Pensamento Pedagógico Medieval 2012
3 pág.

Pensamento Pedagógico Medieval 2012


DisciplinaFilosofia da Educação8.623 materiais254.074 seguidores
Pré-visualização2 páginas
passaram a ser organizados por áreas de conhecimento: Teologia, Direito, Medicina e Filosofia. As universidades eram instituições de ensino (criadas e controladas pela igreja) de cunho um pouco mais democrático que os mosteiros, tendo em vista que só estudava nos mosteiros quem desejava seguir a vida eclesiástica. 
Por fim, é preciso ressaltar que entre os séculos VI e VII d.C, Maomé fundou o Islamismo, unindo o povo árabe a partir de uma religião comum. O texto do Alcorão compreende 114 Capítulos e é uma obra literária universal de suma importância para a produção do conhecimento do Período Medieval. A partir do séc.VII o Império Árabe se expandiu e se tornou, indiscutivelmente, superior ao mundo cristão ocidental. O mais importante filósofo, para nossa tradição ocidental, foi Averróis (1126 - 1198), que em Córdoba (Espanha) se tornou conhecido como o principal comentador das obras de Aristóteles. 
REFERÊNCIAS:
GHIRALDELLI Jr. Paulo. O que é filosofia da educação? Rio de Janeiro: DP&A, 2002.
MARCONDES, Danilo. Iniciação à história da filosofia. Dos pré-socráticos a Wittgenstein. Rio de Janeiro: Zahar, 2006. 
 Cheila Szuchmacher 
\ufffd INCLUDEPICTURE "http://www.agustinosrecoletos.org/imgs/sanAgustin/minis/17_Descalzas.jpg" \* MERGEFORMATINET \ufffd\ufffd\ufffd
\ufffd