WL-P & R-04-Direito Constitucional-10-Os Remédios de Direito Constitucional-006
2 pág.

WL-P & R-04-Direito Constitucional-10-Os Remédios de Direito Constitucional-006


DisciplinaDireito Constitucional I85.959 materiais1.829.176 seguidores
Pré-visualização1 página
Waldeck Lemos 
Perguntas & Respostas 
 
Disciplina: 
Direito Constitucional 
Folha: 
1 de 2 
 
Perguntas & Respostas/WLAJ/DP 
QUESTÕES 
 
Fonte: CRETELLA JUNIOR, J. e CRETELLA NETO, J. - 1.000 Perguntas e Respostas de Direito 
Constitucional \u2013 Editora Forense Jurídica (Grupo GEN). 
 
CAPÍTULO 10 - OS REMÉDIOS DE DIREITO CONSTITUCIONAL 
 
01) Que espécie de proteção é assegurada pelo habeas data? 
R.: O habeas data, inovação da CF de 1988, confere proteção aos indivíduos do uso indevido, errôneo ou abusivo 
de dados pessoais, de interesse particular, obtidos pelo Estado, durante o regime autoritário, muitas vezes por 
meios ardilosos ou indiretos. 
 
02) Quem é legitimado ativa e passivamente no habeas data? 
R.: Legitimado ativo: qualquer pessoa, brasileira ou estrangeira, dotada de capacidade postulatória, desde que a 
informação governamental se refira a ela própria e seja de seu interesse particular; legitimado passivo: é a 
entidade governamental ou de caráter público que mantenha sob sua guarda e responsabilidade conjunto de 
dados sobre a pessoa. 
 
03) O que é ação popular? 
R.: Ação popular é a ação civil por meio da qual qualquer cidadão pode pedir a anulação de ato lesivo ao 
patrimônio público, ao erário, ou à entidade de que o Estado participe, ou ainda à moralidade administrativa, ao 
meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural (CF, art. 5.º, LXXIII). A ação popular foi regulamentada pela Lei 
n.º 4.717, de 19.06.1965, recepcionada pela CF de 1988. 
 
04) Qual a origem histórica da ação popular? 
R.: A doutrina identifica a origem da ação popular já no Direito Romano, da qual subsistiram alguns resquícios, no 
direito dos países europeus, até o século XIX. A Constituição Espanhola de 1931 previa essa ação, especialmente 
no campo do Direito Penal; a CF de 1934 foi nossa primeira Carta a estabelecê-la, mas a CF de 1937 não a 
contemplou; desde a CF de 1946, consta de nossas Constituições. 
 
05) Quem tem legitimidade ativa e passiva para propor ação popular? 
R.: Legitimidade ativa: qualquer cidadão, isto é, qualquer pessoa em pleno gozo de seus direitos políticos; 
legitimidade passiva: pessoas jurídicas, públicas e privadas, de quem emanou o ato; autoridades, funcionários ou 
administradores que houverem aprovado, ratificado ou praticado o ato lesivo, ou que, por omissões, tiverem dado 
oportunidade a que tenha ocorrido lesão; beneficiários diretos do ato lesivo. 
 
06) Qual a natureza jurídica da ação popular? 
R.: A ação popular é ação cognitiva, de natureza dúplice, constitutiva e condenatória. 
 
07) Qual a atuação do Ministério Público na ação popular? 
R.: Na fase de conhecimento, o MP exerce função auxiliar, não lhe sendo permitido defender o ato impugnado. Na 
execução, o MP é dotado de legitimidade extraordinária subsidiária, devendo promovê-la após o prazo de 60 dias 
da sentença condenatória transitada em julgado, caso dentro desse prazo, o autor da ação ou terceiro não tenha 
iniciado a execução. 
 
08) O que é a ação civil pública? 
R.: Ação civil pública é forma processual de tutela de direitos fundamentais expressos na Constituição, 
especialmente os referentes ao patrimônio público e social, do meio ambiente e de outros interesses difusos e 
coletivos. 
 
09) A ação civil pública está prevista no Título II ("Dos Direitos e Garantias Fundamentais") da CF de 1988, junto 
com os demais remédios constitucionais? 
R.: Não. Embora se constitua em inequívoco remédio constitucional, aparece a ação civil pública somente no art. 
129, III, dentre as atribuições do Ministério Público; além disso, sobre ela dispõe a Lei n.º 7.347, de 24.07.1985. 
 
10) Qual a atuação do MP na ação civil pública? 
R.: Embora o MP seja competente para propô-la, a competência não é privativa, pois outros órgãos e entidades 
 
Waldeck Lemos 
Perguntas & Respostas 
 
Disciplina: 
Direito Constitucional 
Folha: 
2 de 2 
 
Perguntas & Respostas/WLAJ/DP 
podem atuar no pólo ativo; pode, portanto, o MP: a) ser autor da ação; b) atuar como fiscal da lei; c) promover a 
execução, se não realizada dentro de 60 dias, pelo autor; e d) realizar o inquérito civil exigido pela lei. O MP pode 
agir de ofício ou por provocação feita por qualquer legitimado. 
 
 
==XXX==