de inspiração marxista), apregoando liberdade e igualdade materiais, a serem realizadas em regime socialista de governo; b) doutrina social da Igreja Católica, expressa em diversas Encíclicas e Concílios; e c) doutrina do intervencionismo do Estado na ordem econômica e social.
09) Que fatores influenciaram a transformação do Estado-polícia (na concepção liberal) em Estado-providência?
R.: As massas populares passaram a exercer pressão, no sentido de buscar auxilio e proteção do Estado em questões relativas à saúde, às condições de trabalho, à aposentadoria e educação, enquanto as classes dominantes buscavam, ao contrário, fugir ao controle do Estado; a dinâmica sócio-econômica do século XIX levou, no plano político, ao sufrágio universal, na França, o que forçou a mudança da atuação do Estado, passando o Parlamento a promulgar Constituição e leis garantindo direitos econômicos e sociais.
10) O que se entende por direitos individuais?
R.: Direitos individuais é expressão que designa o conjunto dos direitos fundamentais do homem em relação à sociedade, aí incluídos os direitos à vida, à liberdade, à segurança, à igualdade e à propriedade.
==XXX==
Perguntas & Respostas/WLAJ/DP
Perguntas & Respostas/WLAJ/DP