A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
revisaoav1

Pré-visualização | Página 1 de 3

*
*
INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO
PROFESSOR CARLOS EDUARDO LUGATI BRAGA
Rio de Janeiro
AULA DE REVISÃO 1
Da aula 1 até a aula 5
PATRIMONIAIS
Recursos das Empresas
FINANCEIROS
Recursos das Empresas
HUMANOS
Operários (1933) - Tarsila do Amaral 
Recursos das Empresas
TECNOLÓGICOS
Recursos das Empresas
 Sistemas são conjuntos de partes interdependentes e
 interagentes que combinadas formam um todo unitário 
 e, muitas vezes, indivisível;
 Sistemas existem dentro de sistemas, isto é, existem
 em ambientes de outros sistemas e se relacionam com 
 seus elementos;
 Daí decorre o conceito de sistema aberto.
FUNDAMENTOS DA
TEORIA DOS SISTEMAS
ALGUNS EXEMPLOS DE SISTEMAS
ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMA
Organizações são sistemas compostos por
partes interligadas e interdependentes
REPRESENTAÇÃO SIMPLIFICADA
DE UM SISTEMA QUALQUER
 Organizações não existem no vácuo;
 Elas estão inseridas em ambientes;
 Ambiente é o universo que envolve a organização;
 Por não estarem isoladas e não serem auto-suficientes
 elas precisam trocar com os elementos do ambiente em 
 que estão inseridas (sistemas abertos).
AMBIENTES
DAS ORGANIZAÇÕES
 Como as organizações não podem compreender,
 tampouco dominar todos os elementos dos ambientes, 
 elas selecionam os ambientes em que desejam operar;
 Esse reducionismo permite compreender uma amostra 
 do ambiente, capaz de ser interpretada pela
 organização;
 As organizações delimitam o seu nicho de atuação.
AMBIENTES
DAS ORGANIZAÇÕES
AMBIENTE EXTERNO DAS ORGANIZAÇÕES
 Ambiente Direto, ou Específico, ou Imediato, ou Tarefa:
 o mais próximo no qual a organização realiza suas
 operações diárias;
 Ambiente Geral, ou Indireto, ou Maior, ou
 Macroambiente: mais distante. Exerce influência sobre as
 organizações, mas é pouco influenciado por elas.
AMBIENTE EXTERNO DAS ORGANIZAÇÕES
organização
Ambiente Imediato
ou Tarefa
Macroambiente
 TECNOLOGIA: interna ou externa;
 POLÍTICAS: empresariais, desenvolvimento, etc.;
 ECONÔMICAS: incentivo a setores econômicos,
 financiamentos, recessão e escassez;
FATORES AMBIENTAIS
MACROAMBIENTE
 LEGAIS: tributárias, restritivas,
 liberalizantes, etc.
 SOCIAIS: estrutura sócio-econômica; condições de vida
 da população; estrutura de consumo; estilo de vida, etc.
FATORES AMBIENTAIS
MACROAMBIENTE
 DEMOGRÁFICAS: densidade populacional, mobilidade
 social, natalidade e mortalidade, etc.
 ECOLÓGICA: legislação, pressão da sociedade,
 escassez de recursos naturais, etc.
FATORES AMBIENTAIS
MACROAMBIENTE
 O Processo Administrativo
 Planejamento como Função Administrativa
 O que é Planejar
 Para quê se planeja
 Tipos de Planejamento
 Análise SWOT
PLANEJAMENTO
SÍNTESE DA AULA
É o conjunto de instrumentos que auxiliam os
gestores na correta utilização dos recursos da
organização.
Formado por:
 Planejamento;
 Organização;
 Direção; e,
 Controle.
PLANEJAMENTO
PROCESSO ADMINISTRATIVO
Organizações devem planejar antes de executar;
Evitam-se erros e desperdícios;
Lida com o impacto no futuro de decisões
 tomadas hoje;
Tem início com a definição dos objetivos e metas
 organizacionais.
PLANEJAMENTO
Primeiro passo antes de se iniciar o Planejamento;
O objetivo é a conquista de um resultado final que
 se pretende alcançar;
As metas são objetivos intermediários que precisam
 ser alcançados e que darão suporte ao planejamento;
Devem ser realísticos, quantificáveis e possuir prazo
 para serem alcançados. 
DEFININDO OBJETIVOS
OBJETIVO E META
SÃO A MESMA COISA?
TIPOS DE PLANEJAMENTO
Planejamento Estratégico (Institucional):
Mais amplo;
Envolve a organização como um todo;
É decidido no nível diretivo (presidência);
Procura ajustar a organização ao ambiente instável
 e competitivo;
Elaborado a partir de análises de forças internas
 e externas.
ETAPAS DO 
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
Determinação de objetivos;
Análise ambiental;
Análise interna da organização;
Alternativas estratégicas;
Implantação de estratégia escolhida;
Acompanhamento dos resultados.
ANÁLISE SWOT
Também chamada de PFOA ou FOFA;
Forças e Fraquezas da organização;
Oportunidades e Ameaças do ambiente;
Identificação dos Fatores Críticos de Sucesso.
BALANCE SCORECARD
BCS
Metodologia de avaliação de organizações;
Analisa medidas financeiras e não financeiras,
 tendências e ocorrências, etc.
Serve de medida para os gestores acompanha-
 rem o desempenho da organização.
 Subordinado ao Planejamento Estratégico;
 Responsabilidade do nível intermediário da
 organização;
 De médio prazo;
 Aborda áreas específicas (departamentos);
 Em geral referem-se a planos de produção,
 financeiro, marketing, RH, etc.
PLANEJAMENTO TÁTICO
ou Integrativo
 Preocupa-se com a racionalidade do processo
 decisório;
 É uma técnica de coordenação, de mudança e
 inovação;
 Produz um plano de ação que define: o quê,
 quando, como, onde e por quem.
PLANEJAMENTO TÁTICO
ou Integrativo
PLANEJAMENTO
PROCESSO DECISÓRIO
 Decisões não podem ser tomadas subjetivamente;
 Decisões precisam ser tomadas de maneira racional;
O processo decisorial compreende:
 quem toma a decisão;
 objetivos esperados;
 preferências e valores envolvidos;
 alternativas;
 o ambiente externo
 as consequências das diferentes decisões.
PLANEJAMENTO OPERACIONAL
 De curto prazo;
 Foco nas tarefas e operações individuais;
 Preocupa-se com “o que fazer” e em “como fazer”
 as atividades cotidianas;
 Delimitado ao nível operacional, cuida das rotinas.
PLANEJAMENTO OPERACIONAL
 Quatro tipos de Planejamento Operacional:
 1- Procedimentos: relacionados aos métodos;
 2- Orçamentos: relacionados ao dinheiro;
 3- Programas: relacionados ao tempo;
 4- Regulamentos: relacionados aos compor-
 tamentos das pessoas.
CHIAVENATO
PLANEJAMENTO CONTINGENCIAL
(OU DE CONTINGÊNCIA)
 Plano alternativo que prepara a organização
 para situações de emergência;
 Se algo pode dar errado, então temos que nos
 preparar para enfrentar e solucionar os problemas;
 Seu objetivo é o de reduzir os impactos de ocorrên
 cias indesejáveis sobre o negócio;
 Também são utilizados para o planejamento de su-
 cessão de executivos.
BENEFÍCIOS DO PLANEJAMENTO
 Racionalização dos recursos;
 Adequação das atividades organizacionais;
 Adequação das ações da organização às ameaças
 do ambiente e as necessidades dos clientes;
 Antecipação das decisões organizacionais.
ORGANIZAÇÃO
 Formal: possui estrutura, manuais, normas, hierarquia
 está formalmente constituída, etc., e pessoas
 ocupantes de cargos.
 Informal: formado pelas pessoas que fazem parte de
 uma organização e que se associam, se agru
 pam espontâneamente por afinidades ou in-
 teresses comuns, independente da organiza-
 ção formal. A Organização Informal está con-
 tida na Organização Formal.
PROCESSO ADMINISTRATIVO
 Retrata a configuração dos órgãos da organização,
 sua interdependência e funcionamento;
 É a atividade organizadora dos recursos da organiza-
 ção e suas interações;
 Emprega todos os recursos disponíveis a fim de alcan
 çar os objetivos determinados.
DESENHO ORGANIZACIONAL
ou Estruturas Organizacionais
ORGANOGRAMA
Mais comum representação da organização
FORMA CLÁSSICA
DESENHO ORGANIZACIONAL
ou Estruturas Organizacionais
LINEAR
 A mais simples;
 Baseada na hierarquia de
 autoridade;
 Linhas diretas, únicas e rígidas
 de autoridade.
DESENHO ORGANIZACIONAL
ou Estruturas Organizacionais
FUNCIONAL
 Comunicação entre os níveis e
 cargos se dá pela especialização
 de tarefas;
 Atuação simultânea dos supervi-
 sores sobre os operários;
 Os supervisores são especialistas.
DESENHO ORGANIZACIONAL
ou Estruturas Organizacionais
LINHA-STAFF
 Modelo mais utilizado;
 Combina os tipos linear e funcio-
 nal;
 Staff são órgãos de assessoria com
 funções de planejamento, estratégia,
 consultoria, outplacement,