REDES DE COMPUTADORES aula
123 pág.

REDES DE COMPUTADORES aula


DisciplinaRedes de Computadores29.430 materiais363.463 seguidores
Pré-visualização50 páginas
os principais protocolos de gerenciamento;
3. Descrever rotinas de backup e restauração.
 
 
O Que É Gerenciamento De Rede?
A internet pública e as intranets privadas foram crescendo ao longo 
dos anos e se transformaram de pequenas redes em grandes 
infraestruturas globais, surgindo assim, a necessidade de gerenciar 
mais sistematicamente a enorme quantidade de componentes de 
hardware e software dentro dessas redes.
 
Desta forma, o administrador de rede deve monitorar os 
equipamentos remotos e analisar os dados para garantir que os 
equipamentos estejam funcionando e operando dentro dos limites 
especificados, deve ainda 
fazendo ajustes de acordo com as modificações ocorridas no 
sistema ou em seu ambiente e 
detectando tendências ou comportamento anômalos, que permitem 
executar uma ação antes que surjam problemas sér
 
Neste caso o administrador de rede muito se beneficiará se tiver à 
mão as ferramentas de gerenciamento adequadas que ajudem a:
Detecção de falha em uma placa de interface em um hardware da 
rede; 
Monitoração de um equipamento da rede;
Monitoração de tráfego para auxiliar o oferecimento de recursos;
Detecção de mudanças rápidas em tabelas de roteamento;
Monitoração de slas;
Detecção de intrusos.
 
 
 
 REDES DE COMPUTADORES 
NOÇÕES DE GERENCIAMENTO E ADMINISTRAÇÃO DE
OBJETIVOS DA AULA 
Nesta aula, você irá: 
Justificar as funções de gerenciamento de rede;
Identificar os principais protocolos de gerenciamento;
Descrever rotinas de backup e restauração. 
O Que É Gerenciamento De Rede? 
A internet pública e as intranets privadas foram crescendo ao longo 
dos anos e se transformaram de pequenas redes em grandes 
infraestruturas globais, surgindo assim, a necessidade de gerenciar 
mais sistematicamente a enorme quantidade de componentes de 
dware e software dentro dessas redes. 
Desta forma, o administrador de rede deve monitorar os 
equipamentos remotos e analisar os dados para garantir que os 
equipamentos estejam funcionando e operando dentro dos limites 
especificados, deve ainda controlar reativamente
fazendo ajustes de acordo com as modificações ocorridas no 
sistema ou em seu ambiente e gerenciar proativamente
detectando tendências ou comportamento anômalos, que permitem 
executar uma ação antes que surjam problemas sér
Neste caso o administrador de rede muito se beneficiará se tiver à 
mão as ferramentas de gerenciamento adequadas que ajudem a:
Detecção de falha em uma placa de interface em um hardware da 
Monitoração de um equipamento da rede; 
ráfego para auxiliar o oferecimento de recursos;
Detecção de mudanças rápidas em tabelas de roteamento;
Monitoração de slas; 
Detecção de intrusos. 
 114 
NOÇÕES DE GERENCIAMENTO E ADMINISTRAÇÃO DE REDES 
Justificar as funções de gerenciamento de rede; 
Identificar os principais protocolos de gerenciamento; 
 
A internet pública e as intranets privadas foram crescendo ao longo 
dos anos e se transformaram de pequenas redes em grandes 
infraestruturas globais, surgindo assim, a necessidade de gerenciar 
mais sistematicamente a enorme quantidade de componentes de 
Desta forma, o administrador de rede deve monitorar os 
equipamentos remotos e analisar os dados para garantir que os 
equipamentos estejam funcionando e operando dentro dos limites 
eativamente o sistema, 
fazendo ajustes de acordo com as modificações ocorridas no 
gerenciar proativamente o sistema, 
detectando tendências ou comportamento anômalos, que permitem 
executar uma ação antes que surjam problemas sérios. 
Neste caso o administrador de rede muito se beneficiará se tiver à 
mão as ferramentas de gerenciamento adequadas que ajudem a: 
Detecção de falha em uma placa de interface em um hardware da 
ráfego para auxiliar o oferecimento de recursos; 
Detecção de mudanças rápidas em tabelas de roteamento; 
 
Segundo Kurose, a International Organization for Standardization 
(ISO) criou um modelo de gerenciamento de
de gerenciamento, denominado 
\u2013 Fault (falha);
\u2013 Configuration (configuração);
\u2013 Accounting (contabilização);
\u2013 Performance (Desempenho);
\u2013 Security (segurança):
Fault (falha) 
\u2022 Tratamento imediato de falhas transitórias 
exemplo, interrupção do serviço em enlaces, hospedeiros, ou 
em hardware e software de roteadores.
Configuration (configuração)
\u2022 Permite que o administrador da rede saiba 
dispositivos que fazem parte da rede e quais suas 
configurações de software e hardware. 
descoberta, manutenção e monitoração de mudanças à 
estrutura física e lógica da rede. 
Accounting (contabilização)
\u2022 Corresponde à especificação, ao registro e ao controle do 
acesso de usuários e dispositivos 
\u2022 Também fazem parte deste gerenciamento: 
\u2013 quotas de utilização, 
\u2013 cobrança por utilização e 
\u2013 alocação de acesso privilegiado a recursos. 
Performance (Desempenho)
\u2022 A forma de desenvolver ações de proatividade é:
\u2013 Construir uma base de da
infraestrutura, 
\u2013 Identificar os critérios de estabilidade do ambiente 
monitorado, 
\u2013 Garantindo que a rede opere em conformidade e com a 
qualidade proposta pelo administrador através de:
\u2022 quantificar, 
\u2022 medir, 
\u2022 informar, 
\u2022 analisar e 
\u2022 controlar o desempenho dos diferentes 
componentes da rede. 
 REDES DE COMPUTADORES 
Segundo Kurose, a International Organization for Standardization 
(ISO) criou um modelo de gerenciamento de rede com cinco áreas 
de gerenciamento, denominado FCPAS, um acrônimo para:
Fault (falha); 
Configuration (configuração); 
Accounting (contabilização); 
Performance (Desempenho); 
Security (segurança): 
Tratamento imediato de falhas transitórias 
exemplo, interrupção do serviço em enlaces, hospedeiros, ou 
em hardware e software de roteadores. 
Configuration (configuração) 
Permite que o administrador da rede saiba 
dispositivos que fazem parte da rede e quais suas 
ções de software e hardware. É responsável pela 
descoberta, manutenção e monitoração de mudanças à 
estrutura física e lógica da rede. 
Accounting (contabilização) 
Corresponde à especificação, ao registro e ao controle do 
acesso de usuários e dispositivos aos recursos da rede. 
Também fazem parte deste gerenciamento: 
quotas de utilização, 
cobrança por utilização e 
alocação de acesso privilegiado a recursos. 
Performance (Desempenho) 
A forma de desenvolver ações de proatividade é:
Construir uma base de dados do comportamento da 
infraestrutura, 
Identificar os critérios de estabilidade do ambiente 
monitorado, 
Garantindo que a rede opere em conformidade e com a 
qualidade proposta pelo administrador através de:
quantificar, 
medir, 
informar, 
analisar e 
controlar o desempenho dos diferentes 
componentes da rede. 
 115 
Segundo Kurose, a International Organization for Standardization 
rede com cinco áreas 
, um acrônimo para: 
Tratamento imediato de falhas transitórias da rede como, por 
exemplo, interrupção do serviço em enlaces, hospedeiros, ou 
Permite que o administrador da rede saiba quais os 
dispositivos que fazem parte da rede e quais suas 
É responsável pela 
descoberta, manutenção e monitoração de mudanças à 
Corresponde à especificação, ao registro e ao controle do 
aos recursos da rede. 
Também fazem parte deste gerenciamento: 
alocação de acesso privilegiado a recursos. 
A forma de desenvolver ações de proatividade é: 
dos do comportamento da 
Identificar os critérios de estabilidade do ambiente 
Garantindo que a rede opere em conformidade e com a 
qualidade proposta pelo administrador através de: 
controlar o desempenho dos diferentes 
 
Security (Segurança)
\u2022 Seu objetivo é o controlar o acesso aos recursos da rede de 
acordo com alguma política
Murunda
Murunda fez um comentário
Muito bom, obrigado por ajudar e muito
2 aprovações
Carregar mais