A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Anatomia - encéfalo

Pré-visualização | Página 1 de 1

O cérebro é a parte mais desenvolvida e importante do encéfalo, sendo dividido em 
telencéfalo e diencéfalo. 
TELENCÉFALO 
O telencéfalo é constituído por dois hemisférios cerebrais – direito e esquerdo; e pelas 
porções mais anteriores do terceiro ventrículo. Os hemisférios são separados pela 
fissura longitudinal, cujo assoalho é formado pelo corpo caloso, principal meio de 
união entre os hemisférios. 
Possui três extremidades, que são denominadas polos, sendo eles: polo frontal, 
occipital e temporal. 
A superfície apresenta depressões denominadas sulcos, que permitem o aumento da 
superfície sem aumentar o volume, e os giros. Os sulcos ajudam a demarcar os lobos 
que possuem os nomes de acordo com os ossos do crânio em que estão próximos. 
Exceto o um lobo localizado profundamente ao sulco lateral, chamado lobo insular. 
GIROS 
a) Giro pré-central: supero lateral e no lobo frontal – área motora primaria 
b) Giro frontal inferior: no lobo frontal – centro cortical da palavra falada 
c) Giro pós-central: lobo parietal – área somestésica 
d) Giros de audição: lobo temporal. 
e) Hipocampo: profundamente ao lobo temporal - uma das estruturas que armazena 
a memoria p fatos recentes; 
f) Giros da visão: lobo occipital 
Na face medial do telencéfalo está o lobo límbico, cujas funções características 
únicas são relacionadas ao comportamento emocional e o controle da parte 
autônoma do SN. 
Os hemisférios possuem cavidades que contêm líquido cerebroespinal, os ventrículos 
laterais. No interior desses ventrículos estão os plexos coroides, responsáveis pela 
produção do líquido em questão. 
O córtex do telencéfalo é uma fina camada de substância cinzenta onde chegam 
vias da sensibilidade e saem pulsos para movimentos voluntários e fenômenos 
psíquicos. Seu centro oval é área central de substância branca composta de células 
da glia, fibras mielínicas e com núcleos nervosos, isto é, uma porção de massa de 
substância cinzenta envolvida por massa branca. 
DIENCÉFALO 
 
O diencéfalo possui uma cavidade mediana, o terceiro ventrículo, que se comunica 
com o quarto pelo aqueduto do mesencéfalo e com os ventrículos laterais pelos 
forames. 
O diencéfalo é dividido em tálamo, hipotálamo, epitálamo e subtálamo. Alguns 
autores classificam também o metatálamo, mas geralmente ele é considerado como 
parte do tálamo. 
TALAMO 
É uma massa ovoide majoritariamente composta por substância cinzenta e recoberta 
com substância branca. Essa substancia adentra o tálamo em forma de laminas – 
interna e externa – e o separa em grupos. Dentro da lamina interna, estão ainda os 
núcleos intralaminares. 
O tálamo possui uma região anterior e uma posterior; uma ventral e outra dorsal. 
A substância cinzenta talâmica se organiza em núcleos nervosos: anterior, posterior, 
mediano, medial e lateral. Os anteriores recebem fibras dos corpos mamilares e 
emitem fibras para o núcleo do cíngulo, integrando o circuito de Papez do sistema 
límbico. 
 
Posteriores: 
Entre os núcleos posteriores está o núcleo pulvinar do tálamo, que se comunica com o 
giro angular e supramarginal. 
Há também o corpo geniculado medial, cuja principal função é associada à audição; 
O geniculado lateral, associado à visão; 
Laterais 
Os núcleos laterais estão representados pelo ventral anterior e lateral, relacionados à 
motricidade somática do individuo. 
O ventral póstero lateral e póstero medial são relacionados com a sensibilidade. 
Medianos 
Os núcleos medianos por estarem conectados com o hipotálamo atuam nas funções 
viscerais. 
Os intralaminares ativam o córtex cerebral; E O dorso medial atua funcionalmente 
com o comportamento emocional. 
De forma geral, os núcleos anteriores se relacionam com o giro do cíngulo e, por isso, 
são relacionados à emoção. O grupo ventral se relaciona com o cerebelo e o ventral-
póstero-lateral desempenha estímulos sensitivos gerais. 
Funções talâmicas 
▪ Sensibilidade 
▪ Motricidade 
▪ Comportamento emocional 
▪ Ativação do córtex emocional. 
HIPOTÁLAMO 
Está localizado inferiormente ao tálamo. Nele estão estruturas como quiasma óptico, 
tuber cinéreo, infundíbulo e corpos mamilares. 
Funções: 
A maioria das funções desempenhadas pelo hipotálamo está relacionada com a 
homeostase. 
▪ Controla divisão autônoma do sistema nervoso 
▪ Regula as glândulas endócrinas, o comportamento emocional, a temperatura 
corporal, ingestão de alimentos e de agua, a diurese, o sono e a vigília, os 
ritmos circadianos. 
EPITÁLAMO 
Atua nas formações endócrinas e não endócrinas, como na glândula pineal que 
secreta melatonina e sincroniza os ritmos circadianos com o ciclo externo. Além disso, 
atua inibindo gônadas. 
SUBTÁLAMO 
É uma área situada na parte posterior do diencéfalo. Sua formação mais importante é 
o núcleo subtalâmico que se relaciona com o globo pálido, portanto, atua na 
motricidade. Lesões nesse núcleo geram hemibalismo, caracterizada por movimentos 
violentos da extremidade do individuo.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.