Manual de Padronização Oficial
82 pág.

Manual de Padronização Oficial


DisciplinaTeoria e Prática da Narrativa Jurídica734 materiais3.501 seguidores
Pré-visualização14 páginas
de vem (ele); (vale nos 
derivados: eles detêm, provêm, distinto de detém, provém (ele);
\u2013 pôde (pretérito perfeito) distinto de pode (presente);
\u2013 fôrma (substantivo) distinto de forma (verbo formar);
\u2013 vocábulos tônicos (abertos ´/fechados ^) que têm homógrafos átonos:
tônicos
côa, côas (v. coar)
pára (v. parar)
péla, pélas (v. pelar e s.f.)
pélo (v. pelar), pêlo, pêlos
péra, péras (pedra), pêra
pêro, Pêro
póra(s) (surra); pôla(s) (broto vegetal)
pólo(s) (eixo, jogo); pôlo(s) (filhote de gavião)
pôr (verbo)
Manual de Padronização de Documentos, Atos e Correspondências Oficiais \u2013 65 
átonos
coa, coas (com a, com as)
para (preposição)
pela, pelas (por a(s)
pelo, pelos (por o(s)
pera (forma arcaica de para)
pero (forma arcaica de mas)
pola(s) (forma arcaica de por a(s))
polo(s) (forma arcaica de por o(s))
por (preposição)
3. Hífen 
3.1. Hífen entre Vocábulos
a) na composição de palavras em que os elementos constitutivos mantêm sua acentuação 
própria, compondo, porém, novo sentido:
abaixo-assinado (abaixo assinado, sem hífen, com o sentido de \u201c(aquele) que assina o 
documento em seu final\u201d: \u201cJoão Alves, abaixo assinado, requer...\u201d) 
decreto-lei
licença-prêmio
mão-de-obra
matéria-prima
oficial-de-gabinete
papel-moeda
processo-crime
salário-família
testa-de-ferro (testa de ferro, sem hífen, significa \u201ctesta dura como ferro\u201d)
b) na composição de palavras em que o primeiro elemento representa forma reduzida:
infanto-juvenil (infanto = infantil)
nipo-brasileiro (nipo = nipônico)
sócio-político (sócio = social)
c) nos adjetivos gentílicos (que indicam nacionalidade, pátria, país, lugar ou região de 
procedência) quando derivados de nomes de lugar (topônimos) compostos:
belo-horizontino
norte-americano
porto-riquenho
rio-grandense-do-norte
66 \u2013 Manual de Padronização de Documentos, Atos e Correspondências Oficiais
d) nas palavras compostas em que o adjetivo geral é acoplado a substantivo que indica 
função, lugar de trabalho ou órgão:
diretor-geral
inspetoria-geral
procurador-geral
secretaria-geral
e) a preposição sem liga-se com hífen a alguns substantivos para indicar unidade semântica 
(adquire, assim, valor de prefixo):
sem-fim
sem-número
sem-terra
sem-sal
sem-vergonha
sem-par
f) o advérbio de negação não liga-se com hífen a alguns substantivos ou adjetivos para 
indicar unidade semântica (adquire, assim, valor de prefixo):
não-agressão
não-eu, não-metal
não-ser
não-ferroso
não-participante
não-linear
não-alinhado
3.2. Hífen e Prefixos
a) os seguintes prefixos nunca vêm seguidos de hífen (ligam-se, portanto, diretamente ao 
vocábulo com o qual compõem uma unidade):
aer(o), aerotransporte
agro, agroindústria
ambi, ambidestro
anfi, anfiteatro
audio, audiovisual
bi, bicentenário
bio, biogenético
cardio, cardiovascular
cis, cisplatino
de(s), desserviço
di(s), dissociação
ele(c)tro, eletroímã
fil(o), filogenético
fisio, fisioterapia
fon(o), fonoaudiólogo
fot(o), fotolito
gastr(o), gastr(o)enterologia
ge(o), geotécnica
hemi, hemicírculo
hepta, heptassílabo
hexa, hexafluoreno
hidr(o), hidr(o)elétrica
Manual de Padronização de Documentos, Atos e Correspondências Oficiais \u2013 67 
hipo, hipotensão
homo, homossexual
in, inapto
intro, introversão
justa, justaposição
macro, macroeconomia
micr(o), microrregião
mono, monoteísmo
moto, motociclo
multi, multinacional
para, parapsicologia
penta, pentacampeão
per, perclorato
pluri, plurianual
poli, polivalente
psic(o), psicossocial
radi(o), radioamador
re, reversão
retro, retroativo
tele, teledinâmica
term(o), term(o)elétrica
trans, transalpino
tri, tricelular
uni, unidimensional
b) o prefixo ex exige hífen quando indica \u201cestado anterior\u201d, \u201cque foi\u201d:
ex-deputado
ex-ministro
ex-mulher
ex-secretário
c) o prefixo vice exige sempre o hífen:
vice-almirante
vice-diretor
vice-presidente
vice-versa
d) os prefixos pós, pré, pró \u2013 assim, tônicos e de timbre aberto \u2013 requerem hífen sempre:
pós-escrito
pós-guerra
pós-moderno
pós-natal
pré-aviso
pré-nupcial
pró-republicano
mas sem hífen quando átonos (e, normalmente, fechados):
posfácio
pospor
predeterminar
predizer
68 \u2013 Manual de Padronização de Documentos, Atos e Correspondências Oficiais
preestabelecer
preestipulado
preexistir
prejulgar
e) os seguintes prefixos exigem hífen quando combinados com palavras iniciadas por vogal, 
h, r ou s:
auto (auto-estima, auto-retrato, etc.)
contra (contra-ataque, contra-oferta, etc.)
extra (extra-oficial, extra-humano, extra-sensível; extraordinário é a única exceção \u2013 que, no 
entanto, é lícito distinguir de extra-ordinário \u201cnão ordinário, não rotineiro; imprevisto\u201d)
infra (infra-estrutura, infra-hepático, infra-renal, etc.)
intra (intra-ocular, intra-hepático, intra-renal, etc.)
neo (neo-escolástico, neo-hegeliano, neo-realismo, etc.)
proto (proto-história, proto-revolução, etc.)
pseudo (pseudo-esfera, pseudo-humano, pseudo-sigla, etc.)
semi (semi-anual, semi-úmido, semi-selvagem, semi-humano, etc.)
supra (supra-renal, supra-sumo, etc.)
ultra (ultra-romântico, ultra-sensível, etc.)
f) os seguintes prefixos exigem hífen quando combinados com palavras iniciadas por h, r ou s:
ante (ante-histórico, ante-sala, etc.)
anti (anti-humano, anti-herói, anti-regimental, etc.)
arqui (arqui-histórico, etc.)
sobre (sobre-humano, sobre-saia; exceções: sobressair, sobressalto)
hiper (hiper-humano, hiper-realismo, etc.)
inter (inter-hemisférico, inter-regional, etc.)
super (super-homem, super-requintado, etc.)
g) os seguintes prefixos exigem hífen quando combinados com palavras iniciadas por vogal 
ou h:
circum (circum-ambiente, circum-hospitalar, etc.)
mal (mal-entendido, mal-humorado, etc.)
pan (pan-americano, pan-helênico, etc.)
h) os seguintes prefixos exigem hífen quando combinados com palavras iniciadas por r:
ab (ab-rogar: anular, suprimir)
ad (ad-rogar: adotar ou tomar por adoção)
ob (ob-rogar: contrapor-se)
sob (sob-roda: saliência capaz de estorvar o deslocamento de um veículo)
Manual de Padronização de Documentos, Atos e Correspondências Oficiais \u2013 69 
sub (sub-reitor, sub-região, etc.; no caso de sub também separamos por hífen as palavras 
iniciadas por b: sub-bloco, sub-bibliotecário)
observação: Hífen de composição vocabular ou de ênclise e mesóclise é repetido quando coincide 
com translineação:
decreto-/-lei, exigem-/-lhe, far-/-se-á.
4. Concordância Verbal
Regra geral: o verbo concorda com seu sujeito em pessoa e número.
Os novos recrutas mostraram muita disposição. (CP: eu mostrei, você (ou ele) mostrou, nós 
(eu e...) mostramos...)
Se o sujeito for simples, isto é, se tiver apenas um núcleo, com ele concorda o verbo em 
pessoa e número:
o Chefe da Seção pediu maior assiduidade.
A inflação deve ser combatida por todos.
os servidores do Ministério concordaram com a proposta.
quando o sujeito for composto, ou seja, possuir mais de um núcleo, o verbo vai para o plural 
e para a pessoa que tiver primazia, na seguinte ordem: a 1a pessoa tem prioridade sobre a 2a e a 3a; a 
2a sobre a 3a; na ausência de uma e outra, o verbo vai para a 3a pessoa.
Eu e Maria queremos viajar em maio.
Eu, tu e João somos amigos.
o Presidente e os Ministros chegaram logo.
observação: Por desuso do pronome vós e respectivas formas verbais no brasil, tu e ... leva 
o verbo para a 3a pessoa do plural: Tu e o teu colega devem (e não deveis) ter mais calma.
Analisaremos a seguir algumas questões que costumam suscitar dúvidas quanto à correta 
concordância verbal.
a) Há três casos de sujeito inexistente:
\u2013 com verbos de fenômenos meteorológicos:
Choveu (geou, ventou...) ontem.
\u2013 em que o verbo haver é empregado no sentido de existir ou de tempo transcorrido:
Haverá descontentes no governo e na oposição.
Havia cinco anos não ia a brasília.
Errado: Se houverem dúvidas favor perguntar.
Certo: Se houver dúvidas favor perguntar.
Para certificar-se de que esse haver é impessoal, basta recorrer ao singular do indicativo: Se 
há ( e nunca: *hão) dúvidas... Há (e jamais: *Hão) descontentes...
\u2013 em que o verbo fazer é empregado no sentido de tempo transcorrido:
Faz dez dias